Cronologia da Guerra Fria

Vamos explicar quais foram os acontecimentos mais importantes da Guerra Fria e a sua ordem cronológica.

A Guerra Fria enfrentou os Estados Unidos e a União Soviética durante mais de 40 anos.

O que foi a Guerra Fria?

A Guerra Fria foi um conflito que enfrentou, durante a segunda metade do século XX, dois blocos: o ocidental ou capitalista (dominado pelos Estados Unidos) e o oriental ou comunista (dominado pela União Soviética).

Começou depois da vitória aliada na Segunda Guerra Mundial em 1945, e consistiu em um confronto entre as duas principais potências mundiais, os Estados Unidos (EUA) e a União Soviética (URSS).

As duas potências nunca se enfrentaram militarmente de maneira direta, mas competiram nos âmbitos diplomático, político, econômico, científico, armamentístico e cultural, e apoiaram militarmente outras nações ou grupos políticos em diversas partes do mundo, com o objetivo de consolidar suas áreas de influência e deter o avanço da ideologia e da hegemonia do inimigo.

A cronologia inclui tanto os acontecimentos que desencadearam a Guerra Fria como os momentos de tensão e distensão que se sucederam ao longo de mais de quarenta anos, e os episódios que determinaram o seu fim em 1991.

Perguntas frequentes

O que foi a Guerra Fria?

A Guerra Fria foi um período histórico entre 1947 e 1991, no qual se enfrentaram dois blocos de países, encabeçados cada um por uma das principais potências mundiais.

Quais foram os países que se enfrentaram na Guerra Fria?

Os grupos (blocos) enfrentados foram:

  • O bloco ocidental ou capitalista liderado pelos Estados Unidos junto com o Canadá e a maior parte da Europa ocidental, entre outros países.
  • O bloco oriental ou comunista liderado pela União Soviética juntamente com a Bulgária, a Tchecoslováquia, a Hungria, a Polônia e a República Democrática Alemã, entre outros países da Europa Oriental.

Por que a Guerra Fria começou?

As principais razões de os dois blocos se enfrentarem foram as diferenças econômicas e ideológicas e a formação de alianças, como a OTAN e o Pacto de Varsóvia. Os tratados interferiram na expansão territorial e de poder das respectivas ideologias dominantes: a capitalista e a comunista.

Por que se chamou Guerra Fria?

Seu nome se deve a que os blocos não protagonizaram confrontos bélicos de forma direta, mas promoveram ou se envolveram em guerras subsidiárias em territórios estratégicos de outros países.

Cronologia da Guerra Fria

Da “contenção” à “coexistência pacífica” (1946-1962)

1946

  • 9 de fevereiro. Stalin (URSS) profere seu duro discurso: o mundo capitalista e o comunista são incompatíveis.
  • 22 de fevereiro. Difunde-se o “longo telegrama” de Kennan (diplomata norte-americano) que recomenda uma política de “contenção” contra a expansão soviética.
  • 5 de março. Churchill faz um discurso em Fulton, Estados Unidos, onde populariza o termo “cortina de ferro”.
  • Setembro. Começa a guerra civil na Grécia entre o governo monárquico e o Partido Comunista.
  • 19 de dezembro. As forças comunistas de Ho Chi Minh iniciam sua luta contra a dominação colonial francesa na Indochina.

1947

  • 2 de março. O presidente Truman faz um discurso durante o Congresso dos Estados Unidos, onde pede ajuda para a Turquia e para a Grécia contra as insurreições comunistas (“Doutrina Truman”).
  • 5 de junho. G. Marshall (Secretário de Estado dos Estados Unidos) discursa em Harvard, propondo um plano de ajuda econômica à Europa (“Plano Marshall").
  • 5 de outubro. É criada a Kominform (órgão de coordenação do bloco soviético).
  • Dezembro. Escala a guerra civil na China entre as forças comunistas de Mao Zedong e as nacionalistas de Chiang Kai-shek.

1948

  • 25 de fevereiro. Acontece um golpe comunista em Praga.
  • 17 de março. É assinado o Tratado de Bruxelas para a cooperação defensiva e econômica dos países da Europa ocidental.
  • 14 de maio. Proclama-se o Estado de Israel e começa a primeira Guerra Árabe-israelense.
  • 24 de junho. Começa o bloqueio soviético de Berlim..
  • 28 de junho. Iugoslávia é expulsa da Kominform.

1949

  • Janeiro. É criado o COMECON (Conselho para Assistência Econômica Mútua).
  • 4 de abril. É assinado o Tratado do Atlântico Norte que dá origem à OTAN.
  • 12 de maio. Termina o bloqueio soviético de Berlim.
  • 23 de maio. Proclama-se o nascimento da República Federal da Alemanha.
  • 29 de agosto. Realiza-se o primeiro teste de uma bomba atômica soviética.
  • 15 de setembro. Assume Adenauer como chanceler da República Federal da Alemanha
  • 1 de outubro. Mao Zedong proclama a República Popular da China.
  • 7 de outubro. É criada a República Democrática Alemã.

1950

  • 14 de fevereiro. É assinado oTratado de Amizade, Aliança e Assistência Mútua Sino-Soviético.
  • 25 de junho. Coréia do Norte ataca a Coréia do Sul.
  • Setembro. As tropas norte-americanas do general MacArthur recuperam o território conquistado pelos norte-coreanos.
  • Outubro e novembro. As tropas chinesas intervêm a favor da Coreia do Norte.

1951

  • 11 de abril. Truman destitui MacArthur do comando das tropas na Coreia.
  • 8 de septembro. O Tratado de Paz de São Francisco entre o Japão e os Estados Unidos é assinado.

1952

  • 3 de outubro. A Grã-Bretanha testa sua primeira bomba atômica.
  • 4 de novembro. Dwight Eisenhower foi eleito presidente dos EUA (assume no dia 20 de janeiro de 1953).

1953

  • 5 de março. Stalin morre.
  • 27 de julho. Estados Unidos e Coreia do Norte assinam um armistício e termina a Guerra da Coreia.
  • 19 de agosto. Um golpe de Estado organizado pela CIA derruba o presidente Mossadegh no Irã.

1954

  • 7 de maio. A França é derrotada em Dien Bien Phu, e isso determina sua retirada da Indochina e a divisão entre o Vietnã do Norte e o Vietnã do Sul.
  • 18 de junho. Um golpe de Estado organizado pela CIA derruba o presidente Jacobo Árbenz na Guatemala.
  • 8 de setembro. É assinado o Tratado do Sudeste Asiático (SEATO).

1955

  • Fevereiro. Khrushchev apoia sua liderança no PCUS (Partido Comunista da União Soviética) e na URSS.
  • 5 de abril. É assinado o Pacto de Bagdá (Tratado do Oriente Médio), que em 1959 será denominado Organização do Tratado Central (CENTO).
  • 5 de maio. A República Federal da Alemanha recupera sua soberania e quatro dias depois se une à OTAN.
  • 14 de maio. Constitui-se o Pacto de Varsóvia.

1956

  • 25 de fevereiro. Khrushchev denuncia Stalin (pela repressão e culto à personalidade) em seu “discurso secreto” durante o XX Congresso do PCUS, o que dá início ao processo de “desestalinização”.
  • 29 de junho. Acontecem protestos operários em Poznan, Polônia.
  • 26 de julho. Nasser, presidente do Egito, nacionaliza o canal de Suez.
  • 21 de outubro. O Kremlin aceita Gomulka (que se opôs às políticas de Stalin e era considerado um reformista) como líder polonês.
  • 23 de outubro. Começa a Revolução da Hungria contra o poder soviético.
  • 29 de outubro. Começa a crise de Suez: o Estado de Israel, apoiado pela França e pela Grã-Bretanha, ataca o Egito (nove dias depois, a ONU consegue o cessar-fogo).
  • 4 de novembro. A URSS invade a Hungria.

1957

  • 25 de março. Os Seis (França, República Federal da Alemanha, Itália, Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo) assinam os Tratados de Roma que instituem a Comunidade Econômica Europeia (CEE).
  • 4 de outubro. A URSS lança o Sputnik I para o espaço, o primeiro satélite artificial.

1958

  • 31 de janeiro. É lançado o primeiro satélite artificial norte-americano, conhecido como Explorer I.
  • 21 de dezembro. O general De Gaulle se torna o primeiro presidente da V República Francesa (assume no dia 8 de janeiro de 1959).

1959

  • 1º de janeiro. Fidel Castro toma o poder em Cuba.
  • 15 a 27 de setembro. Khrushchev visita os Estados Unidos.

1960

  • 5 de maio. Khrushchev anuncia a queda no céu soviético de um avião espião americano U-2.
  • 16 de maio. A cúpula Khrushchev-Eisenhower em Paris fracassa.
  • 19 de outubro. Os Estados Unidos impõem um embargo comercial a Cuba.
  • 8 de novembro. John F. Kennedy é eleito presidente dos Estados Unidos (assume no dia 20 de janeiro de 1961).

1961

  • 3 de janeiro. Os Estados Unidos rompem relações diplomáticas com Cuba.
  • 12 de abril. Yuri Gagarin, cosmonauta soviético, torna-se o primeiro ser humano a viajar para o espaço.
  • 19 de abril. Fracassa a invasão de Cuba organizada pela CIA (Baía dos Porcos ou Praia Girón).
  • Maio. Os Estados Unidos enviam seus primeiros conselheiros militares para o Vietnã.
  • 3 e 4 de junho. Realiza-se a cúpula entre Khrushchev e Kennedy em Viena.
  • 13 de agosto. A República Democrática Alemã inicia a construção do Muro de Berlim.

Da crise dos mísseis à distensão (1962-1979)

1962

  • 14 de outubro. Um avião espião norte-americano U-2 descobre mísseis soviéticos em Cuba: começa a Crise dos Mísseis de Cuba.
  • 28 de outubro. Termina a Crise dos Mísseis com o compromisso soviético de retirá-los de Cuba e o acordo norte-americano de não entrar em guerra com o governo cubano (somando um compromisso secreto dos Estados Unidos de retirar alguns mísseis que mantinha na Turquia e na Itália).

1963

  • 29 de janeiro. A França veta a entrada do Reino Unido (que De Gaulle considera um cavalo de Troia americano) na CEE.
  • 20 de junho. Estabelece-se o “telefone vermelho”, uma via de comunicação direta entre a Casa Branca e o Kremlin.
  • 1º de novembro. O presidente do Vietnã do Sul, Ngo Dinh Diem, é deposto e assassinado um dia depois por um golpe militar.
  • 22 de novembro. John F. Kennedy é assassinado em Dallas.

1964

  • 2 de agosto. O incidente no Golfo de Tonkin, que acusa o Vietnã do Norte de atacar com torpedos navios americanos, permite a Lyndon B. Johnson, presidente dos Estados Unidos, após a morte de Kennedy, solicitar ao Congresso um maior apoio militar ao Vietnã do Sul.
  • 14 de outubro. Khrushchev é destituído e substituído por Brejnev na secretaria-geral do PCUS.
  • 16 de outubro. A China popular testa sua primeira bomba atômica.
  • 3 de novembro. Lyndon B. Johnson vence as eleições presidenciais nos Estados Unidos.

1965

  • 7 de fevereiro. Acontece o primeiro bombardeio americano no Vietnã.
  • 8 de março. Chegam as primeiras tropas de combate americanas ao Vietnã.
  • 28 de abril. Os Estados Unidos intervêm militarmente na República Dominicana.

1966

  • 7 de março. A França se retira da estrutura militar da OTAN, mas se mantém na aliança.

1967

  • 5 de junho. Começa a Guerra dos Seis Dias (Israel contra uma coalizão árabe integrada pelo Egito, pela Síria e pela Jordânia).
  • 21 de outubro. Conformam-se grandes protestos no Pentágono em Washington contra a Guerra do Vietnã.

1968

  • 30 de janeiro. Tropas comunistas do exército norte-vietnamita e o Viet Cong iniciam a ofensiva do Tet no Vietnã.
  • Março. Dubcek inicia a “Primavera de Praga”.
  • 16 de março. Tropas americanas cometem o massacre de My Lai no Vietnã.
  • 20 de agosto. Tropas do Pacto de Varsóvia invadem a Tchecoslováquia.
  • 5 de novembro. Richard Nixon é eleito presidente dos Estados Unidos (assume no dia 20 de janeiro de 1969).

1969

  • 2 de março. Acontece o primeiro choque militar no rio Ussuri entre a URSS e a República Popular da China.
  • 20 de julho. Astronautas americanos chegam à Lua (missão Apolo 11).
  • 25 de julho. Depois de ter retirado 25 mil soldados, Nixon anuncia que a partir deste momento, os países asiáticos deverão defender-se por si mesmos (“Doutrina Nixon”).

1970

  • 30 de abril. Tropas dos Estados Unidos e do Vietnã do Sul invadem o Camboja. Grandes protestos anti-guerra acontecem nos Estados Unidos.
  • 12 de agosto. A República Federal da Alemanha e a URSS assinam um pacto de não agressão (Tratado de Moscou), através do qual aceitam reconhecer as fronteiras entre as duas repúblicas alemãs e entre a República Democrática Alemã e a Polônia (faz parte da “Ostpolitik” do chanceler da Alemanha ocidental, Willy Brandt).

1971

  • 25 de outubro. A República Popular da China ingressa nas Nações Unidas (ONU) como membro permanente do Conselho de Segurança.

1972

  • 22 de janeiro. A Europa dos Nove (Reino Unido, Dinamarca e Irlanda) entra na CEE.
  • 21 de fevereiro. Visita de Nixon à República Popular da China.
  • 26 de maio. São assinados os Acordos SALT I em Moscou para a limitação de armamentos.
  • 17 de junho. Começa o escândalo Watergate.

1973

  • 27 de janeiro. É assinado o Tratado de Paz sobre o Vietnã em Paris. Fim da intervenção norte-americana, embora a guerra continue.
  • 11 de setembro. Acontece um golpe militar apoiado pela CIA contra o presidente chileno Salvador Allende.
  • 6 de outubro. Começa a Guerra do Yom Kippur ou do Ramadã (Israel contra o Egito e a Síria).

1974

  • 9 de agosto. Como resultado do escândalo Watergate, Nixon renuncia à presidência dos Estados Unidos. Substituído por seu vice-presidente, Gerald Ford.
  • 23 de novembro. Brejnev e Ford se encontram em Vladivostok e escrevem um rascunho do Acordo SALT II.

1975

  • 17 de abril. Os Khmer Vermelho (Partido Comunista do Camboja) conquistam Phnom Penh, capital do país.
  • 30 de abril. Tropas do Vietnã do Norte tomam Saigon. Termina a guerra do Vietnã.
  • 1 de agosto. É assinada a Declaração de Helsinque para a segurança e cooperação europeia, que inclui as assinaturas dos Estados Unidos, da URSS e da maior parte dos países da Europa.

1976

  • 2 de julho. O Vietnã do Norte e o do Sul se reunificam com o nome de República Socialista do Vietnã.
  • 2 de novembro. Jimmy Carter é eleito presidente dos Estados Unidos (assume no dia 20 de janeiro de 1977).

1977

  • 17 de março. Carter anuncia que os direitos humanos serão a maior preocupação da política externa dos Estados Unidos.
  • 19 de novembro. O presidente egípcio Anwar el-Sadat visita Israel.

1978

  • 27 de abril. Militares pró-soviéticos tomam o poder no Afeganistão.
  • 5 a 17 de setembro. Carter, Begin (primeiro-ministro de Israel) e Sadat assinam os Acordos de Camp David.
  • 25 de dezembro. Tropas vietnamitas invadem o Camboja e derrubam o regime dos Khmer Vermelho.

Da intervenção soviética no Afeganistão ao fim da Guerra Fria (1979–1991)

1979

  • 1º de janeiro. Os Estados Unidos e a República Popular da China estabelecem relações diplomáticas.
  • 16 de janeiro. O xá do Irã foge do país durante o avanço da Revolução Islâmica (que triunfa definitivamente em 11 de fevereiro).
  • 17 de fevereiro. A China ataca o norte do Vietnã como represália pela invasão vietnamita do Camboja.
  • 18 de junho. Carter e Brejnevassinam os acordos SALT II em Viena.
  • 26 de março. Israel e Egito assinam em Washington o Tratado de Paz entre ambos os países.
  • 17 de julho. A Frente Sandinista de Libertação Nacional derruba a ditadura de Somoza na Nicarágua.
  • 4 de novembro. Grupos islâmicos invadem a embaixada dos Estados Unidos no Teerã (Irã) e fazem reféns (a crise dos reféns durará 444 dias).
  • 27 de dezembro. A URSS invade o Afeganistão.

1980

  • 3 de janeiro. Carter retira o acordo SALT II da consideração do Congresso como resposta à invasão soviética do Afeganistão.
  • 23 de janeiro. Carter anuncia que os Estados Unidos usarão a força caso outra potência ameace seu acesso ao petróleo do golfo Pérsico (“Doutrina Carter”).
  • 24 de abril. Fracassa uma tentativa americana de resgatar os reféns de Teerã.
  • Julho e agosto. Os Estados Unidos e mais 40 nações boicotam os Jogos Olímpicos de Moscou, em protesto contra a invasão soviética do Afeganistão.
  • 31 de agosto. Lech Walesa assina com o governo comunista da Polônia um acordo que significa o reconhecimento legal do sindicato Solidariedade (primeiro sindicato livre do bloco comunista).
  • 4 de novembro. Ronald Reagan é eleito presidente dos Estados Unidos (assume no dia 20 de janeiro de 1981).

1981

  • 6 de outubro. Oficiais fundamentalistas egípcios assassinam Anwar el-Sadat durante um desfile militar
  • 13 de dezembro. Acontece um golpe militar na Polônia. A lei marcial é decretada e Walesa é preso (depois é proibido novamente o sindicato Solidariedade).

1982

  • 6 de junho. Israel invade o sul do Líbano para evitar os ataques guerrilheiros da OLP (Organização para a Libertação da Palestina).
  • 10 de novembro. Brejnev morre e é substituído por Yuri Andropov.

1983

  • 23 de março. Reagan anuncia o lançamento da Iniciativa de Defesa Estratégica (IDE), conhecida como “guerra das estrelas” (star wars).
  • 18 de abril. Há um ataque terrorista contra a embaixada dos Estados Unidos em Beirute, com 63 mortes.
  • 23 de outubro. Acontece um ataque terrorista suicida contra um quartel de fuzileiros americanos em Beirute, com 241 mortos.
  • 25 de outubro. Os Estados Unidos invadem a ilha de Granada (no mar do Caribe), após um golpe de Estado organizado no interior do Governo Popular Revolucionário.
  • 23 de novembro. Começa a implantação dos “euromísseis” (mísseis balísticos instalados pelo Pacto de Varsóvia e pela OTAN em diversos pontos da Europa).

1984

  • 9 de fevereiro. Yuri Andropov morre. É substituído pelo ancião Konstantin Chernenko.
  • 24 de maio. O Congresso dos Estados Unidos proíbe continuar com a ajuda à Contra nicaraguense.
  • Julho e agosto. A URSS e seus aliados (exceto Romênia) boicotam os Jogos Olímpicos de Los Angeles.
  • 26 de setembro. É assinado o acordo sino-britânico para a devolução de Hong Kong em 1997, cuja versão final foi assinada no dia 19 de dezembro.

1985

  • 6 de fevereiro. Reagan anuncia que os Estados Unidos apoiarão os rebeldes que lutam contra regimes comunistas no Terceiro Mundo (“Doutrina Reagan”).
  • 11 de março. Mikhail Gorbachev é eleito secretário-geral do PCUS.
  • 11 de junho. Gorbachev propõe uma reforma profunda da economia soviética.
  • 19 de novembro. Acontece a primeira cúpula entre Gorbachev e Reagan em Genebra.

1986

  • 25 de fevereiro. Gorbachev defende a necessidade de empreender um processo de grandes reformas (Perestroika) no XXVII Congresso do PCUS.
  • 26 de abril. Acontece o acidente nuclear de Chernobyl, na Ucrânia (URSS).
  • 10 de outubro. A cúpula de Reagan e Gorbachev acontece em Reykjavík (Islândia). Não é possível um acordo de redução de armamentos.
  • 13 de Novembro. Eclodiu o escândalo Irã-Contras, que revelou que diretivos do governo de Reagan venderam armas ao Irã para financiar à Contra na Nicarágua.
  • 16 de dezembro. Gorbachev libera o dissidente russo Sakharov.

1987

  • 8 a 14 de junho. O papa João Paulo II visita a Polônia. A multidão que o recebe apoia fervorosamente o sindicato Solidariedade.
  • 8 de dezembro. Gorbachev e Reagan assinam em Washington o tratado sobre Forças Nucleares Intermediárias (INF): um acordo que proíbe mísseis nucleares de alcance intermédio.

1988

  • 8 de fevereiro. Gorbachev anuncia a retirada soviética do Afeganistão, que começa em 15 de maio.
  • 29 de maio. Acontece a cúpula Reagan-Gorbachev em Moscou. São trocadas as ratificações do Tratado INF de Washington (entrada em vigor em 1 de junho).
  • 8 de novembro. George Bush (pai) é eleito presidente dos Estados Unidos (assume no dia 20 de janeiro de 1989).
  • 7 de dezembro. Em um discurso durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, Gorbachev anuncia um importante desarmamento unilateral.

1989

  • 6 de fevereiro. Começa o diálogo entre o governo socialista da Polônia e o sindicato Solidariedade.
  • 14 de fevereiro. O governo sandinista da Nicarágua concorda em realizar eleições livres.
  • 15 de fevereiro. As tropas soviéticas finalizam sua retirada do Afeganistão.
  • 26 de março. As primeiras eleições com uma pequena margem de liberdade na URSS são realizadas: muitos dissidentes conseguem um cargo no novo Congresso do Povo.
  • 5 de abril. O governo polonês concorda em legalizar o sindicato Solidariedade (a legalização se concretiza em 17 de abril).
  • 3 a 4 de junho. Acontece o Massacre de Tiananmen em Pequim (China), com uma brutal repressão contra os manifestantes democratas.
  • 4 de junho. Solidariedade foi constituído como um partido político e vence as primeiras eleições livres na Polônia.
  • 24 de agosto. Começa o primeiro governo maioritariamente não comunista na Polônia desde a Segunda Guerra Mundial.
  • 18 de outubro. Erich Honecker é substituído por Egon Krenz na direção do Partido Socialista Unificado da República Democrática Alemã.
  • 25 de outubro. Gorbachev rejeita publicamente a “Doutrina Brejnev” (que estabelecia que qualquer ameaça a um governo comunista do bloco oriental justificava a intervenção do Pacto de Varsóvia).
  • 9 de novembro. Cai o Muro de Berlim.
  • 2 de dezembro. Acontece a cúpula de Bush e Gorbachev em Malta.
  • 25 de dezembro. O ditador comunista romeno Ceaucescu é executado.
  • 29 de dezembro. Após a chamada “Revolução de Veludo” contra o regime comunista, Vaclav Havel é nomeado presidente da Tchecoslováquia.

1990

  • 11 de março. A Lituânia declara sua independência da URSS. O processo de desintegração da União Soviética começa a acelerar.
  • 13 de março. O Partido Comunista da União Soviética perde o monopólio do poder político.
  • 30 de maio. Acontece a cúpula de Bush e Gorbachev em Washington.
  • 3 de outubro. A Alemanha se reunifica.
  • 18 de novembro. Os 34 membros da CSCE (Conferência de Segurança e Cooperação na Europa), a OTAN e o Pacto de Varsóvia assinam o Tratado sobre as Forças Armadas Convencionais na Europa, que limita o seu número para ambas as alianças.
  • 21 de novembro. Esses mesmos países assinam a Carta de Paris, que põe formalmente fim à Guerra Fria.

1991

  • 1 de julho. Termina o Pacto de Varsóvia.
  • 31 de julho. Bush e Gorbachev assinam em Moscou o Acordo START I de redução de armas estratégicas.
  • 19 a 21 de agosto. Fracassa um golpe de Estado dos comunistas da linha dura contra Gorbachev.
  • 25 de dezembro. Gorbachev renuncia à presidência da URSS.
  • 31 de dezembro. A URSS deixa oficialmente de existir, e é substituída por 15 estados independentes. A Rússia é o herdeiro da URSS no terreno internacional.

Referências

  • Britannica, Encyclopaedia (2022). Cold War. Encyclopedia Britannica. https://www.britannica.com/ 
  • Powaski, R. E. (2000). La Guerra Fría: Estados Unidos y la Unión Soviética, 1917-1991. Crítica.
  • Veiga, F., Da Cal, E. & Duarte, A. (2006). La paz simulada. Una historia de la Guerra Fría. Alianza.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

GAYUBAS, Augusto. Cronologia da Guerra Fria. Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/cronologia-da-guerra-fria/. Acesso em: 22 abril, 2024.

Sobre o autor

Autor: Augusto Gayubas

Doutor em História (Universidad de Buenos Aires)

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 31 março, 2024
Data de publicação: 10 outubro, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)