Paraguai

Vamos explicar tudo sobre o Paraguai e suas características físicas e culturais. Além disso, como é a economia, a religião e a história desse país.

Paraguay
O Paraguai é um Estado democrático, soberano e multicultural.

Paraguai

O Paraguai é um Estado nacional cujo nome oficial é República do Paraguai. Localiza-se na América do Sul, e faz fronteira com a Argentina ao sul, com a Bolívia ao norte e com o Brasil a leste. Sua capital é a cidade de Assunção. Trata-se do quinto menor país e o quarto menos populoso da América do Sul.

O Paraguai é um Estado democrático, soberano e multicultural. É uma ex-colônia do Império Espanhol, como a maior parte do resto do continente, e foi um dos primeiros países latino-americanos a conquistar a independência no século XIX.

Atualmente, a nação é governada por um sistema presidencial republicano e é membro fundador do Mercosul, ao lado de Argentina, Brasil e Uruguai. É também membro da Unasul.

Não há consenso sobre a origem etimológica do nome do Paraguai. Algumas teorias sustentam que o nome vem do idioma guarani e pode significar “rio que nasce” ou “rio que vem da água”. Outras teorias acreditam que poderia ter se originado da palavra guarani “payagua”, que se refere aos habitantes originais que viviam na região quando os conquistadores europeus chegaram.

Características do Paraguai

Algumas características desse país são:

  • Sua população é de 6,7 milhões de habitantes. A maioria está concentrada na região oriental, ao leste do rio Paraguai.
  • Tem uma área de superfície de 406 mil km2.
  • Sua capital é Assunção, que tem 2,8 milhões de habitantes.
  • Assim como a Bolívia, é um país sem litoral.
  • Apresenta um clima temperado e relevo plano. A região leste é muito chuvosa, enquanto a oeste é mais seca.
  • Seu território é atravessado pelos rios Paraguai, Paraná e Pilcomayo.
  • É uma nação bilíngue com dois idiomas oficiais, o guarani e o espanhol.
  • Suas principais atividades econômicas são a agricultura, a geração de energia, a indústria e o comércio.

Extensão territorial, população e capital do Paraguai

A cidade de Assunção é a capital do Paraguai.

O Paraguai ocupa uma área de 406 mil quilômetros quadrados, o que o torna um dos menores países da América do Sul. Sua população é de 6,7 milhões de habitantes e a densidade populacional é de 16,5 habitantes por quilômetro quadrado.

A população é caracterizada por uma concentração acentuada no leste do país. A região leste é a mais populosa, em áreas próximas à capital (Assunção) e nas províncias que fazem fronteira com o Brasil. A região oeste, por outro lado, tem menos de 5% da população em quase 61% do território nacional.

A capital do Paraguai é a cidade de Assunção. Sua área metropolitana tem uma população de 2,8 milhões de habitantes, representando 41,7% do total do país.

Um “trifinio” é um ponto geográfico onde convergem três fronteiras de países diferentes. A tríplice fronteira entre Paraguai, Argentina e Brasil é um dos 157 trifinios existentes no mundo. As cidades mais próximas a esse trifinio são a Ciudad del Este (Paraguai), Foz do Iguaçu (Brasil) e Puerto Iguazú (Argentina).

Clima, relevo e hidrografia do Paraguai

O Paraguai é dividido em duas grandes regiões geográficas separadas pelo rio Paraguai:

  • A região oriental ou paranenha. Localiza-se a leste do rio Paraguai e cobre 40% do território do país. Possui um clima subtropical sem estação seca, portanto, com verões quentes e invernos frios, e chuvas abundantes durante todo o ano. Apresenta um relevo predominantemente plano, atravessado por importantes rios, como o Paraguai, o Paraná e o Pilcomayo.
  • A região oeste ou Chaco paraguaio. Está localizada a oeste do rio Paraguai e cobre 60% do território do país. Tem um clima quente e árido, com verões muito quentes e invernos frios. A precipitação é muito menor do que na região leste, e há uma acentuada estação seca no inverno. O relevo é plano, mas sua hidrografia é muito mais escassa do que a da região leste, com rios muito menos abundantes e extensos.

O bioma característico da região leste é a floresta tropical paranaense, que possui uma grande variedade de espécies de árvores e animais. Na região oeste, a vegetação e a fauna são adaptadas às condições quentes e áridas e contam com exemplares de onças e tatus entre os animais típicos, além de árvores espinhosas e cactos.

Cultura do Paraguai

Paraguay - tereré
O tererê ou mate frio é a bebida nacional do Paraguai.

O Paraguai é uma nação multicultural e bilíngue e tem dois idiomas oficiais: o espanhol, herdado da colônia espanhola durante a conquista e falado também por todos os outros países da América do Sul, exceto o Brasil; e o guarani, uma língua indígena falada e escrita por 87% dos habitantes do Paraguai, que tem uma Academia da Língua Guarani.

Na música paraguaia predominam o violão e a harpa, especialmente no folclore. Os ritmos folclóricos característicos são a canção paraguaia (polca) e a guarânia.

A gastronomia apresenta também uma variedade de elementos autóctones, como a sopa paraguaia (que não é líquida, embora seja chamada de sopa) feita com milho, queijo e cebola, o tererê ou mate frio, que é a bebida nacional do país, e o chipa (feito de amido de mandioca e queijo).

As artes no Paraguai floresceram durante o século XX, especialmente o cinema, graças a inúmeras coproduções com a Argentina e o Brasil. Com relação à literatura, as maiores referências literárias do Paraguai são Augusto Roa Bastos, Josefina Pla, Rubén Bareiro Saguier e Raúl Amaral, entre outros.

A religião que predomina no Paraguai é a católica, e a Igreja Católica tem uma influência significativa na vida social do país. Também são praticados o cristianismo protestante e várias religiões relacionadas aos povos originários da região, embora em uma minoria.

Símbolos patrióticos do Paraguai

Paraguay - Bandera
A bandeira do Paraguai tem duas palmeiras e ramos de oliveira na faixa central.

Os símbolos patrióticos desse país i são:

  • A Bandeira: Adotada em 1842, possui três faixas nas cores vermelha, branca e azul (de cima para baixo) e um escudo na faixa do meio: duas palmeiras e ramos de oliveira em forma de coroa, ao redor de uma estrela amarela. No verso, entretanto, há um brasão diferente, que mostra um leão acompanhado de um barrete frígio e a inscrição “Paz e Justiça”.
  • O Hino. Foi escrito pelo uruguaio Francisco Acuña de Figueroa. Sua música foi composta por um autor incerto e posteriormente recriada pelo paraguaio Remberto Giménez em 1933. Foi adotado como o Hino Nacional em 1934. Embora seu título oficial seja Hino Nacional Paraguaio, ele também tem um nome guarani: Tetã Paraguái Momorãhéi.
  • Brasão de Armas. Foi criado em 1820. No anverso está a inscrição “República do Paraguay” (República do Paraguai), um ramo de palmeira e outro de oliveira e uma estrela amarela de cinco pontas no centro. Está representado na Bandeira Nacional. No verso, o Brasão de Armas tem a inscrição “Paz e Justiça”, um leão amarelo de perfil e um pique com um barrete frígio vermelho.

Atividades econômicas do Paraguai

O Paraguai é um produtor e exportador de produtos agrícolas, como a soja.

As atividades econômicas mais importantes são :

  • Agricultura. É uma das atividades econômicas mais importantes da economia paraguaia. O Paraguai é um dos principais produtores e exportadores de produtos agrícolas, tais como a soja, o trigo, o milho, a carne bovina, a carne suína e laticínios.
  • Indústria. A indústria manufatureira desempenha um papel importante na economia paraguaia. Destacam-se setores como o de alimentos e bebidas, o têxtil, o petroquímico, o eletrônico e o automotivo.
  • Produção de energia hidrelétrica. O Paraguai é conhecido por sua grande produção de energia hidrelétrica. A represa de Itaipu, compartilhada com o Brasil, é uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo.
  • Comércio. O Paraguai é um importante centro comercial regional, especialmente nas cidades fronteiriças, como Ciudad del Este.

A moeda oficial do Paraguai desde a independência do país é o guarani.

História do Paraguai

José Gaspar Rodríguez - Paraguay
José Gaspar Rodríguez foi o primeiro governante independente do Paraguai.

Há evidências de assentamentos neolíticos no atual território paraguaio já em 3000 a.C. Na época da chegada dos conquistadores espanhóis no século XVI, os grupos que predominavam na região eram os avá (guarani). Seu primeiro encontro com os europeus foi em 1524, com o expedicionário português Alejo Garcia, que colaborava com os espanhóis.

Em 1537, os sobreviventes da primeira fundação de Buenos Aires procuraram abrigo na região e fundaram um forte que mais tarde se tornou a cidade de Assunção do Paraguai. Desta forma, teve início o período colonial.

A saída para o mar pelo rio Paraguai, que desemboca no rio Paraná em direção ao rio da Prata, era muito valiosa para a transferência de recursos do vice-reinado do Peru para a Europa. Essa vantagem foi perdida quando a região foi dividida em dois governos, o do Paraguai e o de Buenos Aires, já que este último assumiu o controle do rio da Prata.

Desde o início do século XVII, os missionários jesuítas estabeleceram “reduções” que regulavam a vida das populações indígenas. Em 1767, os jesuítas foram expulsos e, em 1776, o Paraguai passou a fazer parte do vice-reinado do rio da Prata.

A independência do Paraguai foi proclamada em 1811 como parte do movimento revolucionário sul-americano. A insurreição paraguaia foi pacífica, com a convocação de um Congresso. Inicialmente, tentou-se adicionar o Paraguai às Províncias Unidas do rio da Prata, mas a rivalidade entre as elites de Buenos Aires e Assunção não permitiu.

O Paraguai foi declarado uma república em 1813 e iniciou seu governo independente com José Gaspar Rodríguez de Francia, que governou como ditador de 1814 a 1840.

No final do século XIX e início do século XX, o Paraguai travou duas guerras contra países vizinhos. Na Guerra da Tríplice Aliança contra o Brasil, a Argentina e o Uruguai (1864–1870), o Paraguai foi derrotado e sofreu grandes perdas humanas e territoriais. Na Guerra do Chaco (1932–1935), o Paraguai derrotou a Bolívia.

Desde 1954, o país foi governado por uma ditadura chefiada pelo General Alfredo Stroessner, que se caracterizou por violações dos direitos humanos e foi derrubada em 1989 por um golpe militar. Em 1993, houve eleições livres e, desde então, com exceção do período de 2008 a 2013, o Paraguai tem sido governado pelo Partido Colorado.

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Paraguai. Enciclopédia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/paraguai/. Acesso em: 7 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 23 abril, 2024
Data de publicação: 12 janeiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)