Europa

Vamos explicar o que é a Europa e as suas características físicas e culturais. Além disso, como é a sua economia, religião e a história deste continente.

O continente europeu é o segundo menor, com 740 milhões de habitantes.

O que é a Europa?

A Europa é um dos seis continentes do mundo e também o quinto mais extenso. Limita-se ao norte com o oceano Ártico, ao sul com o mar Mediterrâneo, com o mar Negro e com o mar Cáspio, ao leste com os montes Urais e oeste com o oceano Atlântico. Possui uma área de aproximadamente 10 milhões de quilômetros quadrados, representando 6,8% da área terrestre total do mundo.

Na Europa estão localizadas algumas das principais potências econômicas e políticas do mundo, como Grã-Bretanha, França e Alemanha. Esse continente também é sede de algumas das cidades mais importantes da história e, atualmente, de algumas das cidades mais visitadas do mundo, como Londres e Manchester, na Grã-Bretanha, Madri e Barcelona, na Espanha, Berlim, na Alemanha, e Paris, na França.

Por que recebeu este nome? A origem do nome “Europa” não está totalmente clara e há várias teorias. Uma das hipóteses é que o nome provém do termo fenício ereb, que significa “oeste” ou “ocidental”, em referência à localização ocidental do continente em relação à Fenícia. A outra hipótese defende que o nome pode estar relacionado a uma deusa chamada Europa que, de acordo com a mitologia grega, foi raptada por Zeus e levada para a ilha de Creta, no mar Mediterrâneo.

CARACTERÍSTICAS DA EUROPA

  • O clima varia segundo a extensão geográfica: é temperado próximo ao mar Mediterrâneo e frio polar no norte do continente.
  • Apresenta uma grande variedade de relevo: planícies, como na Rússia central, planaltos, como no norte da Grã-Bretanha, e cadeias montanhosas e vulcânicas, como nos Alpes Suíços.
  • Apresenta o fenômeno do envelhecimento populacional progressivo, que ocorre em virtude da combinação de dois fatores: o aumento da expectativa de vida e a redução do número de filhos.
  • É formado por um conjunto complexo de sociedades e estados que, historicamente, têm estado em desacordo uns com os outros devido a conflitos sociais, culturais e econômicos e, portanto, têm uma longa tradição de guerras e disputas territoriais.
  • Cerca de 200 idiomas e dialetos locais são falados. Os idiomas com o maior número de falantes são o russo, o alemão, o francês, o turco, o inglês, o italiano e o espanhol.

Extensão territorial, população e países

A Europa ocupa uma área de 10,18 milhões de quilômetros quadrados. Logo depois da Oceania, é o menor continente do planeta. Apesar de seu tamanho reduzido em relação ao resto, a Europa é um continente densamente povoado, com mais de 750 milhões de pessoas.

População da Europa

  • A população total do continente é de pouco mais de 740 milhões, representando 9,4% do total mundial. Os países mais populosos são a Rússia, com 143 milhões de habitantes, a Turquia, com 84,7 milhões, e a Alemanha, com 84,3 milhões.
  • Uma característica particular da população da Europa é seu envelhecimento crescente. A alta qualidade de vida, aliada aos avanços da medicina, aumentou a expectativa de vida para mais de 82 anos em alguns países. Essa situação é agravada pela queda no número de filhos que as pessoas passaram a ter. A combinação desses dois fatores (pessoas vivendo mais e, ao mesmo tempo, tendo cada vez menos filhos) está levando a um envelhecimento progressivo da população europeia.

Países da Europa

  • A Europa é formada por 47 países e outros Estados, como Mônaco, San Marino ou o Vaticano, que são territórios com status especial reconhecido pela comunidade internacional.
  • O maior país do continente é a Rússia, que possui mais de 17 milhões de quilômetros quadrados, ainda que boa parte de seu território faça parte da Ásia. O segundo maior é a Turquia, com 780 mil quilômetros quadrados, e o terceiro maior é a França, com 643 mil quilômetros quadrados.
  • Os Estados com status especial são reconhecidos por seu pequeno tamanho: San Marino tem 61 quilômetros quadrados, Mônaco tem 2 quilômetros quadrados e a Cidade do Vaticano tem apenas 0,4 quilômetros quadrados.

Características físico-naturais da Europa

O clima que predomina na Europa é o mediterrâneo temperado.

Do sul para o norte, as temperaturas no continente europeu tendem a diminuir. A Europa apresenta climas temperados perto do mar Mediterrâneo e climas polares frios no norte do continente. As precipitações são frequentes no centro e no norte do continente e tendem a diminuir em direção ao sul pela influência do clima mediterrâneo, que se caracteriza por um verão muito quente e seco.

Na Europa, é possível encontrar três tipos principais de relevo:

  • As planícies. As mais extensas do continente encontram-se no norte da França e da Alemanha, na Polônia, nos Países Baixos e na região central da Rússia.
  • Os planaltos. Abrangem grande parte da península Ibérica, o centro do continente e as terras altas do norte da Grã-Bretanha e da Escandinávia.
  • As cadeias montanhosas e vulcânicas. Os relevos mais altos do continente encontram-se nos Alpes, nos Pirineus, nos Cárpatos, nos Urais, no Cáucaso e nos vulcões que formam a Islândia.

Como resultado da grande variedade de relevo e do clima temperado e chuvoso que predomina, o continente europeu apresenta um grande número de rios de volume e comprimento variados. Os rios mais longos da Europa são o Volga, com 3500 quilômetros, o Danúbio, com 2850 quilômetros, e o Ural, com 2430 quilômetros.

Outros rios de menor extensão, mas de grande importância na história e na economia da Europa, são o Reno, o Elba, o Sena, o Tâmisa, o Pó e o Ebro.

Cultura e religião da Europa

O continente europeu é considerado o berço da civilização ocidental, a partir do qual os valores e modelos políticos, culturais, sociais e ideológicos se espalharam pelo mundo. É um conjunto muito complexo de sociedades e estados historicamente envolvidos em conflitos sociais, culturais e econômicos e, portanto, com uma longa tradição de guerras e disputas territoriais.

A Europa é um continente culturalmente diversificado, e possui mais de 200 idiomas e dialetos locais. Os idiomas com o maior número de falantes são:

  • Russo. É o idioma mais falado no continente, com mais de 140 milhões de pessoas. É utilizado principalmente na Rússia, mas também em muitos países do Leste Europeu, como Belarus, Moldávia e Letônia.
  • Alemão. É falado por mais de 95 milhões de pessoas na Alemanha, Áustria, Suíça e Liechtenstein.
  • Francês. É falado por mais de 80 milhões de pessoas na França, Bélgica, Suíça e Luxemburgo.
  • Turco. É falado por mais de 75 milhões de pessoas na Turquia, Macedônia e Chipre.
  • Inglês. É falado por mais de 70 milhões de pessoas no Reino Unido da Grã-Bretanha. É também falado como segundo idioma por mais de 40% da população europeia.
  • Italiano. É falado por mais de 60 milhões de pessoas na Itália, em San Marino, na Suíça e no Vaticano.
  • Espanhol. É falado por mais de 45 milhões de pessoas na Espanha.

A religião que predomina na Europa é o cristianismo. As religiões cristãs mais difundidas são a ortodoxa (principalmente na Rússia, Grécia e Ucrânia), a protestante (na Grã-Bretanha e em partes da Alemanha e Suíça) e a católica (na Espanha, Itália, Portugal e Vaticano, entre outros países).

A religião muçulmana também está muito presente na Europa, principalmente na região dos Bálcãs e na Europa Ocidental, em decorrência da imigração. Outras religiões, como o budismo e o judaísmo, também são professadas por milhões de pessoas.

Atividades econômicas da Europa

A Europa é uma das regiões mais desenvolvidas do mundo, possuindo uma economia diversificada e altamente avançada. A Alemanha, a França, o Reino Unido, a Rússia, a Itália e a Holanda estão entre os países mais desenvolvidos da Europa.

Esses países possuem economias altamente industrializadas e são especializados na produção de maquinário, produtos químicos, automóveis e artigos de luxo. Também são líderes em setores como turismo, moda, tecnologia, produção de energia e serviços financeiros.

Outros países europeus alicerçam suas economias na agricultura e na pesca. Países nórdicos, como Noruega, Dinamarca e Suécia, são líderes mundiais em pesca, ao passo que os países do sul da Europa, como Espanha, Itália e Grécia são especializados na produção de frutas, legumes, azeitonas e vinho.

Os principais parceiros comerciais dessas potências europeias são os Estados Unidos e a China, e também mantém importantes relações comerciais com países da Ásia e da América Latina. O comércio no continente europeu também é muito importante, pois há livre circulação de mercadorias e serviços entre os países que fazem parte da União Europeia.

Também existem países na Europa com crescimento econômico mais lento, como a Bulgária, a Romênia e a Ucrânia (no Leste Europeu) e os países dos Bálcãs, como a Moldávia, a Albânia e a Bósnia.

Características políticas da Europa

A União Europeia é uma entidade geopolítica constituída por 27 países.

A União Europeia é a maior organização econômica e política do mundo e compõe-se de alguns dos países mais ricos do mundo. Tem sua própria moeda, o euro, que é utilizada na maioria dos países-membros e está entre as moedas mais fortes e estáveis do mundo.

A União Europeia foi criada em 1993 com a entrada em vigor do Tratado de Maastricht. Desde então, o número de membros dessa organização de países vem mudando. Aderiram países que não eram membros em 1993 (o último a aderir foi a Croácia em 2013) e também houve países que decidiram sair, como a Grã-Bretanha em 2020.

Esse bloco regional estabelece uma série de instituições políticas, como a Comissão Europeia, o Parlamento Europeu e o Conselho da União Europeia, que têm como objetivo tomar decisões e estabelecer políticas para toda a União.

Também determina que os cidadãos dos países-membros da UE podem circular livremente sem restrições nas fronteiras. O mesmo se aplica ao comércio: todas as mercadorias comercializadas dentro da UE podem circular livremente sem tarifas alfandegárias.

Além dos países que fazem parte da União Europeia, todos os países europeus são também membros plenos das Nações Unidas. Alguns também fazem parte da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que é uma organização de defesa militar, e da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), que promove políticas de cooperação econômica e social.

História da Europa

A invenção da ferrovia é um dos acontecimentos mais importantes da história da humanidade.

A história da Europa remonta à antiguidade Clássica, entre o século V a.C. e o século II d.C., com o surgimento das primeiras civilizações greco-romanas. A Grécia foi o primeiro grande império formado por polis ou cidades. Atingiu seu apogeu de esplendor com Alexandre, o Grande, no século III a.C. Destacou-se em várias ciências, como arte, astrologia, matemática e filosofia.

Paralelamente, desenvolveu-se Roma, outra civilização importante. Durante cerca de 100 anos, as duas civilizações entraram em um confronto violento até 146 a.C., quando Roma conseguiu derrotar a Grécia e conquistar vários de seus territórios.

O Império Romano começou a declinar após a crise do século III, entre 235 d.C. e 284 d.C. A instabilidade política, as crises sociais e os problemas econômicos, além da pressão exercida por povos não pertencentes ao Império Romano, contribuíram para o seu fim.

Após a queda do Império Romano no século V d.C., a Europa entrou no período histórico conhecido como Idade Média. A Igreja Católica tornou-se uma instituição poderosa e dominante em toda a Europa, e sua influência se espalhou através das monarquias da região.

Durante esse período, houve também a expansão islâmica no sul da Europa e a criação de um gigantesco império muçulmano no Mediterrâneo. A partir do século XV, a maioria das populações da Europa estava sob o domínio de monarquias e aristocracias. Entre os séculos XV e XVIII, vários eventos significativos da história ocidental ocorreram, tais como a conquista da América em 1492, as revoluções sociais contra as monarquias e a Revolução Francesa em 1789.

A Europa foi o continente que mais influenciou, direta ou indiretamente, outros países e continentes. A partir do século XVII, as descobertas científicas e tecnológicas mudaram a direção e o ritmo do progresso tecnológico em todo o mundo em decorrência da primeira e da segunda Revolução Industrial, entre 1760 e 1850.

O continente europeu também foi caracterizado por constantes confrontos armados durante o século XX com o intuito de conquistar mais território e poder: a Primeira Guerra Mundial entre 1914 e 1918, a ascensão de governos ditatoriais na Itália, Espanha e Alemanha durante a década de 1930 e a Segunda Guerra Mundial entre 1939 e 1945.

Após as guerras mundiais, os países da Europa passaram a fazer parte da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1945 com o propósito de restaurar a diplomacia como um meio de resolver conflitos entre os Estados e, em 1957, criaram a Comunidade Econômica Europeia, a organização política continental que foi a predecessora da União Europeia (UE), fundada em 1993.

Referências

  • Bohn, T. (2023). Los 10 idiomas más hablados de Europa. Babbel
  • Comunidad de Madrid (s.f). ¿Qué es la Unión Europea? ¿Cómo funciona? ¿Qué hace? Madrid
  • Ferrando Castro, M. (s.f). ¿Cuál es la religión principal de cada país de Europa? RedHistoria
  • Unión Europea (2022). Datos y cifras sobre la economía de la Unión Europea. European-Union

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Europa. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/europa/. Acesso em: 7 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 31 março, 2024
Data de publicação: 18 julho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)