América

Vamos explicar o que é a América e as suas características físicas e culturais Além disso, como é a sua economia, religião e a história deste continente.

O continente americano é o segundo maior do planeta em tamanho.

O que é a América?

A América é um dos seis continentes da Terra e o segundo maior depois da Ásia. Ocupa uma grande parte do hemisfério ocidental do planeta e compreende desde o norte da Groenlândia até o extremo sul da Argentina e do Chile. Tem uma área total de 42,5 milhões de quilômetros quadrados, o que representa 28,3% de toda a área terrestre do planeta.

Por que recebeu esse nome? O nome “América” deriva do nome Américo Vespúcio, um navegador florentino que teria sido o primeiro a sugerir que toda aquela massa de terra era um continente completamente novo e não uma parte não descoberta da Ásia, como pensavam os exploradores espanhóis, portugueses e ingleses.

Vespúcio escreveu vários registros de suas viagens, e esses escritos foram largamente divulgados e lidos por outros exploradores e cartógrafos da época. Em 1507, um cartógrafo alemão chamado Martin Waldseemüller incluiu um novo continente em seu mapa do mundo e o batizou de “América” em homenagem a Américo Vespúcio.

Antes de ser chamado de “América”, este continente era chamado de “Reinos Castelhanos” ou “Índias Ocidentais”.

CARACTERÍSTICAS DA AMÉRICA

  • É o segundo maior continente no mundo, depois da Ásia.
  • As primeiras populações datam do período pré-colombiano, com povos e civilizações originárias, como os astecas, os incas e os maias.
  • Devido à sua extensa latitude e à grande área de superfície, há uma variedade enorme de ambientes e climas.
  • Há climas frios no extremo norte e sul, climas temperados nas latitudes médias e climas quentes perto do equador e nos trópicos.
  • Os idiomas mais falados são o inglês (América Anglo-Saxônica) e o espanhol (América Latina). O português e o francês também são falados.

Extensão territorial, população e países da América

Com mais de 330 milhões de habitantes, os Estados Unidos são o país mais populoso da América.

O continente americano abrange uma área de 43.316.000 km2, que se estende dos desertos gelados do Alasca e da Groenlândia até o sul da Patagônia, representando 8,4% da área total da área do planeta e 28,3% da área continental absoluta. Limita-se com o oceano Ártico ao norte, o oceano Atlântico a leste, o oceano Pacífico a oeste e a Antártica ao sul.

De acordo com suas características estruturais e geológicas, divide-se em duas grandes massas continentais de formato triangular, unidas por uma porção de terra estreita e comprida. A parte norte é chamada de América do Norte, a parte sul da América do Sul e o istmo que os une é chamado de América Central.

A América é formada por 35 países independentes e mais de 20 territórios dependentes de outros países. A maioria desses territórios dependentes pertence politicamente à França, à Inglaterra, à Holanda e aos Estados Unidos.

Os maiores países da América são o Canadá, com 9,9 milhões de quilômetros quadrados, os Estados Unidos, com 9,4 milhões de quilômetros quadrados, e o Brasil, com 8,5 milhões de quilômetros quadrados. No que diz respeito aos territórios dependentes, o maior é a Groenlândia, que é administrado pela Dinamarca, com 2,1 milhões de quilômetros quadrados.

A população total do continente é de pouco mais de 1 bilhão, o que corresponde a 13% da população do mundo. Os países mais populosos são os Estados Unidos, com 331 milhões de habitantes, o Brasil, com 203 milhões, e o México, com 127 milhões. Com relação aos territórios dependentes, o mais populoso é Porto Rico, que depende dos Estados Unidos, com 3,3 milhões de habitantes.

História da América

A história do continente é vasta e complexa, mas pode ser dividida nos seguintes períodos:

  • O período pré-colombiano. É o período anterior à chegada dos europeus no século XV. Durante esse período, as culturas indígenas americanas se desenvolveram em diferentes regiões do continente: os astecas e os maias na América do Norte e Central, os incas nos Andes e um grande número de povos nômades distribuídos por todo o continente. Essas culturas se caracterizavam por suas próprias religiões, idiomas, costumes, economia, tecnologias e organização política.
  • O período colonial. Começou com a chegada dos europeus no século XV e durou até o início do século XIX. Nesse período, as potências europeias colonizaram a América e impuseram diferentes sistemas políticos, religiões e idiomas em todo o continente. A Espanha e Portugal foram os principais colonizadores da América Latina, enquanto a França, a Inglaterra e os Países Baixos colonizaram a América do Norte e o Caribe. Como consequência da colonização europeia, dos massacres, das condições de trabalho e da propagação de doenças, ocorreu um verdadeiro genocídio dos povos nativos da América durante esse período.
  • O período republicano. Seu início foi no século XIX, quando os países americanos começaram a lutar por sua independência e formaram suas próprias nações. Durante esse período, os países americanos sofreram uma série de mudanças políticas, econômicas e sociais, como a abolição da escravidão, a luta por direitos iguais e a modernização econômica.

Características físico-naturais da América

A floresta amazônica é a maior do mundo, possui mais de 6,7 milhões de quilômetros quadrados.

Em virtude de sua extensa latitude e grande área, a América tem uma grande variedade de ambientes e climas. Há climas frios no extremo norte e sul, climas temperados nas latitudes médias e climas quentes perto do equador e nos trópicos.

A cordilheira dos Andes, que atravessa o continente de norte a sul, também condiciona as características climáticas, pois a altitude provoca a queda da temperatura. Por isso, as áreas montanhosas do continente americano também têm climas frios.

Além da cordilheira dos Andes, a América tem relevos relativamente altos nos Monte Apalaches, nos Estados Unidos, e nos maciços da Guiana e de Brasília, na América do Sul. O restante do relevo do continente é relativamente plano, com extensas planícies, como as planícies centrais na América do Norte e as planícies do Orinoco, da Amazônia e do Prata na América do Sul.

A América também se caracteriza pela presença de rios de planície extensos e caudalosos. O rio Mississíppi, nos Estados Unidos, e os rios Orinoco, Amazonas, Paraná e Uruguai, na América do Sul, são alguns dos rios mais importantes da América e do mundo.

Cultura e religião da América

América
A América Latina é um dos lugares com maior diversidade cultural do planeta.

Culturalmente, o continente americano se divide em duas grandes regiões:

  • América Anglo-Saxônica. É formada pelos países cujo idioma oficial é o inglês e que foram colonizados pela Grã-Bretanha durante a conquista europeia. Os Estados Unidos, o Canadá e a Jamaica são alguns dos países que compõem a América Anglo-Saxônica.
  • América Latina. É formada pelos países cujo idioma oficial é o espanhol, o português ou o francês, todos idiomas derivados do latim. Inclui quase todos os países da América.

Os idiomas mais falados na América são:

  • Inglês. É falado principalmente nos Estados Unidos e no Canadá, mas também em alguns países da América Central e na Guiana e no Suriname, na América do Sul. No total, há cerca de 370 milhões de pessoas que falam esse idioma na América.
  • Francês. É falado em algumas regiões do Canadá e em algumas ilhas do Caribe na América Central. É considerado a língua oficial de cerca de 16 milhões de pessoas.
  • Espanhol. É falado na maioria dos países da América Central e do Sul e no México. É o idioma mais falado na América, com mais de 500 milhões de falantes.
  • Português. É falado sobretudo no Brasil e é o idioma nativo de mais de 200 milhões de pessoas.

Além desses idiomas principais, há centenas de idiomas relacionados aos povos originários da América, como o nahuatl, o quíchua, o aimará, o guarani e o maia, entre outros.

No que diz respeito à religião, o catolicismo e o protestantismo são as religiões predominantes, como resultado da herança colonial espanhola e inglesa. Aproximadamente 80% da população americana se identifica como cristã.

Além do cristianismo, outras religiões importantes, como o islamismo, o judaísmo, o budismo, o hinduísmo e as religiões afro-americanas, também estão presentes na América. Também subsistem religiões, divindades e cultos das culturas dos povos originários da América.

Atividades econômicas da América

Há grande desigualdade no desenvolvimento econômico entre os países americanos. Ao passo que as atividades primárias predominam na maioria dos países latino-americanos, nos países anglo-saxões, em especial nos Estados Unidos e no Canadá, predominam as atividades ligadas às atividades secundárias e terciárias, com grande influência nos mercados mundiais.

Em função desses contrastes, é importante analisar as atividades econômicas na América de forma separada:

Economia na América Anglo-Saxônica

  • Os Estados Unidos e o Canadá estão entre os países mais desenvolvidos do mundo. Seus índices de desenvolvimento humano (IDH) os colocam entre os 15 melhores do mundo.
  • Suas economias são extremamente terceirizadas, o que significa que grande parte de suas receitas provém do setor terciário. A prestação de serviços, o comércio, as finanças e o turismo respondem por mais de 75% da renda desses dois países.
  • Ainda que o setor primário seja importante em nível global (os Estados Unidos são o principal produtor e exportador de vários produtos primários), sua contribuição para a economia local praticamente não ultrapassa 3%.

Economia na América Latina

  • A agricultura, a pecuária e a mineração têm sido as atividades econômicas predominantes nos países da América Latina desde a conquista e a colonização europeias. Atualmente, o setor primário continua a ser fundamental na maioria dos países latino-americanos.
  • Trata-se, em sua maioria, de países periféricos, com economias que se sustentam com a exportação de matérias-primas, como trigo, soja, café, minerais como cobre, ouro, prata e hidrocarbonetos, como petróleo. Em alguns países latino-americanos, como o Brasil e a Argentina, os setores industrial e terciário também estão bastante desenvolvidos, embora a produção e a exportação de matérias-primas continuem a ser a principal fonte de renda do país.

Características políticas da América

O continente se divide em 35 países, a grande maioria dos quais são ex-colônias europeias, e 23 dependências de Estados europeus, como Dinamarca, Reino Unido, França e Holanda.

Os 35 países americanos estão distribuídos territorialmente da seguinte forma:

LocalizaçãoPaíses
América do NorteCanadá
Estados Unidos
México
América CentralAntígua e Barbuda
Bahamas
Barbados
Belize
Costa Rica
Cuba
Dominica
República Dominicana
El Salvador
Granada
Guatemala
Haiti
Honduras
Jamaica
Nicarágua
Panamá
São Cristóvão e Névis
Santa Lúcia
São Vicente e Granadinas
Trinidad e Tobago
América do SulArgentina
Brasil
Bolívia
Chile
Colômbia
Equador
Guiana
Paraguai
Peru
Suriname
Uruguai
Venezuela

Os estados soberanos do continente têm representação total na Organização das Nações Unidas (ONU) e a maioria está diplomaticamente representada na Organização dos Estados Americanos (OEA).

Há ainda outros blocos de integração regional, como o Mercosul, a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), a Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América - Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP) e a Organização dos Estados Centro-Americanos (OEA).

Referências

  • Guerra Vilaboy, S. (1997). Etapas y procesos de la historia de América latina. Clacso.
  • Prebisch, R. (2012). El desarrollo económico de América latina y algunos de sus principales problemas. CEPAL.
  • Sanjuan, L (2022). ¿Quién fue Américo Vespucio y por qué Colón no dio su nombre a América? As
    Valverde, S. y otros (2010) Una geografía del mundo para pensar. Kapelusz.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. América. Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/america/. Acesso em: 21 setembro, 2023.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data de publicação: 13 julho, 2023
Última edição: 31 agosto, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)