Mesetas (planaltos)

Vamos explicar o que são as mesetas (ou planaltos), como se originam, os tipos que existem e suas características. Além disso, quais são as mesetas mais extensas e elevadas do planeta.

mesetas
As mesetas são territórios planos a mais de 500 metros de altura.

O que são as mesetas?

As mesetas são superfícies planas de terreno mais elevadas do que as terras circundantes. As alturas são variáveis: existem desde mesetas de algumas centenas de metros até a meseta do Tibete, a mais alta do mundo, com mais de 4500 metros de altura em média.

A formação das mesetas ocorre principalmente por elevação tectônica. Isto significa que os movimentos das placas tectônicas às vezes fazem com que grandes superfícies de terreno fiquem elevadas em relação ao seu entorno. Também podem se formar por erosão e por atividade vulcânica.

Além das continentais, existem mesetas submarinas ou oceânicas, que são elevações de terreno plano, mas formadas no leito marinho. Essas mesetas submarinas são extensões da crosta terrestre que se elevam acima do fundo oceânico. Sua formação está relacionada com a atividade vulcânica que acontece neste lugar.

A formação das mesetas

As mesetas têm origem em processos geológicos que atuam na crosta terrestre durante longos períodos de tempo. Entre os fatores determinantes para sua formação, destacam-se os seguintes:

  • Processos tectônicos. O movimento das placas tectônicas pode gerar elevações na crosta terrestre. Especialmente quando uma placa colide e é empurrada com outra placa, provocando a elevação de blocos extensos de terreno e a formação de áreas planas com alturas superiores às das zonas circundantes.
  • Processos vulcânicos. A origem vulcânica das planícies está relacionada com a acumulação de materiais provenientes do interior do planeta, que são arrefecidos e solidificados. A atividade vulcânica, através de erupções sucessivas, contribui para a formação de plataformas elevadas, compostas por lava solidificada.
  • Processos erosivos. Ao longo do tempo geológico, a erosão desgasta gradualmente as camadas superficiais da crosta terrestre. A ação constante de agentes erosivos como o vento e a água podem desgastar alguns materiais da casca e deixar elevados outros mais resistentes.

Mesetas oceânicas

As mesetas oceânicas são elevações planas que se encontram no leito marinho. A sua formação está associada à atividade tectônica e vulcânica submarina. A expansão do fundo oceânico, resultado da atividade nas dorsais oceânicas, pode levar à formação de mesetas submarinas, à medida que as placas tectônicas se separam.

Além disso, as erupções vulcânicas submarinas, ao acumular lava que se solidifica em contato com a água do mar, também contribuem para a elevação destas mesetas submarinas.

Uma das mesetas submarinas mais importantes do mundo está localizada na Oceania. É chamada de Ontong Java Plateau e está localizada no oceano Pacífico, no norte da Austrália. Tem uma área de 1,5 milhão de quilômetros quadrados e está a cerca de 2000 metros de profundidade.

Buttes e chapadas

Meseta butte
Os buttes são colinas pronunciadas com um cume pequeno.

Um butte é uma pequena meseta com um topo plano e falésias verticais em todos os seus lados. Estas formações são o resultado de processos erosivos que atuam sobre camadas de rocha com diferentes níveis de resistência. Isto significa que os materiais mais resistentes formam o cume plano do butte, enquanto a erosão desgasta os materiais mais macios e cria os penhascos característicos destas formações.

Uma chapada também é uma meseta ou planície elevada, limitada por penhascos ou escarpes, mas difere do butte pela sua origem geológica, uma vez que a formação das chapadas é comumente associada a processos tectônicos. Isto significa que as camadas de rocha resistente são levantadas devido à atividade tectônica. Então a erosão, como no caso dos buttes, remove os materiais mais macios e cria os penhascos.

As principais mesetas do planeta

meseta tibetana
A meseta tibetano é a mais alta do mundo, com 4500 metros de altura.

Algumas das mesetas mais importantes do mundo são:

  • A meseta do Tibete. Está localizada na Ásia Central, e é a mais extensa e elevada do mundo. Com uma altitude média de cerca de 4500 metros acima do nível do mar, abrange áreas da China, Índia, Nepal e Butão. Está rodeada pelas cordilheiras do Himalaia, Kunlun e Karakorum.
  • A antiplanície. Está localizada na América do Sul, abrange áreas da Bolívia, Peru, Chile e Argentina. Tem uma altitude média de aproximadamente 3750 metros acima do nível do mar e está rodeada pela cordilheira dos Andes.
  • A meseta do Decão. Está localizada no centro da Índia. Está rodeada pelos Montes Vindhya ao norte e pelos Ghats ao oeste e ao leste. Tem uma altura média aproximada de 550 metros acima do nível do mar.

Referências

  • Decología.info. (s.f.). Meseta. Definición, tipos, proceso formativo e importancia. https://decologia.info/
  • Embajada de la República Popular China en la República Oriental del Uruguay. (2017). Geografía de Tíbet. http://uy.china-embassy.gov.cn/
  • Tarbuck, E. y Lutgens, F. (2005). Ciencias de la Tierra. Una introducción a la geología física. Pearson Educación. 

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Mesetas (planaltos). Enciclopedia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/mesetas-planaltos/. Acesso em: 19 abril, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 23 março, 2024
Data de publicação: 29 fevereiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)