Chile

Vamos explicar tudo sobre o Chile e as suas características físicas e culturais. Além disso, como é a sua economia, religião e história.

O Chile tem 4270 km de comprimento e 180 km de largura.

Chile

O Chile é um Estado-nação oficialmente conhecido como República do Chile. Está localizado na América do Sul e faz fronteira a leste com a Argentina, ao norte com o Peru e a noroeste com a Bolívia. A oeste, está o Oceano Pacífico. Sua capital é Santiago do Chile.

O Chile é um país estreito, mas muito longo: tem uma largura média de 180 km e um comprimento de 4.270 km.

É dividido administrativamente em 16 regiões. A maior é a região de Magallanes, no sul do país, com 132 mil km2. A mais populosa é a região metropolitana de Santiago, onde está localizada a capital, com mais de 8 milhões de habitantes.

Atualmente, o Chile tem um sistema político democrático, republicano e presidencialista. É membro da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), da Aliança do Pacífico, da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Organização das Nações Unidas (ONU).

Por que se chama “Chile”? A origem de seu nome vem de um termo que era usado antes da conquista. Naquela época, as áreas localizadas principalmente no deserto de Atacama eram chamadas de “chili”. Depois que os espanhóis conquistaram as terras chilenas, continuaram a usar o mesmo nome, muitas vezes chamado de “vale do Chile”.

Características do Chile

Algumas características desse país são:

  • Sua população é de 19 milhões e 500 mil habitantes.
  • Tem uma superfície de 756 945 km2, o que representa uma densidade populacional de 25,7 habitantes por quilômetro quadrado.
  • Sua capital é a cidade de Santiago do Chile.
  • O idioma oficial é o espanhol e a religião predominante é a católica.
  • Seu relevo predominante é montanhoso.
  • Por estar localizado na borda de placas tectônicas, são frequentes as erupções vulcânicas e os terremotos.
  • Seu clima predominante é frio e árido no norte e temperado oceânico no sul.
  • No seu território está localizado o Deserto do Atacama, o mais seco do mundo.

Extensão territorial, população e capital do Chile

O Chile tem uma área de 756 945 quilômetros quadrados, o que o torna o sétimo maior país da América do Sul. Tem uma população de 19 milhões e 500 mil habitantes e uma densidade populacional de 25,7 habitantes por quilômetro quadrado.

O Chile é dividido em 16 regiões administrativas. As regiões mais populosas são a região metropolitana de Santiago, onde está localizada a capital, com 8 milhões e 300 mil habitantes, Valparaíso, com 2 milhões e Biobío, com 1 milhão e 600 mil.

A maioria de sua população é descendente de espanhóis, como em todos os países sul-americanos que foram colônias da Espanha. Além disso, aproximadamente 13% da população se considera descendente dos povos originários da região.

A capital do Chile é a cidade de Santiago. Tem uma população de 5 milhões e 300 mil habitantes e uma área metropolitana de mais de 7 milhões e 100 mil, representando 36,4% do total do país.

Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa, também conhecida como Rapa Nui na língua nativa de seus habitantes, é um território pertencente ao Chile, localizado no Oceano Pacífico, a aproximadamente 3 700 quilômetros a oeste da costa chilena. A ilha tem uma área de aproximadamente 163 km2 e uma população de quase 8.000 habitantes. Politicamente, faz parte da região de Valparaíso. É considerada uma das áreas habitadas por humanos mais isoladas do mundo.

A Ilha de Páscoa é famosa por suas estátuas de pedra monumentais conhecidas como moais, que são consideradas Patrimônio Mundial da UNESCO. Essas esculturas de pedra foram esculpidas pelos antigos habitantes da ilha entre os séculos X e XVI e são a principal atração turística da ilha.

Clima, relevo e hidrografia do Chile

Chile
A cordilheira dos Andes percorre grande parte do território chileno.

As principais estruturas de relevo do Chile são:

  • A cordilheira dos Andes. É uma cadeia de montanhas que atravessa quase toda a extensão da América do Sul e tem uma grande extensão no território do Chile. É formada por altas montanhas e vulcões. Seu pico mais alto é o Nevado Ojos del Salado, que, com 6.893 metros, é o vulcão mais alto do planeta.
  • A depressão intermediária. É uma depressão localizada entre a cordilheira dos Andes e a cordilheira da Costa. Essa região concentra a maior parte da população e é onde está localizada a cidade de Santiago.
  • A cordilheira da Costa. É uma cordilheira que se estende em direção ao norte do país, especificamente ao sul de Arica. Depois, na zona central, começa a diminuir de altitude e se mistura com outras cadeias rochosas.
  • As planícies litorâneas. São áreas baixas e estreitas localizadas entre o Oceano Pacífico e a cordilheira da Costa.

Como está localizado em uma zona de fronteira entre a placa de Nazca e a placa sul-americana, grande parte do território do Chile se encontra em uma área sísmica e vulcanicamente ativa. O terremoto de Valdivia em 1960 foi um dos maiores da história, e a erupção do vulcão Puyehue em 2012 também foi muito significativa: suas cinzas se espalharam por milhares de quilômetros de distância do vulcão.

O clima predominante no Chile é o frio árido no norte e o temperado oceânico no sul. O clima frio e árido é caracterizado por baixas temperaturas devido à altitude e baixas precipitações. Ao norte está o Deserto do Atacama, o mais seco do mundo.

No sul, predomina o clima temperado oceânico e uma de suas variantes, o clima temperado mediterrâneo. As temperaturas são altas no verão e baixas no inverno, e as chuvas se concentram nos meses de inverno, enquanto o verão tende a ser mais frio e seco.

A hidrografia do Chile é caracterizada por riachos curtos e temporários no norte, condicionados pela aridez do clima. No centro e no sul, há rios maiores e mais abundantes, como o Loa e o Biobío. O rio Loa, com 440 quilômetros de extensão, é o mais longo do país.

Quanto à flora, no norte, o clima desértico gera uma vegetação escassa adaptada à falta de chuva, como o cacto. Em direção ao centro do país, a vegetação aumenta devido à maior umidade e precipitação, e é possível encontrar plantas como magnólias, uma variedade de coníferas e loureiros. Em direção à parte sul do país, graças ao clima frio, há mais árvores médias e altas, mas pouca vegetação nas áreas montanhosas.

A fauna também é muito variada: no norte do país, é possível ver lhamas, vicunhas e guanacos, animais adaptados à extrema aridez; no sul, há pumas, lobos andinos, chinchilas e pudus.

O Deserto do Atacama

O Deserto do Atacama está localizado no norte do Chile. Abrange uma área de aproximadamente 105 mil quilômetros quadrados. É considerado o deserto mais seco do mundo. Sua média de precipitação mal chega a 50 milímetros por ano, mas ao longo de sua história houve períodos de mais de 400 anos sem chuva. Devido às suas características geológicas e climáticas semelhantes às de Marte, os cientistas da NASA o utilizam para testes espaciais.

Cultura do Chile

chile
A cultura chilena é uma mistura de elementos indígenas e espanhóis.

Como em todos os países americanos que foram colônias espanholas, o idioma oficial e mais falado no Chile é o espanhol. A herança colonial espanhola também influencia a religião, já que a maioria da população chilena é católica.

Em virtude da pequena população indígena do Chile, muito poucas pessoas falam idiomas nativos das Américas. Apenas uma pequena porcentagem dos chilenos fala charrua ou guarani, idiomas associados aos povos originais que habitavam essas terras antes da conquista.

No campo da música, as figuras mais importantes da música popular chilena são Violeta Parra e Victor Jara e grupos musicais como Inti Illimani, Quilapayún e Los Jaivas.

Na literatura, destacam-se Pablo Neruda e Gabriela Mistral, ambos ganhadores do Prêmio Nobel de Literatura. No campo das artes visuais, destacam-se Roberto Matta, Claudio Bravo, Judith Alpi e Tatiana Álamos.

Alguns pratos típicos chilenos são o cordeiro assado e o charquicán, que é preparado com charque e arroz. Sua bebida típica é o pisco, feito de aguardente de uva.

Símbolos patrióticos do Chile

Bandera de Chile
A Bandeira do Chile foi adotada em 1817.

Os símbolos patrióticos do Chile são:

  • A Bandeira. Está dividida em duas faixas horizontais. Um terço da parte superior é azul com uma estrela branca de cinco pontas no centro, os outros dois terços são brancos. A faixa inferior é vermelha. Foi adotada como bandeira nacional em 1817.
  • O Hino Nacional A letra foi composta por Eusebio Lillo e a música pelo espanhol Ramón Carnicer. Foi adotado como hino nacional em 1847.
  • O Brasão de Armas. Consiste em uma estrela dourada de cinco pontas em um fundo azul acima e vermelho abaixo. Na parte superior, há uma plumagem tricolor de branco, vermelho e azul. Nas laterais, há um huemul e um condor. Na parte inferior, o brasão está apoiado em uma coroa dourada atravessada por uma fita branca com o lema “Pela razão ou pela força”. Foi adotado em 1834 e modificado para seu desenho final atual em 1967.

Atividades econômicas do Chile

As atividades econômicas mais importantes do Chile são:

  • A agricultura. É praticada principalmente nas regiões central e sul do país, onde as chuvas são mais abundantes. Produtos como milho, trigo e frutas como peras, uvas, pêssegos e maçãs são os principais produtos.
  • A mineração. É a principal atividade econômica do país. Suas exportações representam 55% do total do país. Destacam-se produtos como cobre, lítio, ferro, prata e ouro.
  • O turismo. Os locais turísticos mais visitados no Chile são a capital Santiago, as cidades de Valparaíso e Viña del Mar e a Ilha de Páscoa.

Sua moeda oficial é o peso chileno, e seus principais parceiros comerciais são a China, os Estados Unidos, o Japão, o Brasil e a Argentina.

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Chile. Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/chile/. Acesso em: 20 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 30 janeiro, 2024
Data de publicação: 27 novembro, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)