México

Vamos explicar tudo sobre o México e suas características físicas e culturais. Além disso, como é a economia, religião e a história desse país.

O México é o destino turístico mais visitado da América Latina e o nono mais visitado do mundo.

México

O México é um Estado-nação cujo nome oficial é Estados Unidos Mexicanos. Está localizado na América do Norte e faz fronteira ao norte com os Estados Unidos e ao sul com a Guatemala e Belize. Sua capital é a Cidade do México. É o quinto maior país das Américas e o terceiro mais populoso, depois dos Estados Unidos e do Brasil.

O México é uma antiga colônia espanhola, como quase todo o resto do continente americano. Por isso, o espanhol é falado no país. Sua arquitetura é evidência de sua história colonial, embora também tenha vários sítios arqueológicos da época pré-colombiana, bem como monumentos e pirâmides indígenas.

Atualmente, o México tem um sistema político democrático e presidencialista e é membro de vários blocos regionais, como o TLCAN - USMCA (Acordo de Livre Comércio da América do Norte) com o Canadá e os Estados Unidos, a Aliança do Pacífico, a CELAC (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) e a OEA (Organização dos Estados Americanos).

Por que se chama “México”? O nome do país vem do idioma nahuatl, Mēxihco, a palavra usada pelos antigos mexicas ou astecas para nomear sua capital (México-Tenochtitlan), cuja tradução é motivo de debate. Algumas teorias defendem que significa “lugar de Mexihtli”, um dos nomes do deus tutelar asteca Huitzilopochtli.

Características do México

Algumas características desse país são:

  • Sua população é de 127 milhões de habitantes.
  • Possui uma área de 1 973 milhões de km2.
  • Sua capital é a Cidade do México, que tem 8,9 milhões de habitantes, mas sua área metropolitana tem 22 milhões de habitantes.
  • Seu idioma oficial é o espanhol.
  • Seu relevo predominante é o planalto, mas também há montanhas, vulcões e planícies.
  • Por estar localizado no limite das placas tectônicas, é um país com significativa atividade sísmica e vulcânica.
  • Dezenove por cento da população é reconhecida como membro dos povos indígenas pré-colombianos.
  • As atividades econômicas mais importantes são a agricultura, a indústria, a produção de petróleo e o turismo.

Extensão territorial, população e capital do México

A Cidade do México é um dos maiores centros populacionais do continente.

O México ocupa uma área de 1 973 000 000 quilômetros quadrados, o que o torna o quinto maior país das Américas e o décimo quarto maior do mundo. Tem uma população de 127 milhões de habitantes e uma densidade populacional de 64,3 habitantes por quilômetro quadrado.

O México é dividido em 32 entidades federativas. Essas são compostas por 31 estados, mais a Cidade do México, que é considerada uma entidade federal especial. Os estados mais populosos, além da Cidade do México, são Jalisco, Veracruz e Puebla.

A capital do México é a Cidade do México. Sua área metropolitana tem uma população de 22 milhões de habitantes, representando 17,3% da população total do país. Foi construída, desde a conquista, sobre as ruínas da cidade de Tenochtitlan, capital do Império Asteca.

Para evitar a imigração ilegal, os Estados Unidos começaram a construir um muro ao longo da fronteira com o México em 1994. Hoje, a cerca tem aproximadamente 1100 quilômetros de extensão e separa os Estados Unidos dos estados mexicanos, como Chihuahua, Sonora e Baixa Califórnia.

Clima, relevo e hidrografia do México

Devido à sua grande extensão latitudinal e ao relevo variado, o México tem uma variedade de tipos de clima. No sul, prevalece um clima tropical quente, caracterizado por altas temperaturas e chuvas abundantes. Nas regiões altas do centro do país, as temperaturas caem com a altitude, com verões mais frescos e invernos mais frios. No norte, nas regiões próximas à fronteira com os Estados Unidos, o clima é quente, mas muito seco.

A área do golfo do México e a península de Iucatã também são caracterizadas pela formação de grandes furacões no verão. Durante os meses mais quentes, grandes tempestades tropicais se formam com frequência e, quando entram no continente, causam grandes danos à infraestrutura nas regiões costeiras.

O relevo predominante do México é o do planalto, que se estende por 70% do território. Além disso, há um relevo montanhoso, principalmente na Sierra Madre Oriental e na Sierra Madre Occidental, que atravessam o país de norte a sul. As planícies mais importantes estão no sul, perto do golfo do México.

Por estar localizado em um limite de placas entre as placas norte-americana, do Pacífico e de Cocos, o México também é caracterizado pela presença de vulcões e significativa atividade sísmica, de modo que os terremotos são frequentes no país.

Em termos de hidrografia, os rios mais importantes do México são o rio Bravo, que é a fronteira natural com os Estados Unidos e tem 3 mil quilômetros de extensão, o rio Colorado com 2330 quilômetros e o rio Usumacinta, com mil quilômetros.

Cultura do México

México - indígenas
O México tem um folclore extremamente rico em tradições musicais.

Como em muitas nações latino-americanas, a cultura mexicana é o resultado de um complexo processo de sincretismo. Suas influências combinam a tradição católica espanhola, as religiões e crenças indígenas pré-colombianas e as contribuições culturais africanas que chegaram ao continente como parte do sistema de comércio transatlântico de escravos durante a conquista espanhola.

Estima-se que mais de 23 milhões de pessoas no México se identificam como parte dos povos originários que viviam na região antes da conquista espanhola, representando 19% da população total. As unidades federativas com a maior porcentagem de população indígena são Oaxaca (31,2%), Chiapas (28,2%) e Yucatán (23,7%).

Desde a promulgação da nação como um estado multiétnico na Constituição de 1917 e a sucessiva proteção de muitas das culturas indígenas, o México considera o espanhol e 65 idiomas indígenas como idiomas nacionais, entre os quais o nahuatl e o yucatec maya predominam em termos de número de falantes (quase 2 milhões de pessoas).

Em termos musicais, o México possui um folclore riquíssimo de tradições musicais populares (como o corrido e a ranchera), sendo o mariachi, emblema musical da tradição mexicana do início e meados do século XX, reconhecido internacionalmente.

O México também se destacou na literatura, com nomes de importância mundial como Sor Juana de la Cruz, Octavio Paz (Prêmio Nobel em 1990), Juan Rulfo, Jaime Sabines e Elena Poniatowska, e na pintura, com Diego Rivera e Frida Kahlo como os seus maiores expoentes.

Símbolos patrióticos do México

México - bandera
O Brasão de Armas mexicano apresenta uma águia sobre um cato.

Os símbolos patrióticos do México são:

  • A Bandeira. Apresenta três riscas verticais de verde, branco e vermelho, com o Brasão de Armas do México no centro. A sua versão atual foi adotada em 1968.
  • O hino. Foi escrito por Francisco González Bocanegra e a música foi composta por Jaime Nunó e adotado como Hino Nacional em 1943.
  • O Brasão de Armas do México. Foi criado em 1968. Encontra-se na Bandeira Mexicana, na faixa branca central. Ela tem uma águia dourada pegando uma cobra em um cacto.

Atividades econômicas no México

A moeda oficial do México é o peso mexicano. As atividades econômicas mais importantes desse país são:

  • Agricultura. O México é um dos principais produtores e exportadores de tomates, pimentões, frutas vermelhas e abacate.
  • Indústria. A indústria manufatureira é uma das principais atividades econômicas do México atualmente. Setores como o automotivo, o de alimentos processados, o petroquímico e o têxtil são alguns dos principais produtores e exportadores da manufatura mexicana.
  • Produção de petróleo. O México é um importante produtor e exportador de petróleo nas Américas, com uma produção média de mais de 230 mil barris de petróleo por dia.
  • Turismo. O turismo é uma atividade fundamental para a economia mexicana. Possui diferentes tipos de atrações turísticas, como seu enorme patrimônio cultural e histórico e suas praias, que atraem milhões de visitantes todos os anos.

História do México

Francisco Madero - Revolución Mexicana
A Revolução Mexicana permitiu a criação de um Estado democrático moderno.

Os primeiros assentamentos humanos no México datam de mais de 10 mil anos. Posteriormente, as populações mesoamericanas, como os olmecas, teotihuacanos, maias, zapotecas, toltecas, mixtecas e, finalmente, mexicas ou astecas, sucederam-se em importância como centro cultural e político da região até a chegada dos conquistadores espanhóis liderados por Hernán Cortés no século XVI.

A próxima etapa foi uma guerra de conquista que culminou com a subjugação das populações aborígenes e a criação de um estado colonial: o vice-reinado da Nova Espanha. Era uma sociedade altamente estratificada, composta por colonos espanhóis, povos indígenas e escravos africanos, e baseada na exploração de recursos como prata e ouro.

As guerras napoleônicas no século XIX favoreceram o surgimento de movimentos de independência nas colônias espanholas nas Américas, que iniciaram suas respectivas guerras de independência. A independência mexicana foi alcançada em 1821 e deu origem ao Primeiro Império Mexicano (1821–1823) e depois à Primeira República Federal (1824–11835), seguida de um conflito entre centralistas e federalistas.

Em sua história como nação independente, o México sobreviveu a duas intervenções francesas e uma americana. Nesses episódios, perdeu partes significativas de seu território e passou por transformações políticas, como o Império de Maximiliano (1864–1867). A República foi restaurada por Benito Juárez em 1867.

Entre 1876 e 1911, vigorou um regime autoritário sob o comando de Porfirio Díaz, que foi derrubado no contexto da Revolução Mexicana, iniciada em 1910. Após a revolução, um Estado democrático moderno foi criado no México com base na Constituição Mexicana de 1917.

Desde 1930, o Partido Revolucionário Nacional, mais tarde chamado de Partido Revolucionário Institucional (PRI), começou a governar e permaneceu no poder por 70 anos. Em janeiro de 1994, o Acordo de Livre Comércio da América do Norte entrou em vigor e um levante neozapatista ocorreu em Chiapas.

Em 2000, houve uma alternância política com a eleição de Vicente Fox, do Partido de Ação Nacional. Em 2018, Andrés Manuel López Obrador, do Movimiento Regeneración Nacional (Movimento de Regeneração Nacional), tornou-se presidente.

Referências

Como citar?

Citar a fonte original da qual extraímos as informações serve para dar crédito aos respectivos autores e evitar cometer plágio. Além disso, permite que os leitores acessem as fontes originais que foram utilizadas em um texto para verificar ou ampliar as informações, caso necessitem.

Para citar de forma adequada, recomendamos o uso das normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que é uma entidade privada, sem fins lucrativos, usada pelas principais instituições acadêmicas e de pesquisa no Brasil para padronizar as produções técnicas.

SPOSOB, Gustavo. México. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/mexico/. Acesso em: 17 julho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 23 abril, 2024
Data de publicação: 31 dezembro, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)