América do Sul

Vamos explicar o que é a América do Sul e as suas principais características físicas e culturais. Além disso, como é a sua economia, religião e a história desta região.

A América do Sul possui algumas das áreas naturais mais diversas do mundo.

O que é a América do Sul?

A América do Sul é a região do continente americano ao sul da América Central, circundada pelo oceano Pacífico a oeste e pelo oceano Atlântico a leste. Possui uma área de aproximadamente 17,8 milhões de quilômetros quadrados e uma população de 423 milhões de habitantes.

A classificação geográfica da América em três regiões (América do Norte, Central e do Sul) é consequência das diferenças estruturais que compõem o continente. Com relação à forma, a América pode ser visualizada como duas grandes massas continentais de formato triangular, unidas por um istmo estreito e comprido. A parte norte se chama América do Norte, enquanto a parte sul é chamada de América do Sul. A parte continental que as conecta é chamada de América Central.

Por que recebeu esse nome? O nome deste continente deriva do nome Américo Vespúcio, um navegador italiano conhecido por ter sido o primeiro a assegurar que as terras que tinham chegado era um continente novo e não uma parte inexplorada da Ásia, como pensavam os outros.

CARACTERÍSTICAS DA AMÉRICA DO SUL

  • É a parte sul da América, o segundo maior continente do planeta em extensão depois da Ásia.
  • Apresenta uma grande diversidade de paisagens e climas em virtude de sua vasta extensão meridional.
  • Os principais atrativos naturais são: as cataratas do Iguaçu (Argentina e Brasil), Torres del Paine (Chile), o deserto do Atacama (Chile), a montanha Apu Vinicunca (Peru), o Hornocal (Jujuy) e o Aconcágua (Argentina), entre outros.
  • O clima predominante nas regiões mais próximas à linha do Equador é úmido e quente. Nas regiões mais próximas ao polo Sul, as condições climáticas são predominantemente frias e secas. Nas regiões montanhosas, o clima também varia de acordo com a altitude.
  • O idioma principal é o espanhol. O português é falado apenas no Brasil, o inglês na Guiana e o holandês no Suriname. Há também diversas línguas indígenas, como o quíchua.

Extensão territorial, população e países da América do Sul

A densidade populacional é maior nas grandes cidades, como Buenos Aires, São Paulo ou Rio de Janeiro.

A América do Sul tem uma superfície de 17 800 000 quilômetros quadrados, o que representa 12% da área continental absoluta do planeta. É formada por doze países independentes e pela Guiana Francesa, um território americano dependente da França.

A população total do continente é de aproximadamente 423 milhões, o que representa 5,2% da população mundial. A densidade populacional é de 23,7 habitantes por quilômetro quadrado. Essa densidade aumenta nas grandes cidades, como Buenos Aires, São Paulo ou Rio de Janeiro, e diminui significativamente nas grandes áreas praticamente despovoadas da Amazônia ou da Patagônia argentina.

Características físico-naturais da América do Sul

A presença dos Andes causa grandes diferenças de temperatura dependendo da altitude.

Clima da América do Sul

Em razão de sua grande extensão latitudinal e de seus múltiplos relevos, são muito variados os climas que podem ser encontrados na América do Sul. Há áreas próximas ao equador onde predominam os climas equatoriais quentes e úmidos, há áreas com climas subtropicais, há regiões mais temperadas em zonas de latitude média e climas polares frios no extremo sul. Ao mesmo tempo, a presença dos Andes causa grandes diferenças de temperatura, dependendo da altitude.

Relevo da América do Sul

O relevo da América do Sul pode ser classificado da seguinte forma:

  • Relevo montanhoso. Estende-se a oeste da região e caracteriza-se por sua alta altitude. Nas áreas montanhosas, podem ocorrer terremotos e erupções vulcânicas. A cadeia de montanhas mais importante do continente, que o atravessa de norte a sul, é a Cordilheira dos Andes.
  • Relevo de planalto. Encontra-se no centro do Brasil, no sul da Venezuela e na Patagônia, na Argentina.
  • Relevo de planícies. Situa-se no leste da região. Caracteriza-se por sua pouca elevação e seu grande número de rios e lagos. É o relevo mais predominante do continente e grandes planícies, como a Amazônica, a do Orinoco ou a Chaco-Pampeana podem ser encontradas.

Rios da América do Sul

As cataratas do Iguaçu possuem mais de 250 saltos.

No que diz respeito à hidrografia, a maioria dos rios importantes da região está localizada no leste do continente. O rio Amazonas é o mais importante, com uma extensão de mais de 6.500 quilômetros. Sua bacia hidrográfica tem mais de 7 milhões de quilômetros quadrados, o que faz dele o maior do mundo. Abrange grande parte do Brasil e partes do Equador, Colômbia e Peru.

Outros rios de grande importância na América do Sul são o Orinoco, ao norte da região, e os rios Paraná, Iguaçu, Paraguai e Uruguai, ao sul.

Flora e fauna da América do Sul

A onça-pintada é o maior felino da América e um dos maiores do mundo.

A América do Sul é um continente com grande diversidade de flora e fauna graças à sua localização geográfica e às variações climáticas que se estendem do Equador à Antártica.

Com relação à flora, a floresta amazônica é uma das regiões de maior biodiversidade do mundo e abriga uma grande variedade de espécies de plantas. Na maior parte da área litorânea do Brasil está a Mata Atlântica, também reconhecida como uma das regiões florestais de maior biodiversidade do mundo. Na região sul do continente, a floresta patagônica é composta por florestas de coihue, lenga e ñire.

No que diz respeito à fauna, a onça-pintada é um dos animais mais simbólicos da América do Sul. Vive principalmente nas florestas tropicais da bacia amazônica. É o maior felino da América e um dos maiores do mundo. Por outro lado, a sucuri-verde é a maior serpente do mundo e também é encontrada na floresta amazônica.

Nas regiões mais áridas, a lhama e a alpaca são dois dos animais mais comuns e são encontradas principalmente nas áreas andinas da América do Sul.

Cultura e religião da América do Sul

Na Bolívia, a maioria da população é descendente de povos originários.

Os idiomas mais falados na América do Sul são o espanhol e o português. O português é falado apenas no Brasil, mas, devido à sua grande população, tem aproximadamente o mesmo número de falantes que o espanhol, que é falado pela maioria dos outros países. O francês, o inglês e o holandês também são falados, mas nenhum deles chega a 1 milhão de falantes no continente.

Além desses idiomas de origem europeia, há mais de 300 idiomas indígenas falados por milhões de pessoas descendentes dos povos originários em diferentes países da América do Sul.

O cristianismo é a religião mais praticada na América do Sul. A maior parte da população é católica, e em seguida vem o cristianismo protestante, especialmente no Brasil. Outras religiões na América do Sul, porém em minoria, são o judaísmo e o Islã.

Atividades econômicas da América do Sul

Os países da América do Sul possuem uma variedade de recursos naturais. As grandes planícies do leste possibilitam a agricultura, a pecuária e a extração de hidrocarbonetos, como petróleo e gás natural; as montanhas do oeste propiciam a exploração mineral; e as extensas áreas de floresta e matas permitem a atividade florestal.

A Argentina e o Brasil são dois dos três maiores produtores e exportadores de soja do mundo, a Colômbia é um dos principais produtores e exportadores de café e a Venezuela é um dos principais produtores e exportadores de petróleo.

O setor secundário é muito importante na região, principalmente no Brasil e na Argentina. Setores como o automotivo, têxtil, petroquímico e de alimentos e bebidas estão entre os mais importantes.

Além do comércio e da prestação de serviços, o turismo é uma atividade muito importante para a América do Sul. Cidades como o Rio de Janeiro, no Brasil, Buenos Aires, na Argentina, e Cusco, no Peru, recebem milhões de turistas todos os anos.

Características políticas da América do Sul

A América do Sul é formada por 12 países independentes e pela Guiana Francesa, um território administrado pela França. Os países independentes que compõem a América do Sul são Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.

Todos os países independentes da região têm representação plena na Organização das Nações Unidas (ONU). Além disso, há blocos regionais compostos por diferentes países:

  • Mercosul. Formado por Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Venezuela.
  • Comunidade Andina. Formada por Bolívia, Colômbia, Equador e Peru.
  • Aliança do Pacífico. Formada por Chile, Colômbia, Peru e México, da América do Norte.

História da América do Sul

A América do Sul é um continente com uma rica história que remonta a mais de 13 mil anos, quando os primeiros seres humanos chegaram à parte sul do continente americano. Esses primeiros habitantes se instalaram em diferentes regiões e desenvolveram diversas culturas e organizações sociais.

O império pré-colombiano mais importante da América do Sul foi o inca, que por milhares de anos se desenvolveu na região andina do continente. Entre outros povos indígenas da América do Sul estão os mapuches, no Chile e na Argentina, os guaranis no Paraguai e os tupis no Brasil.

A conquista da América do Sul começou no século XV, quando os conquistadores espanhóis e portugueses chegaram ao continente, estabeleceram colônias e submeteram os povos nativos à escravidão e à exploração para extrair os recursos naturais encontrados na região.

As colônias europeias duraram até o final do início do século XIX, quando teve início um processo de independência na maioria dos países sul-americanos. Liderados por figuras como Simón Bolívar e José de San Martín, os países da região lutaram por sua liberdade e conquistaram a independência da Espanha e de Portugal no século XIX.

Durante o século XX, a maior parte dos países sul-americanos alternou entre regimes ditatoriais e democráticos, embora nas últimas décadas a democracia tenha se consolidado como modelo político na maioria deles.

Referências

  • Benseny, G. (2020). Visión geográfica del continente americano. Universidad Nacional de Mar del Plata. Nulan
  • Guerra Vilaboy, S. (1997). Etapas y procesos de la historia de América latina. Clacso.
  • Prebisch, R. (2012). El desarrollo económico de América latina y algunos de sus principales problemas. CEPAL. Cepal

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. América do Sul. Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/america-do-sul/. Acesso em: 26 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 26 fevereiro, 2024
Data de publicação: 12 julho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)