África

Vamos explicar o que é a África, a sua história, as suas características físicas e culturais. Além disso, a economia, a religião e a história desse continente.

O continente africano é habitado por uma grande diversidade de etnias.

O que é a África?

A África é um dos seis continentes da Terra e o terceiro mais extenso, depois da Ásia e da América. Faz fronteira com a Europa ao norte, com a Antártica ao sul e é circundada pelo oceano Atlântico ao oeste e pelo oceano Índico ao leste. Sua área total é de 30,3 milhões de quilômetros quadrados, o que representa 20,3% da área terrestre total da Terra.

Uma característica peculiar da África é o alto nível de pobreza na maioria dos países do continente. Segundo o Banco Mundial, nove dos dez países mais pobres do mundo estão na África. Trata-se da República Centro-Africana, Burundi, Malaui, Moçambique, Níger, República Democrática do Congo, Somália, Sudão do Sul e Guiné-Bissau. Nesses países, indicadores como as taxas de desnutrição e mortalidade infantil estão bem acima da média mundial.

Por que se chama África? A origem do nome “África” não é totalmente clara, mas acredita-se que tenha se originado do termo latino Africus, que significa “vento sul”. Esse termo foi usado pelos romanos para se referir às terras ao sul do mar Mediterrâneo, onde se originavam os ventos quentes e secos da África.

Características de África

  • É o terceiro continente mais extenso, depois da Ásia e da América.
  • Seu clima é predominantemente tropical, embora seja desértico e muito quente no norte do continente.
  • Abriga algumas das espécies mais ameaçadas de extinção do mundo, como a zebra-de-grevy, o gorila-das-montanhas e o lobo-etíope.
  • É considerada o berço da cultura e da civilização em virtude de os territórios da Mesopotâmia e do Egito terem sido onde se desenvolveram as primeiras espécies de hominídeos.
  • Apresenta uma grande diversidade de culturas, incluindo a árabe, a egípcia e a europeia.
  • Tem uma das maiores diversidades linguísticas do mundo, ainda que os principais idiomas oficiais sejam o inglês e o francês. Muitos africanos falam ibo, swahili, canúri e iorubá, entre outros idiomas.

Extensão territorial, população e países da África

O continente africano cobre uma área de 30 300 000 quilômetros quadrados, estendendo-se do mar Mediterrâneo, ao norte, até o Cabo das Agulhas, ao sul. Além disso, está cercado pelos oceanos Atlântico e Índico e separado da Ásia pelo mar Vermelho e pelo istmo de Suez.

A África é formada por 54 Estados soberanos. A maior parte deles foi colônia europeia durante os séculos XIX e XX, principalmente da Grã-Bretanha, França, Holanda, Alemanha, Bélgica, Espanha e Itália.

Os países com maior extensão no continente africano são: Argélia, com 2,38 milhões de quilômetros quadrados, República Democrática do Congo, com 2,34 milhões, e Sudão, com 1,8 milhão.

Em 2023, estimou-se que a população total do continente cresceu para 1447 milhões de habitantes, o que representa 16,5% da população mundial total. Os países mais populosos são a Nigéria, com 218 milhões de habitantes, a Etiópia, com 123 milhões, e o Egito, com 110 milhões.

Características físico-naturais da África

Nas zonas de clima desértico, a precipitação não ultrapassa 150 mm anuais.

A África tem uma altitude média relativamente baixa, de cerca de 650 metros acima do nível do mar. O continente é atravessado por uma série de cadeias de montanhas, como a cordilheira do Atlas, ao norte, os maciços de Ahaggar e as montanhas Tibesti, no deserto do Saara, e as montanhas da África Oriental, onde se encontra o monte Quilimanjaro, com 5890 metros, sendo o ponto mais alto do continente.

Em virtude de sua localização ao redor do equador e dos trópicos de Câncer e Capricórnio, o continente africano tem um clima predominantemente quente. Dependendo da latitude e da precipitação, é possível identificar as seguintes zonas climáticas:

  • Clima quente equatorial. Encontra-se no centro do continente, em áreas próximas ao equador. Caracteriza-se por altas temperaturas e chuvas muito abundantes durante todo o ano.
  • Clima tropical úmido. Abrange o norte e o sul do clima equatorial. Apresenta altas temperaturas e chuvas abundantes, mas com uma estação seca marcante.
  • Clima tropical seco. Abrange as regiões de médias latitudes. Possui verões muito quentes e invernos mais frios. A precipitação durante todo o ano é muito baixa.
  • Clima desértico. Encontra-se nas regiões do Saara e do Kalahari. Apresenta temperaturas muito altas e é caracterizado pela ausência quase total de chuvas durante todo o ano.
  • Clima mediterrâneo. Encontra-se no extremo norte do continente, na região próxima ao mar Mediterrâneo. Caracteriza-se por verões quentes e secos, e invernos chuvosos e mais frios.

Devido ao clima chuvoso e ao relevo predominantemente plano, o continente africano é caracterizado por rios longos e caudalosos. Os mais extensos e caudalosos são:

  • O rio Nilo, com 6650 quilômetros, é o segundo mais extenso do mundo.
  • O rio Congo, com 4700 quilômetros.
  • O rio Níger, com 4100 quilômetros.

As regiões florestais da África têm uma grande diversidade de espécies de plantas e animais. A savana africana, por outro lado, também tem uma grande diversidade de fauna, mas também se caracteriza por ser a única ecorregião do mundo que abriga animais de grande porte, como girafas, elefantes e rinocerontes.

Cultura e religião da África

A África é um continente culturalmente muito diversificado. A história colonial europeia, a expansão do mundo árabe e a cultura dos povos africanos originários deixaram a população com uma multiplicidade de idiomas falados em diferentes regiões do continente. Os idiomas mais falados são:

  • Árabe. É falado por mais de 260 milhões de pessoas.
  • Inglês. É falado por mais de 200 milhões de pessoas.
  • Francês. É falado por mais de 170 milhões de pessoas.
  • Suaíli. É falado por mais de 120 milhões de pessoas.
  • Oromo. É falado por mais de 70 milhões de pessoas.

Além desses idiomas, estima-se que mais de 1500 idiomas e dialetos sejam falados na África, provenientes dos povos originários que viviam no continente antes da chegada dos árabes e europeus.

As duas religiões predominantes no continente são o cristianismo, com 43% da população, sobretudo no sul e no oeste, e o Islã, com 40%, em especial no norte e no leste. O restante da população professa as religiões tradicionais africanas, o hinduísmo, o budismo e o judaísmo.

Atividades econômicas da África

A África é um continente rico em recursos naturais e, portanto, a maior parte das economias dos países africanos baseia-se em atividades primárias, como agricultura, pesca e mineração. Em algumas regiões, essas atividades são a principal fonte de emprego e geram grande parte do PIB dos países.

  • A agricultura. É uma atividade importante em toda a África e a principal fonte de emprego para a maioria das pessoas que vivem em áreas rurais. As culturas mais comuns são o milho, o arroz, o trigo, a mandioca, o café, o chá e o cacau. A pesca também é uma atividade significativa em muitas regiões litorâneas e representa uma importante geração de empregos em países como o Senegal ou a Guiné Equatorial.
  • A mineração. Essa é outra atividade econômica importante na África, e o continente tem uma riqueza de recursos minerais, como o ouro, os diamantes, o cobre, o coltan, o minério de ferro e o petróleo. Alguns dos principais produtores de minerais são a África do Sul, a República Democrática do Congo, Zâmbia e Gana. Já a Nigéria e Angola são dois dos principais produtores de petróleo da África e do mundo.
  • O setor industrial. Em alguns países, como a África do Sul, o Marrocos e o Egito, esse setor é relativamente desenvolvido, por exemplo, na produção de alimentos e bebidas, têxteis e produtos petroquímicos. Contudo, essas indústrias tendem a ser pequenas e limitadas em comparação com outras regiões do mundo.
  • O turismo. É uma atividade econômica em crescimento. Muitos países africanos contam com grandes atrações turísticas, como parques nacionais, praias, cidades históricas e reservas de vida selvagem. Entre os países mais populares do ponto de vista turístico estão a África do Sul, o Egito e o Marrocos.

Características políticas da África

A África é formada por 54 países. Todos eles têm representação plena na Organização das Nações Unidas. Há também outros blocos econômicos e políticos formados por alguns dos países do continente. Os mais relevantes são:

  • A União Africana (UA). É uma organização política e econômica criada para promover a cooperação entre os países africanos. Foi criada em 2002 para suceder a Organização da Unidade Africana (OUA) e os 54 países africanos são membros.
  • A Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO). É um bloco econômico que tem como objetivo a integração econômica e política dos países da África Ocidental. Foi fundada em 1975 e tem 15 países membros.
  • A Comunidade dos Estados do Sahel-Saara (CEN-SAD). É uma organização econômica que busca promover a cooperação entre os países da região do Sahel-Saara. Foi fundada em 1998 e tem 29 países membros.

História da África

Estima-se que mais de 10 milhões de africanos foram levados como escravos para as Américas.

O continente africano é considerado o berço da civilização humana. As evidências arqueológicas mostram a presença e o desenvolvimento dos hominídeos, que foram os primeiros primatas a andar eretos e a demonstrar um desenvolvimento avançado de inteligência.

Estima-se que esses hominídeos tenham vivido há quatro milhões de anos. Os humanos modernos habitaram a região leste da África subsaariana há 200 mil anos. Posteriormente, eles se expandiram para o norte e para o leste, finalmente se espalhando pelo resto do mundo.

Com base em evidências arqueológicas, a população africana mais antiga antes da chegada dos europeus localizava-se no que hoje é a região de Gana. Os árabes foram os primeiros a chegar ao norte e oeste da África por meio de várias ondas de migração. Conseguiram incorporar parte de sua cultura aos costumes africanos, como sua religião, o islamismo, e o idioma árabe.

A partir dos séculos XV e XVI, milhões de africanos, principalmente homens jovens, foram trazidos como trabalhadores escravos para as Américas para trabalhar nas minas e plantações europeias nesse continente.

No século XIX, a presença europeia no continente se intensificou. Após a Conferência de Berlim de 1885 e 1886, as principais potências europeias decidiram dividir politicamente o continente para explorar os recursos naturais e a mão de obra. Foi nesse período que a França, a Grã-Bretanha, a Holanda, a Bélgica, a Alemanha, a Espanha e a Itália dividiram a África e iniciaram um violento processo de colonização política e econômica.

No século XX, em especial nas décadas de 1950 e 1960, iniciou-se o processo de descolonização, no qual os países africanos deixaram de ser colônias europeias e se tornaram países independentes. Entretanto, os conflitos internos, os níveis elevados de pobreza e a dependência econômica das potências europeias persistem na maioria dos países africanos até os dias de hoje.

Referências

Como citar?

Citar a fonte original da qual extraímos as informações serve para dar crédito aos respectivos autores e evitar cometer plágio. Além disso, permite que os leitores acessem as fontes originais que foram utilizadas em um texto para verificar ou ampliar as informações, caso necessitem.

Para citar de forma adequada, recomendamos o uso das normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que é uma entidade privada, sem fins lucrativos, usada pelas principais instituições acadêmicas e de pesquisa no Brasil para padronizar as produções técnicas.

SPOSOB, Gustavo. África. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/africa/. Acesso em: 9 julho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 6 maio, 2024
Data de publicação: 12 julho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)