Espanha

Vamos explicar tudo sobre a Espanha, como é sua geografia, cultura e tradições. Além disso, quais são as suas características, economia e mais.

España
A Espanha tem uma extensão territorial de 505 370 quilômetros quadrados.

Espanha

A Espanha ou o Reino da Espanha é um país situado no sul da Europa Ocidental e norte da África, composto por comunidades autônomas e membros da União Europeia.

A capital da Espanha é a cidade de Madri e é um país governado por uma monarquia parlamentar sob uma forma de governo democrático. Seus costumes, história e geografia fazem da Espanha um dos países mais visitados do mundo e uma das principais economias mundiais.

Tem uma extensão territorial de 505 370 quilômetros quadrados e é o quarto país mais extenso do continente europeu (atrás da Rússia, Ucrânia e da França). Dentro da Europa, a Espanha ocupa a península Ibérica, mais conhecida como Espanha Peninsular, e as ilhas Baleares. Na África, o território da Espanha estende-se pelas cidades de Ceuta e Melilla e as ilhas Canárias, Chafarinas, Alhucemas, ilha de Alborán e o rochedo de Vélez de la Gomera.

O relevo da Espanha

España
A Espanha é um dos países mais montanhosos da Europa.

Grande parte do território espanhol se encontra a uma altura de 650 metros sobre o nível do mar e está constituído pela Grande Meseta Central. A Espanha é composta por várias cadeias montanhosas, como os Pirenéus, e é um dos países mais montanhosos da Europa que também conta com algumas depressões que rodeiam a Grande Meseta.

As suas fronteiras delimitam com o mar Mediterrâneo (ao sul), o mar Cantábrico (ao norte) e o oceano Atlântico (ao sudeste e ao nordeste), é um país reconhecido pelas suas praias, penhascos, enseadas, litoral e arquipélagos. Entre os arquipélagos destacam-se as ilhas Baleares (no mar Mediterrâneo) e as ilhas Canárias (no oceano Atlântico).

O clima da Espanha

Devido à diversidade de relevos que a conformam e à sua localização geográfica, a Espanha é um país com variados tipos de clima. Em geral, caracteriza-se por ter um clima temperado e em quase todas as zonas há meses frios e meses quentes. Os diferentes climas na Espanha costumam classificar-se em: oceânico, mediterrâneo, de montanha e subtropical.

  • O clima oceânico. Estende-se pelo norte do país, zona na qual costumam abundar as precipitações ao longo de todo o ano. Este tipo de clima apresenta uma grande umidade e temperaturas temperadas com uma baixa amplitude térmica entre inverno e verão.
  • O clima mediterrâneo. Estende-se na costa mediterrânea e em quase toda a península. Caracteriza-se por seus verões secos e seus cálidos e invernos úmidos e frios. Este clima se encontra em diferentes zonas geográficas onde as temperaturas e os níveis de precipitação variam.
  • O clima da montanha. Estende-se pelas cadeias montanhosas da Espanha, como a cordilheira Cantábrica e os Pirenéus, e caracteriza-se por baixas temperaturas e abundantes precipitações (que costumam ocorrer em forma de neve). Este clima pode ser observado a partir de 1000 metros acima do nível do mar.
  • O clima subtropical. Estende-se nas ilhas Canárias, que estão localizadas no oceano Atlântico, próximas à África e ao Trópico de Câncer. Está caracterizada por temperaturas elevadas durante todo o ano.

A fauna da Espanha

Dado que a Espanha é um país com uma ampla diversidade de climas e relevos, a sua fauna e flora é uma das mais variadas do continente.

A fauna da Espanha muda de acordo com a área geográfica. Na península Ibérica podem encontrar-se mamíferos como a raposa vermelha, o lince ibérico, o gato montês, o cervo, a cabra ibérica, a lebre ibérica, o morcego, o lobo ibérico, o vison e roedores como os esquilos.

Além disso, habitam anfíbios como o tritão ibérico, o sapo parteiro ibérico e a rã; répteis como a tartaruga mediterrânea, o camaleão, o lagarto e variadas espécies de lagartos e cobras. Entre as aves mais destacadas da península estão a águia imperial ibérica, o urubu preto, o melro, o pardal e a gralha.

Nos cursos de água salgada e doce da Espanha habitam peixes como lampreias, esturjões, papa-terra, enguias, bermejuelas (peixe encontrado nos mares da Espanha e Portugal), barbus, calandinos, verdemã, peixe-rei e robalos. Além disso, nas suas costas há uma grande quantidade de animais marinhos como golfinhos, baleias, águas-vivas e cachalotes.

Por sua vez, na zona das Canárias muitas das espécies endêmicas extinguiram-se e muitas espécies que hoje habitam este lugar foram introduzidas. Alguns animais autóctones destas ilhas são aves, como o tentilhão-azul de Tenerife, o mosquiteiro canário e o cartaxo.

A flora da Espanha

A flora da Espanha varia segundo a zona geográfica, porque em cada região há variações de relevo, temperatura e de precipitações. Este país apresenta a maior diversidade de espécies de flora da Europa.

Em geral, na zona norte da Espanha abundam as pradarias, os pastos e predomina a vegetação caducifólia. Por outro lado, na zona sul abundam as plantas perenes, aromáticas e os arbustos.

Entre as espécies de árvores mais representativas da Espanha destacam-se: a azinheira (que é considerada a árvore nacional), o sobreiro mediterrânico, diversas espécies de pinheiros, o carvalho mediterrânico, o eucalipto, a sabina, a faia, o abeto, entre muitos outros.

Outras espécies vegetais que podem ser encontradas em território espanhol são: o craveiro (que é a planta nacional da Espanha), as campainhas espanholas, as romãs, a urze, a giesta, os musgos, os líquenes e as ervas aromáticas como o tomilho.

As principais zonas geográficas da Espanha

A Espanha é um Estado constituído por 17 comunidades autônomas e as cidades de Ceuta e de Melilla na África. Estas comunidades, por sua vez, estão divididas em províncias que contam com municípios.

As comunidades autônomas espanholas são:

  • Galiza. É uma comunidade espanhola situada no noroeste do país e que está formada por quatro províncias: Lugo, Corunha, Ourense e Pontevedra. Sua capital é Santiago de Compostela.
  • Principado das Astúrias. É uma comunidade espanhola que ostenta o título de principado por razões históricas e que se encontra no norte do país. É formada por uma única província e suas principais cidades são Gijón, Oviedo e Avilés.
  • Castela e Leão. É uma comunidade espanhola situada no norte da península e que está dividida em nove províncias: Ávila, Burgos, Leão, Palência, Salamanca, Segóvia, Sória, Valladolid e Zamora.
  • Cantábria. É uma comunidade espanhola localizada ao norte do país. É formada por uma única província e 102 municípios e sua capital é a cidade de Santander.
  • País Basco. É uma comunidade espanhola situada ao norte do país e que faz fronteira com a França. É formada pelas províncias de Álava, Biscaia e Guipúscoa e suas cidades mais povoadas são Bilbao, Vitoria e San Sebastián. Os idiomas oficiais do País Basco são o basco e o espanhol.
  • La Rioja. É uma comunidade espanhola situada ao norte do país e é um território uniprovincial que está dividido em 174 municípios. É a comunidade espanhola menor em dimensões que se caracteriza pelos sete rios que a compõem. Sua capital e cidade mais povoada é Logroño.
  • Navarra. É uma comunidade espanhola localizada ao norte da península que tem como capital a cidade de Pamplona. É um território uni provincial que está dividido em 272 municípios.
  • Aragão. É uma comunidade espanhola localizada ao nordeste da península Ibérica. Está dividida em três províncias: Saragoça, Huesca e Teruel. A cidade de Saragoça é a capital desta comunidade e é a cidade mais populosa.
  • Catalunha. É uma comunidade espanhola localizada ao nordeste da península, que tem como capital a cidade de Barcelona. A Catalunha é composta por quatro províncias: Barcelona, Tarragona, Girona e Lérida e é uma das comunidades com maior desenvolvimento econômico. Faz fronteira ao norte com a França e suas línguas oficiais são o espanhol e o catalão.
  • Comunidade Valenciana. É uma comunidade espanhola localizada ao sudeste da península Ibérica. É formada pelas províncias de Castellón, Valência e Alicante. Valência é a capital e a cidade mais populosa da comunidade.
  • Ilhas Baleares. É uma comunidade uni provincial localizada no mar Mediterrâneo, frente às costas da península Ibérica. É um arquipélago formado pelas ilhas de: Maiorca, Menorca, Cabrera, Ibiza e Formentera que estão divididas em 67 municípios. Palma de Maiorca é a capital das ilhas.
  • Múrcia. É uma comunidade uniprovincial espanhola que se localiza ao sudeste da península e está formada por 46 municípios. Sua capital e cidade mais populosa é Múrcia, que está localizada ao sudeste da região.
  • Castela-Mancha. É uma comunidade espanhola localizada no centro da península. É formada pelas províncias de Albacete, Cidade Real, Guadalajara, Cuenca e Toledo, que são compostas por 919 municípios.
  • Comunidade de Madri. É uma comunidade espanhola localizada no centro da península e com a sua capital é a cidade de Madri (que é também a capital do país). É uma comunidade uni provincial que é composta por 179 municípios.
  • Extremadura. É uma comunidade da Espanha localizada no sudoeste do país e a capital é a cidade de Mérida. É composta por duas províncias: Cáceres, situada ao norte, e Badajoz, ao sul, que somam em total 388 municípios.
  • Andaluzia. É uma comunidade espanhola localizada ao sul da península e que é composta pelas províncias de Granada, Jaén, Córdoba, Sevilha, Huelva, Cádiz, Málaga, Almeria e 786 municípios. É a comunidade mais populosa da Espanha e sua capital está situada na cidade de Granada.
  • Canárias. É uma comunidade espanhola localizada no oceano Atlântico, na costa noroeste da África, que está dividida em duas províncias. As ilhas Canárias constituem um arquipélago formado pelas ilhas de La Palma, ilha do Ferro, Gomera e Tenerife, que formam a província de Santa Cruz de Tenerife, e Lanzarote, Fuerteventura e Gran Canária, que formam a província de La Palma.

As festas e as tradições da Espanha

España
Diferentes civilizações fizeram da Espanha um país com uma grande diversidade cultural.

A Espanha foi, ao longo da sua história, sede de culturas e civilizações, como a muçulmana, a fenícia, a romana, a grega, a cartaginesa e a visigoda. Todas estas culturas deixaram sua contribuição, por isso é um país muito rico e variado do ponto de vista cultural, com grande quantidade de representações artísticas, festividades, gastronomia, música e danças.

Devido à extensão do seu território, a Espanha conta com diferentes costumes e tradições segundo cada zona. Algumas das mais representativas são:

  • O flamenco. É um gênero musical próprio da região da Andaluzia, no sul da Espanha, que se caracteriza por seu canto, sua dança e o toque (a guitarra). Os instrumentos usados para executar este gênero são as castanhas, as pandeiretas, as guitarras, os tacos e as palmas dos bailarinos ou público presente.
  • As corridas de touros. É uma festa representativa de muitos pontos do país que consiste em enfrentar touros dentro de um espaço conhecido como praça de touros. Algumas dessas praças mais emblemáticas são: a Praça de Touros das Vendas, em Madri, a Praça de Touros de Sevilha, na Andaluzia, e a Praça de Touros de Ronda.
  • A Festa de São Firmino. É uma festa que se realiza em honra ao São Firmino na cidade de Pamplona, entre 6 e 15 de julho. A ação mais emblemática desta festa é o confinamento, que é uma corrida em que um grupo de pessoas corre na frente de touros bravos e percorrem desde os currais de Santo Domingo até a Praça de Touros. Outra das celebrações que se dá durante esta festividade é a procissão de 7 de julho.
  • O Natal. É a festa que celebram os fiéis católicos, que representam 59,8% da população espanhola, que consiste em recordar o nascimento de Jesus, o filho de Deus. Esta festa é caracterizada pela montagem de um presépio (que representa o nascimento de Jesus) e uma árvore de Natal, a decoração de ruas com luzes, o cântico de Natal e a cozinha de pratos típicos e doces, como torrões e marzipã.
  • O caminho de Santiago. É um itinerário que atrai locais e estrangeiros no qual se percorre a pé o caminho para a catedral de Santiago de Compostela, localizada na Galiza. Este itinerário é composto por um grande número de rotas que se estendem pela Europa e que confluem nesta cidade da província de Corunha.
  • Las Fallas de Valência. É um conjunto de festas que ocorrem de 15 a 19 de março em Valência em honra a São José. Caracteriza-se por seus grandes monumentos e esculturas (ninots), feitas em materiais como papel, madeira e papelão, que são exibidas em diferentes pontos da cidade e são queimadas no último dia da celebração. É, além disso, uma festa multidisciplinar na qual se realizam espetáculos musicais, de pirotecnia e atividades religiosas.
  • A Feira de abril. É uma festa que se celebra em Sevilha uma ou duas semanas depois da Páscoa e na qual se instalam barracas nas ruas onde se reúnem familiares e amigos. Esta festividade é caracterizada pela sua música, danças e gastronomia.
  • As Festas de San Isidro. É uma festa que se realiza todos os anos em Madri em 15 de maio, dia em que se comemora o dia de San Isidro, padroeiro da cidade. Nesta data se realizam tradições como a romaria na Pradera de San Isidro e espetáculos musicais, tradicionalistas e oferta de gastronomia típica.

A arte e a cultura espanhola

A Espanha é um país que se caracteriza por uma grande riqueza cultural, com expoentes no âmbito da arte, da música, da arquitetura e das letras. Alguns dos artistas espanhóis mais reconhecidos são:

Na arte:

  • O Greco (1541-1614). É considerado um dos referentes do renascimento espanhol que, embora fosse originário de Creta, viveu grande parte da sua vida em Toledo. Foi um expoente do Maneirismo e algumas de suas obras mais conhecidas são O cavaleiro com a mão no peito, A adoração dos pastores, O enterro do conde de Orgaz e Vista de Toledo.
  • Diego Velázquez (1599-1660). Foi um pintor sevilhano do período Barroco e um dos principais referentes do Século de Ouro espanhol (etapa que se caracterizou pelo florescimento da literatura e da arte espanhola). Foi pintor da corte do rei Felipe IV e entre suas obras mais conhecidas destacam-se As meninas, A vênus do espelho, A fábula de Aracne, O triunfo de Baco e O Bobo da CorteSebastián de Morra.
  • Francisco de Zurbarán (1598-1664). Foi um pintor espanhol e um dos representantes do Século de Ouro. Destacou-se em obras de conteúdo religioso como Cristo na cruz, São Serápio, Santo Ambrósio, Adoração dos magos e Santa Apolônia.
  • Bartolomeu Esteban Murillo (1618-1682). Foi um pintor espanhol da época barroca e representante do Século de Ouro espanhol, que se caracterizou por sua pintura religiosa e por representar cenas de gênero. Suas obras mais reconhecidas são Imaculada Conceição, O Jovem Mendigo, A sagrada família com o passarinho, Duas Mulheres na Janela e O Bom Pastor.
  • Francisco de Goya (1746-1828). Foi um pintor espanhol que abarcou diferentes estilos e foi considerado o pai da arte moderna. Suas obras mais destacadas são A maja nua, A maja vestida, A família de Carlos IV, Saturno devorando seu filho e Três de Maio de 1808 em Madri.
  • Joaquín Sorolla (1863-1923). Foi um pintor espanhol impressionista que se destacou no uso da luz em obras de paisagens e retratos. Suas obras mais reconhecidas são Autorretrato, A sesta, Passeio à Beira-mar, Outra Margarida e Crianças na Praia.
  • Pablo Picasso (1881-1973). Foi um pintor e escultor espanhol nascido em Málaga e um dos artistas mais influentes do século XX. Junto com Georges Braque desenvolveu o Cubismo, um movimento artístico caracterizado pelo uso de figuras geométricas. Algumas de suas obras mais reconhecidas são Guernica, As Senhoritas de Avignon, Três músicos, As Meninas e a Mulher diante do espelho.
  • Juan Gris (1887-1927). Foi um pintor espanhol e representante do cubismo que desenvolveu grande parte de sua obra em Paris. Entre suas obras mais destacadas estão Retrato de Pablo Picasso, A Guitarra e o Cachimbo e Garrafas e Facas.
  • Joan Miró (1893-1983). Foi um pintor e escultor espanhol nascido em Barcelona que se caracterizou por sua arte abstrata e fez parte da corrente surrealista. Algumas de suas obras mais conhecidas são La Masía, Carnaval de Arlequim, Paisagem Catalã e Despertando o amanhecer.
  • Salvador Dalí (1904-1989). Foi um pintor espanhol nascido em Gerona (Catalunha) e um dos principais representantes do Surrealismo. Algumas de suas obras mais representativas são A Persistência da Memória, Construção Mole com Feijões Fervidos, Metamorfose de Narciso e Sonho Causado pelo Voo de uma Abelha em torno de uma Româ um Segundo antes de Acordar.

Na literatura:

  • Miguel de Cervantes (1547-1616). Foi um poeta, romancista e dramaturgo do Século de Ouro espanhol. Seu romance O Engenhoso Cavaleiro Dom Quixote de la Mancha é considerado uma das obras mais importantes da literatura universal. Outras obras que escreveu foram Novelas exemplares e La Galatea.
  • Lope de Vega (1562-1635). Foi um dramaturgo e poeta e um dos principais expoentes literários do Século de Ouro espanhol. Abarcou muitos gêneros literários e revolucionou o gênero dramático. São reconhecidos seus livros de sonetos e poemas e outras obras como Fuenteovejuna, O cavaleiro de Olmedo, O Cachorro do Hortelã e O Labirinto de Creta.
  • Francisco de Quevedo (1580-1645). Foi um poeta espanhol ícone do Século de Ouro, que também escreveu narrativa e teatro. Suas obras mais representativas são Historia de la Vida del Buscón, El Alguacil Endemoniado, O Berço e a Sepultura e Sueños y Discursos.
  • Gustavo Adolfo Bécquer (1836-1870). Foi um poeta pós-sueco espanhol que é considerado o precursor da poesia moderna espanhola. É muito reconhecido por suas rimas (86 poemas breves) e lendas e sua obra Cartas de Minha Cela.
  • Benito Pérez Galdós (1843-1920). Foi um romancista espanhol considerado um dos mais importantes da história espanhola. Suas obras mais reconhecidas são Dona Perfeita, Fortunata e Jacinta, Marianela e Misericórdia.
  • Miguel de Unamuno (1864-1936). Foi um escritor e filósofo espanhol e representante da chamada geração de 98 (grupo de escritores do final do século XIX). Com suas obras abarcou diferentes gêneros como a novela, a poesia, o ensaio e o teatro. Suas obras mais destacadas são Nevoeiro, Abel Sánchez, San Manuel Bueno, Mártir e Em torno do casticismo.
  • Antonio Machado (1875-1939). Foi um poeta, narrador e dramaturgo espanhol e um dos principais representantes da geração 98. Suas obras mais importantes são Soledades, Campos de Castela, Juan de Mairena e La Lola Vai para os Portos.
  • Juan Ramón Jiménez (1881-1958). Foi um autor espanhol ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1956. Ele é reconhecido mundialmente por sua obra narrativa Platero e eu. Outras obras de sua autoria são Españoles de Tres Mundos, Elegías Andaluza, Piedra y Cielo e Belleza.
  • Federico García Lorca (1898-1936). Foi um poeta espanhol que fez parte da chamada geração de 27 e é considerado um dos máximos referentes literários espanhóis do século XX. Suas principais obras são Yerma, Bodas de sangue, A casa de Bernarda Alba, Romance cigano e Poeta em Nova York.
  • Miguel Delibes (1920-2010). Foi um escritor espanhol que recebeu vários prêmios por suas obras. Alguns dos romances mais conhecidos de Delibes são A sombra do Cipreste é Alongada, O Caminho, Os Santos Inocentes e O Herege.

A economia da Espanha

A economia da Espanha é a quinta dentro da União Europeia e a décima terceira no mundo. Historicamente, os setores mais desenvolvidos da economia espanhola foram a agricultura, a pecuária e a pesca, porém, a partir da década de 50 começou um grande desenvolvimento industrial em áreas como a produção de alimentos, de bebidas, de automóveis, de têxteis e de metais.

Uma das atividades que mais receitas gera na Espanha é o turismo, este país é o segundo território mais visitado do mundo e recebe anualmente mais de 80 milhões de visitantes.

A organização política da Espanha

España
O candidato a presidente deve ser aprovado por maioria no Congresso de Deputados.

A Espanha tem uma forma de governo chamada monarquia parlamentar, na qual um rei é chefe de Estado, mas o governo é conduzido pelo poder legislativo e pelo poder executivo.

O poder legislativo espanhol está nas mãos das Cortes Gerais, compostas pelo Senado e o Congresso de Deputados. Os representantes das Cortes são eleitos de forma direta pelos espanhóis maiores de 18 anos a cada quatro anos. O presidente é eleito por estas assembleias e se realiza a investidura nas mãos do rei e da rainha.

O candidato a presidente deve ser aprovado pelo menos por maioria simples no Congresso de Deputados e permanecerá em seu cargo até que ocorram algumas das seguintes variáveis:

  • Cessar a confiança dos deputados no candidato.
  • Eleição legislativa.
  • Dissolução das câmaras de vigilância.
  • Decisão pessoal.
  • Morte

O turismo na Espanha

España - Puerta de Alcala
A Espanha é um dos países mais visitados do mundo.

Devido aos seus costumes, à história, à arquitetura e às paisagens, a Espanha é o segundo país mais visitado do mundo, depois da França. Madri, Barcelona, Sevilha e Palma de Maiorca são as cidades que geram mais atrativos aos turistas.

A península Ibérica conta com praias, parques aquáticos, vulcões, quadras de golfe, museus, monumentos e um grande patrimônio artístico e histórico. Os turistas são atraídos por uma variada gastronomia, na qual se destacam os mariscos, os croquetes, o presunto serrano, as tortillas e um agradável clima.

Algumas das atrações e lugares mais visitados da Espanha são: a mesquita de Córdoba, a Sagrada Família, em Barcelona, a catedral de Santiago de Compostela, a Alhambra em Granada, o Real Alcázar em Sevilha, o Palácio Real em Madri, o Museu do Prado em Madri, a Praça Espanha em Sevilha, entre outros.

A Espanha também convoca um grande número de turistas durante festas e celebrações como o São firmino, em Pamplona ou as Fallas de Valência.

O turismo é uma importante fonte de receitas para a Espanha e representa mais de 10% do seu PIB. É visitada principalmente por turistas provenientes da Inglaterra, da França e da Alemanha.

Referências

Como citar?

Citar a fonte original da qual extraímos as informações serve para dar crédito aos respectivos autores e evitar cometer plágio. Além disso, permite que os leitores acessem as fontes originais que foram utilizadas em um texto para verificar ou ampliar as informações, caso necessitem.

Para citar de forma adequada, recomendamos o uso das normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que é uma entidade privada, sem fins lucrativos, usada pelas principais instituições acadêmicas e de pesquisa no Brasil para padronizar as produções técnicas.

SPOSOB, Gustavo. Espanha. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/espanha/. Acesso em: 17 julho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 28 fevereiro, 2024
Data de publicação: 30 março, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)