Uruguai

Vamos explicar tudo sobre o Uruguai e suas características físicas e culturais. Além disso, como é sua economia, religião e história.

O Uruguai é um dos menores países da América do Sul.

Uruguai

O Uruguai é um Estado nacional cujo nome oficial é República Oriental do Uruguai. Encontra-se na América do Sul e limita-se ao norte com o Brasil e ao oeste com a Argentina. Sua capital é a cidade de Montevidéu. É o segundo menor país da América do Sul e também um dos menos povoados.

O Uruguai está dividido em 19 estados chamados “departamentos”. O mais povoado é o departamento de Montevidéu, onde se encontra sua capital, com o mesmo nome. O departamento mais extenso é Tacuarembó, no centro-norte do país, com 15 mil quilômetros quadrados.

Atualmente, o Uruguai tem um sistema político-democrático, republicano e presidencialista, e é um dos países fundadores de instituições internacionais como a ONU, o Mercosul, a OEA e a UNASUL.

Por que se chama “Uruguai”? Durante a época colonial este território foi conhecido como a Banda Oriental, depois como Província Oriental, Província Cisplatina durante a invasão luso-brasileira (1816–1828) e, finalmente, ao declarar-se como território independente, como República Oriental do Uruguai, um vocábulo de origem guarani. Algumas interpretações o traduzem como “Rio de Urú”, “Rio dos caracóis” ou “Rio dos pássaros”, mas não existe consenso a respeito.

Características do Uruguai

Algumas características deste país são:

  • Sua população é de 3 milhões e 485 mil habitantes.
  • Tem uma área de 176 215 quilômetros quadrados.
  • Sua capital é a cidade de Montevidéu, que conta com 1 milhão e 300 mil habitantes.
  • Seu idioma oficial é o espanhol e a religião mais professada é a católica.
  • O clima predominante é o temperado subtropical úmido.
  • O relevo mais amplo é a planície.
  • O candombe, o tango e a murga são algumas das expressões artísticas características do lugar.
  • As praias e o carnaval são as atrações turísticas mais importantes.
  • As suas principais exportações dizem respeito à pecuária e à atividade industrial.

Extensão territorial, população e capital do Uruguai

Com 1 milhão e 300 mil habitantes, Montevidéu é a cidade mais populosa do Uruguai.

O Uruguai tem uma extensão de 176 215 quilômetros quadrados, tornando-o o segundo menor país da América do Sul, depois do Suriname. Tem uma população de 3 milhões e 485 mil habitantes, e uma densidade populacional de 19,7 habitantes por quilômetro quadrado.

O Uruguai está dividido em 19 estados provinciais chamados “departamentos”. Os departamentos mais povoados, além de Montevidéu, são Canelones, Maldonado e Salto. Sobre sua população, 88% é de ascendência espanhola e mais de um quarto de ascendência italiana. A população mestiça é de apenas 8% e a descendência de africanos apenas 4%. A população indígena é quase inexistente.

A capital do Uruguai é a cidade de Montevidéu. Tem uma população de 1 milhão e 300 mil habitantes, o que representa 37,3% do total do país. É a sede administrativa do Mercosul e da Associação Latino-Americana de Integração (ALADI). 

Clima, relevo e hidrografia do Uruguai

A maioria do território uruguaio é uma vasta planície ondulada.

O clima do Uruguai é o temperado subtropical úmido, segundo a classificação climática de Köppen. Tem verões quentes e invernos frios. As precipitações são abundantes e acontecem em todas as estações do ano.

A maioria do território é uma vasta planície ondulada, sulcada por pequenas colinas chamadas cuchillas (coxilhas) e os vales formados pelos rios. Seu ponto mais elevado é o Cerro Catedral, com 514 metros de altura.

O rio Uruguai é o mais importante da hidrografia do país. Forma o limite ocidental com a Argentina, e com uma longitude aproximada de 1600 quilômetros, é um dos rios mais importantes da América do Sul.

Outros rios importantes do país são o rio Negro, com 750 quilômetros de extensão e o rio Cuareim, com 351. Além disso, uma parte do litoral uruguaio se encontra sobre o rio da Prata, um largo estuário que compartilha com a Argentina, formado pela confluência dos rios Uruguai e Paraná

Cultura do Uruguai

A música popular uruguaia é parte integrante da identidade cultural do país.

Como em todos os países americanos que foram colônia espanhola, o idioma oficial e mais falado do Uruguai é o espanhol. A herança colonial espanhola também tem influência na religião, já que a maior parte da população uruguaia é católica. Também são importantes as contribuições culturais africanas chegadas ao continente como parte do sistema transatlântico de tráfico de escravos durante a conquista espanhola.

Devido a que a população indígena do Uruguai é muito reduzida, pouquíssimas pessoas falam línguas originárias da América. Apenas uma pequena porcentagem dos uruguaios fala mapuche ou aymara, línguas vinculadas aos povos originários que habitavam essas terras antes da conquista.

A música popular uruguaia é parte integrante da identidade cultural do país. O candombe é um dos gêneros mais representativos, originado na comunidade afrodescendente. Outro gênero destacado é o tango, que influenciou na música uruguaia e deu lugar a renomados intérpretes e compositores. A murga uruguaia e o carnaval fazem parte também da música popular e da cultura do país.

No âmbito literário, o Uruguai deu lugar a escritores de renome como Idea Vilariño, Juan Carlos Onetti, Eduardo Galeano e Mario Benedetti, considerados parte dos maiores expoentes da literatura latino-americana.

O churrasco e o chivito são os elementos centrais da cultura gastronômica do país. Além disso, o chimarrão (ou mate) é a bebida característica do país e parte fundamental da cultura do povo uruguaio.

A murga é uma das manifestações culturais pelas quais o Uruguai é reconhecido no mundo inteiro. Trata-se de um estilo musical e teatral, e ao mesmo tempo é como se nomeiam os conjuntos que o praticam. As murgas costumam ser compostas por vários cantores que formam um coro, e percussionistas de bombo, címbalo e tambores. Algumas das murgas uruguaias mais importantes da história são Los Curtidores de Hongos, Los Asaltantes con Patente, Los Diablos Verdes e Agarrate Catalina.

Símbolos patrióticos do Uruguai

bandera-de-uruguay
A Bandeira do Uruguai tem um sol dourado e faixas horizontais azuis e brancas.

Os símbolos patrióticos do Uruguai são:

  • A Bandeira. Exibe as cores branco e azul em faixas horizontais, ao lado de um sol dourado com rosto em um quadro superior ao lado do mastro.
  • O Hino Nacional. Foi escrito por Francisco Acuña de Figueroa e a música foi composta por Francisco José Debali. Foi adotado como Hino Nacional em 1848.
  • O Brasão Nacional. Foi criado em 1908. Consiste de um oval coroado por um sol dividido em quatro quadrantes. Acima à esquerda aparece uma balança amarela sobre fundo azul, acima à direita a colina de Montevidéu, abaixo à esquerda um cavalo preto sobre um fundo branco e abaixo à direita um boi amarelo sobre um fundo azul. A oval está rodeada por ramos de oliveira e de louro ligados por um laço celeste.

História do Uruguai

Uruguay
O Uruguai restabeleceu a democracia em 1985, após quase doze anos de ditadura.

Antes da chegada dos europeus, o território do atual Uruguai estava habitado principalmente por populações charruas e guaranis. Os espanhóis chegaram em 1516 e logo deram início à época colonial, caracterizada pela disputa territorial entre a Espanha e Portugal.

A Banda Oriental fez parte do vice-reinado do Rio da Prata, cuja capital era Buenos Aires. Quando começou o processo revolucionário de 1810, Montevidéu se manteve fiel aos espanhóis, mas no interior se destacou o revolucionário José Gervasio Artigas. Em 1820, a Banda Oriental foi anexada ao Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve, com o nome de Província Cisplatina.

Em 1825, ocorreu a insurreição dos “Trinta e Três Orientais”, que foi seguida pela guerra do Brasil entre as Províncias Unidas do Rio da Prata e o Império do Brasil. Sua conclusão em 1828, foi o reconhecimento do Uruguai como uma entidade independente e a fundação do Estado Oriental do Uruguai, em 1830.

A partir deste momento, perseguiu-se os charruas que permaneciam na região e iniciou-se um período de instabilidade política caracterizado pela luta de facções e pelo envolvimento dos países vizinhos. Isso levou à Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai (1864–1870).

As guerras civis continuaram até o início do século XX, quando a exportação agrícola levou à estabilidade econômica. Em 1919, foi adotado o nome de República Oriental do Uruguai. Durante a Grande Depressão, um golpe de Estado inaugurou uma ditadura que terminou em 1938.

O período de estabilidade econômica teve seu fim por volta das décadas de 1950 e 1960, quando a crise econômica levou à agitação dos setores sindicalistas de esquerda e ao início da guerrilha urbana conhecida como “Tupamaros”. Em 1973, um golpe de Estado instaurou uma ditadura civil-militar caracterizada pela violação sistemática dos direitos humanos.

O Uruguai restabeleceu a democracia em 1985. Após uma crise econômica, política e social em 2002, ocuparam a presidência Tabaré Vázquez (2005–2010 e 2015–2020) e José Mujica (2010–2015) da Frente Ampla (esquerda democrática). Em 2020, assumiu Luis Lacalle Pou do Partido Nacional (centro-direita).

Atividades econômicas do Uruguai

A Colônia do Sacramento é um dos principais destinos turísticos do país.

A moeda oficial do Uruguai é o peso uruguaio e seus principais parceiros comerciais são a China, Brasil, Estados Unidos e a Argentina. As atividades econômicas mais importantes do Uruguai são:

  • A pecuária. A produção de pecuária bovina representa um dos principais rendimentos da economia uruguaia. A carne é o primeiro produto de exportação do país e é vendida principalmente à China, Brasil e Estados Unidos.
  • A indústria. A indústria madeireira é uma das mais importantes do país e constitui um dos mais importantes produtos de exportação. Também são importantes os produtos agro-industriais e a indústria de alimentos e bebidas.
  • O turismo. As cidades de Montevidéu, Colônia do Sacramento e Punta del Este são os principais destinos turísticos do país, que atraem tanto o turismo interno como o proveniente do exterior. Os meses de verão e o carnaval são os momentos em que o país recebe o maior número de turistas estrangeiros.

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Uruguai. Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/uruguai/. Acesso em: 20 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 12 janeiro, 2024
Data de publicação: 2 dezembro, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)