Precedentes da Segunda Guerra Mundial

Vamos explicar quais foram os principais acontecimentos que antecederam a Segunda Guerra Mundial.

O expansionismo japonês, alemão e o italiano impulsionou o início da Segunda Guerra Mundial.

Quais foram os precedentes da Segunda Guerra Mundial?

A depressão econômica iniciada em 1929 destruiu a frágil concórdia internacional construída nos primeiros anos do Período de Entreguerras e facilitou a ascensão do nazismo na Alemanha e o militarismo no Japão. A partir de 1931, o mundo assistiu a uma série de crises internacionais que marcaram o caminho para um conflito geral. A Alemanha, o Japão e a Itália foram configurando um bloco militar, o Eixo, decidido a acabar com a ordem estabelecida após a Primeira Guerra Mundial.

As potências democráticas desenvolveram uma política vacilante diante de Adolf Hitler, que havia se tornado chanceler da Alemanha em 1933. O primeiro-ministro britânico, Arthur Neville Chamberlain, personificou a “política de apaziguamento”: tratou de negociar com Hitler e conceder-lhe algumas de suas demandas com a esperança de que o líder nazista finalmente “se apaziguaria” e aplacaria suas ambições territoriais. No entanto, esta política serviu apenas para intensificar a determinação expansionista do governo alemão.

Enquanto isso, na União Soviética, Josef Stalin procurou, após muitas dúvidas, a aliança com as potências democráticas para frear Hitler. No entanto, a desconfiança mútua fez fracassar esta tentativa e, diante do assombro internacional, o líder soviético acabou pactuando com Hitler e propiciando a agressão alemã à Polônia que finalmente desencadeou a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

PONTOS IMPORTANTES

Os principais acontecimentos que precederam a Segunda Guerra Mundial foram:

  • Os países vencedores e vencidos da Primeira Guerra Mundial assinaram tratados e acordos em uma tentativa de alcançar a paz e a reconstrução econômica mundial, mas, na prática, geraram novas situações de tensão.
  • O Tratado de Versalhes (1919) impôs severas condições e reparações de guerra à Alemanha pelas atrocidades causadas durante a Primeira Guerra Mundial. No entanto, não conseguiu manter a paz e foi, em vez disso, um dos gatilhos da Segunda Guerra Mundial.
  • Os movimentos nacionalistas e militaristas, como o fascismo e o nazismo, adquiriram poder, impuseram governos ditatoriais e impulsionaram políticas expansionistas.
  • A debilidade econômica do pós-guerra e a Grande Depressão (1929) afetaram as principais potências e facilitaram a expansão de movimentos socialistas, o que contribuiu para que os partidos fascistas apontassem o socialismo como uma ameaça aos valores tradicionais.

Precedentes da Segunda Guerra Mundial na Ásia

O Império do Japão invadiu a Manchúria em 1931 e atacou outros territórios chineses em 1937.

Os primeiros passos para uma nova guerra mundial foram dados na Ásia. Em 1931, o governo japonês ultranacionalista de Inukai Tsuyoshi invadiu a região chinesa de Manchúria após o incidente de Mukden (o atentado a uma parte de uma linha férrea japonesa propositalmente realizado por oficiais japoneses para culpar a dissidentes chineses e justificar a invasão).

Depois das denúncias internacionais, em 1933 o Império do Japão abandonou a Sociedade das Nações e em 1937 atacou a China. Assim começou a guerra sino-japonesa. Se analisarmos o período a partir de uma visão que não seja eurocêntrica, podemos afirmar que a Segunda Guerra Mundial começou naquele momento, embora o consenso fosse colocar o início da guerra na invasão alemã da Polônia em 1939.

De todos os modos, a guerra entre a República da China (liderada por Chiang Kai-shek) e o Império do Japão (liderado pelo imperador Hirohito e seus ministros) foi posteriormente confundida com a Segunda Guerra Mundial. Ambas as guerras terminaram em setembro de 1945.

Precedentes da Segunda Guerra Mundial na Europa

As crises decisivas que levaram à Segunda Guerra Mundial tiveram lugar na Europa. O momento crucial aconteceu em 1933, quando Hitler foi nomeado chanceler da Alemanha. Desde o início, Hitler manifestou o desejo de acabar com a ordem criada pelo Tratado de Versalhes.

Em pouco mais de três anos a Alemanha de Hitler abandonou a Sociedade das Nações (1933), estabeleceu o serviço militar obrigatório (1935), remilitarizou a Renânia, zona limítrofe com a França e a Bélgica (1936), e interveio junto a Benito Mussolini (líder da Itália fascista) na guerra civil espanhola (1936-1939), apoiando o grupo rebelde liderado pelo general Francisco Franco.

A condenação franco-britânica à invasão italiana da Etiópia (1935) e a luta comum da Alemanha e da Itália na guerra civil espanhola aproximaram Hitler e Mussolini, que já tinham afinidades ideológicas. Isto levou ao nascimento do Eixo Roma-Berlim em 1936. Ambas as potências proclamaram a sua aliança política baseada em uma visão comum da política internacional. Nesse mesmo ano, a Alemanha assinou com o Japão o Pacto Antikomintern, dirigido contra a União Soviética e o comunismo internacional. A Itália e a Espanha de Franco se uniram pouco depois.

O expansionismo alemão e o início da Segunda Guerra Mundial

O Reino Unido e a França reagiram com tibieza aos impulsos expansionistas da Alemanha.

As agressões alemãs do final da década de 1930 não encontraram uma resposta firme das potências democráticas:

  • Em março de 1938, a Alemanha invadiu a Áustria. Hitler realizou um velho sonho do nacionalismo alemão: o Anschluss, a anexação da Áustria à Alemanha. Esta anexação, que havia sido proibida pelo Tratado de Versalhes (1919), recebeu uma resposta moderada das potências democráticas, em linha com a política de apaziguamento promovida pelo primeiro-ministro britânico, Neville Chamberlain.
  • Em setembro de 1938, na Conferência de Munique, os governos da França e do Reino Unido aceitaram as reivindicações territoriais de Hitler e concordaram com a anexação alemã da região tchecoslovaca dos Sudetas.

Quando, em Março de 1939, Hitler violou o acordado em Munique (que significava anexar apenas os Sudetas) e invadiu a Tchecoslováquia, tornou-se evidente o fracasso da política de conciliação com a Alemanha nazista. A França e o Reino Unido declararam que não permitiriam qualquer nova anexação alemã. Hitler respondeu reivindicando o porto de Danzig (Gdansk) e preparando uma agressão à Polônia. A Europa estava a ponto de entrar na guerra.

A Europa acabava de assistir ao triunfo do lado franquista na Espanha, em abril de 1939, quando o mundo ficou chocado por uma notícia inesperada: em agosto de 1939, a Alemanha e a União Soviética assinaram o Pacto de Não Agressão germano-soviético (também chamado Pacto Ribbentrop-Molotov). Stalin e Hitler concordaram secretamente em dividir a Polônia e a anexação soviética das repúblicas bálticas.

Este era o último sinal que Hitler esperava. Em 1º de setembro de 1939, as forças armadas alemãs (Wehrmacht) invadiram a Polônia, o que precipitou a declaração de guerra à Alemanha por parte do Reino Unido e da França. A Segunda Guerra Mundial tinha começado.

Continue com:

Referências

  • Britannica, Encyclopaedia (2022). German-Soviet Nonaggression Pact. Encyclopedia Britannica. https://www.britannica.com/
  • Britannica, Encyclopaedia (2022). Second Sino-Japanese War. Encyclopedia Britannica. https://www.britannica.com/
  • Hughes, T. A. & Royde-Smith, J. G. (2022). World War II. Encyclopedia Britannica. https://www.britannica.com/
  • Sevillano Calero, F. (2020). La Europa de entreguerras. El orden trastocado. Síntesis.
  • Stone, N. (2013). Breve historia de la Segunda Guerra Mundial. Ariel.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

GAYUBAS, Augusto. Precedentes da Segunda Guerra Mundial. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/precedentes-da-segunda-guerra-mundial/. Acesso em: 27 maio, 2024.

Sobre o autor

Autor: Augusto Gayubas

Doutor em História (Universidad de Buenos Aires)

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 30 janeiro, 2024
Data de publicação: 28 setembro, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)