Reservas naturais

Vamos explicar o que são reservas naturais, como são classificadas e suas funções. Além disso, quais são suas características e importância.

Reservas naturales
As reservas naturais foram criadas para proteger diversos ecossistemas.

O que são reservas naturais?

As reservas naturais são áreas que procuram proteger e conservar a flora, a fauna, os solos e a hidrografia de uma região. Além disso, são frequentemente locais importantes para a cultura das comunidades vizinhas e dos povos originários destes lugares, por isso a sua conservação tem também um objetivo social.

Este tipo de reservas são utilizadas para a pesquisa científica, para a educação e para a capacitação ambiental, e também podem ser aproveitadas com fins turísticos. O reconhecimento de uma reserva natural é uma decisão dos governos de cada local. Existem reservas naturais provinciais e nacionais, e por vezes podem até ser reconhecidas internacionalmente e fazer parte do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Por outro lado, as reservas naturais, e as áreas protegidas em geral, constituem uma estratégia fundamental para conservar a longo prazo a diversidade biológica e cultural, e para garantir o desenvolvimento e a manutenção de serviços ecossistêmicos essenciais para a natureza e a sociedade, como a produção de oxigênio e a captação de CO2, a prevenção de inundações por absorção de água, consolidação dos solos e redução da erosão, entre outros.

Funções das reservas naturais

Reservas Naturales
As reservas naturais ajudam a promover o desenvolvimento humano sustentável.

As principais funções das reservas naturais são:

  • Conservar a biodiversidade. As reservas naturais são fundamentais para a conservação da flora, da fauna e da biodiversidade em geral.
  • Manter os ecossistemas. As reservas naturais, mantendo processos ecológicos fundamentais e protegendo habitats, garantem a estabilidade dos ecossistemas e preservam-nos de eventuais perturbações naturais ou humanas.
  • Fomentar a pesquisa científica e a pesquisa científica. A informação resultante destas investigações não só contribui para o conhecimento acadêmico, como também serve de base para o desenvolvimento de estratégias de conservação e de gestão ambiental.
  • Valorizar os serviços ecossistêmicos. As reservas naturais desempenham um papel crucial na prestação de serviços ecossistêmicos que sustentam a vida. Desde a regulação do clima até a purificação da água, fornecimento de oxigênio e proteção contra a erosão, estas áreas são essenciais para o ser humano em geral e contribuem diretamente para o bem-estar das comunidades vizinhas.
  • Preservar o patrimônio cultural e paisagístico. Para além da sua importância ecológica, as reservas naturais também albergam paisagens e habitats com valor cultural e social. A preservação destes ambientes contribui para a identidade cultural das sociedades.

Tipos de áreas protegidas

Os principais tipos de áreas protegidas que existem são:

  • Parques nacionais. São áreas que buscam conservar a beleza cênica e paisagística de um lugar. É proibida qualquer exploração econômica, com exceção do turismo.
  • Monumentos naturais. São áreas, elementos naturais ou espécies vivas de animais ou plantas que têm interesse estético, cultural, histórico e científico. É importante lembrar da sua proteção absoluta.
  • Reservas nacionais. São áreas que buscam a preservação dos sistemas ecológicos. Permitem os assentamentos urbanos.
  • Reservas naturais estritas. São áreas nas quais se busca a manutenção sem perturbações dos processos biológicos e ecológicos essenciais. São proibidas todas as atividades que possam alterar estes processos.
  • Reservas naturais selvagens. São áreas de extensão considerável que conservam inalterada ou pouco modificada a qualidade silvestre do seu ambiente natural.
  • Reservas naturais de ensino. São áreas que, por sua localização contígua ou próxima às reservas naturais rigorosas ou silvestres, proporcionam oportunidades especiais de educação ambiental ou de interpretação da natureza. Os seus objetivos são ensinar os valores inerentes à proteção da biodiversidade.
  • Áreas marinhas protegidas. São áreas em que se busca conservar os ecossistemas marinhos. São proibidas as atividades esportivas, a pesca, os exercícios militares e a exploração econômica.

História das áreas naturais protegidas

Reservas Naturales
O Parque Nacional Real de Sydney, na Austrália, foi criado em 1903.

As primeiras tentativas de destinar áreas para a proteção da vida selvagem apareceram na antiguidade. Talvez a mais importante seja a do rei Devanampiya Tissa do Sri Lanka, no século III a.C., que procurou proteger os arredores da aldeia de Mihintale. Embora o conceito de “reserva natural” possa não ter sido aplicado nesse momento, a medida estabeleceu um precedente para a valorização da fauna e da flora na antiguidade.

O conceito moderno de “parque nacional” apareceu em 1872, com a designação do Parque Nacional Yellowstone, nos Estados Unidos. Este marco histórico não só estabeleceu o primeiro parque nacional do mundo, mas também serviu de impulso para a adoção de políticas de conservação em outras partes do planeta.

No final do século XIX e início do século XX, começou a ocorrer uma proliferação de reservas naturais em todo o mundo. O Parque Nacional Real de Sydney, na Austrália (1879) e o Parque Nacional Nahuel Huapi, na Argentina (1903) são exemplos emblemáticos da expansão global destas iniciativas de conservação.

Principais áreas naturais protegidas do mundo

Algumas das mais conhecidas reservas naturais do mundo são:

  • Reserva natural de Qiangtang, na China.
  • Reserva marinha das ilhas Galápagos, no Equador.
  • Área protegida das terras indígenas de Ngaanyatjarra, na Austrália.
  • Parque Nacional Yellowstone, nos Estados Unidos.
  • Parque Nacional Serenguéti, na Tanzânia.
  • Parque Nacional Yosemite, nos Estados Unidos.
  • Parque Nacional Kruger, na África do Sul.
  • Reserva Natural Tambopata, no Peru.
  • Parque Nacional Canaima, na Venezuela.
  • Reserva da Biosfera de Calakmul, no México.

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Reservas naturais. Enciclopedia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/reservas-naturais/. Acesso em: 20 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 11 janeiro, 2024
Data de publicação: 11 janeiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)