George Bush

Vamos explicar quem foi George Bush (pai) e como foi sua presidência dos Estados Unidos. Além disso, a Guerra do Golfo e o fim da Guerra Fria.

George Bush (pai) governou os Estados Unidos durante o fim da Guerra Fria.

Quem foi George H. W. Bush?

George H. W. Bush, também conhecido como George Bush (pai), foi um político norte-americano, presidente dos Estados Unidos de 1989 a 1993. Seu filho, George W. Bush, tornou-se também presidente alguns anos depois.

George H. W. Bush fez sua carreira política filiado ao Partido Republicano. Inicialmente, ocupou uma cadeira na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos. Também atuou como embaixador do país nas Nações Unidas e chefiou a Agência Central de Inteligência (CIA) durante um breve período. Antes de se tornar presidente, atuou como vice-presidente de Ronald Reagan (1981–1989).

Um dos destaques do governo Bush foi a participação dos Estados Unidos na Guerra do Golfo (1990–1991), quando o exército iraquiano invadiu o Kuwait e Bush liderou uma coalizão que expulsou as tropas iraquianas. Também participou da assinatura da Carta de Paris (1990) e dos últimos tratados de armas com a União Soviética (URSS), e testemunhou o fim da Guerra Fria e a dissolução da União Soviética (1991), que havia sido a grande potência rival dos Estados Unidos desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939–1945).

A vida pessoal de George H. W. Bush

George Herbert Walker Bush nasceu em Milton, Massachusetts, em 12 de junho de 1924. Ele era filho de Prescott Sheldon Bush, um banqueiro e político que se tornou senador dos Estados Unidos, e de Dorothy Walker, uma mulher que vinha de uma família distinta. George H. W. Bush cresceu principalmente em Greenwich, Connecticut, e se formou na Phillips Academy, uma escola pública em Massachusetts.

Depois de servir como piloto na frente do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, Bush se casou com Barbara Pierce em 1945, com quem teve seis filhos. O mais velho, George W. Bush, tornou-se presidente dos Estados Unidos em 2001.

Em 1948, Bush se formou na Universidade de Yale e, em seguida, mudou-se para o Texas, onde começou sua vida como empresário, fundando empresas ligadas ao setor de petróleo. Na década de 1960, tornou-se ativo na política.

O início de George Bush (pai) na política

George H. W. Bush começou sua carreira política como representante republicano do estado do Texas na Câmara dos Deputados, eleito em 1966. Em 1970, candidatou-se ao Senado, mas foi derrotado pelo candidato democrata.

Posteriormente, ocupou vários cargos durante os governos de Richard Nixon e Gerald Ford: foi embaixador dos Estados Unidos na ONU (Organização das Nações Unidas) de 1971 a 1973, chefe do escritório de ligação em Pequim (China) de 1974 a 1975 e diretor da CIA de 1976 a 1977.

Quando o democrata Jimmy Carter se tornou presidente em 1977, Bush pediu demissão da CIA e voltou para o Texas. Em seguida, atuou como vice-presidente nos dois mandatos de Ronald Reagan (1981–1989), a quem sucedeu após vencer a eleição de 1988.

A presidência de Bush (pai) e o fim da Guerra Fria

George Bush e Gorbachev assinaram em Moscou o Tratado de Redução de Armas Estratégicas START I.

George H. W. Bush assumiu o cargo de presidente dos Estados Unidos em 20 de janeiro de 1989, quando a Guerra Fria estava chegando ao fim. O destaque da presidência de Bush foi justamente no âmbito internacional. Em seus discursos, propôs o nascimento de uma “nova ordem mundial” que substituiria o confronto entre os Estados Unidos e a União Soviética e o equilíbrio do terror que caracterizou a Guerra Fria.

Nesse sentido, respondeu às propostas do líder soviético Mikhail Gorbachev: em 1989, propôs uma redução radical nos estoques de armas químicas e, em 1990, pressionou por uma redução no tamanho das forças armadas norte-americanas. Em novembro de 1990, participou da assinatura da Carta de Paris com representantes da União Soviética e de vários países europeus.

A Carta de Paris foi assinada no contexto do colapso do bloco comunista na Europa e da reunificação da Alemanha, razão pela qual Bush a definiu como o momento em que a Guerra Fria chegou ao fim. Na cúpula de Moscou, em julho de 1991, que alguns chamaram de a primeira cúpula “pós-Guerra Fria”, Bush e Gorbachev assinaram o Tratado de Redução de Armas Estratégicas START I.

Bush apoiou incondicionalmente a reunificação da Alemanha, que se concretizou em 3 de outubro de 1990. Nos Estados Unidos, assinou o Acordo de Livre Comércio com o Canadá e o México, que entrou em vigor em 1994 e criou uma enorme área de livre comércio.

Em dezembro de 1989, ordenou a invasão do Panamá e removeu à força o presidente do país, o general Manuel Noriega, um ex-aliado dos Estados Unidos acusado de tráfico de drogas. Durante a operação, centenas de pessoas foram mortas, o que provocou denúncias da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Assembleia Geral da ONU.

A Guerra do Golfo e os últimos anos da presidência

George Bush (pai) liderou uma coalizão militar contra o Iraque na Guerra do Golfo.

Em agosto de 1990, o exército iraquiano do presidente Saddam Hussein invadiu o Kuwait, um pequeno país produtor de petróleo no Golfo Pérsico. George H. W. Bush formou uma ampla coalizão internacional de mais de 500 mil soldados e expulsou o exército iraquiano do Kuwait após um intenso bombardeio em janeiro e uma ofensiva terrestre em fevereiro de 1991. Essa intervenção militar foi chamada de “Operação Tempestade no Deserto”.

Bush aproveitou o impulso da vitória na Guerra do Golfo e procurou avançar o processo de paz árabe-israelense convocando a Conferência de Paz de Madri, que ocorreu entre 30 de outubro e 1º de novembro de 1991. Uma das consequências dessa conferência foram os Acordos de Oslo, assinados em novembro de 1993 pelo governo do Estado de Israel e pela Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

Embora a Guerra Fria tenha terminado durante a presidência de Bush e os Estados Unidos tenham adquirido o status de única superpotência do mundo, as dificuldades da economia dos Estados Unidos, que se encontrava em recessão desde o final da década de 1990, levaram à sua derrota para o candidato democrata Bill Clinton na eleição presidencial de 1992.

Quando se aposentou, Bush fez algumas aparições na televisão para arrecadar fundos para as vítimas de desastres naturais, como, por exemplo, o furacão Katrina. Faleceu em sua casa em Houston, em 30 de novembro de 2018, aos 94 anos de idade.

Continue com:

Referências

  • Britannica, Encyclopaedia (2023). George H. W. Bush. Encyclopedia Britannica. https://www.britannica.com/ 
  • Britannica, Encyclopaedia (2023). Persian Gulf War. Encyclopedia Britannica. https://www.britannica.com/ 
  • Finlan, A. (2003). The Gulf War 1991. Osprey Publishing.
  • Jenkins, P. (2019). Breve historia de Estados Unidos. 5ta. edición. Alianza.
  • Powaski, R. E. (2000). La Guerra Fría: Estados Unidos y la Unión Soviética, 1917-1991. Crítica.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

GAYUBAS, Augusto. George Bush. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/george-bush/. Acesso em: 7 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Augusto Gayubas

Doutor em História (Universidad de Buenos Aires)

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 19 fevereiro, 2024
Data de publicação: 27 dezembro, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)