Geologia

Vamos explicar o que é a geologia, o que esta ciência estuda e os ramos em que se divide. Além disso, quais são suas características, usos e muito mais.

Geología
A geologia procura compreender os processos que formam o tempo geológico.

O que é geologia?

A geologia é a ciência que estuda a composição do planeta Terra e sua evolução. Os cientistas que se dedicam a esta disciplina são chamados de geólogos.

O estudo da geologia se divide em dois grandes ramos: a geologia física e a geologia histórica. A geologia física estuda os materiais que compõem a Terra e procura dar conta dos diferentes processos que acontecem sobre e abaixo da superfície do planeta. Por sua vez, a geologia histórica tem como objetivo compreender a origem da Terra e a sua evolução ao longo do tempo geológico.

A principal metodologia da geologia é a observação de campo e a análise dos processos que ocorrem na superfície e no interior da Terra. Parte da pesquisa também tem lugar em laboratórios, onde os materiais terrestres são analisados.

O conhecimento geológico também se nutre de outras disciplinas, que contribuem com a sua metodologia e seus conhecimentos para o estudo da Terra. As mais importantes são a física, a química e a biologia.

O termo geologia é composto de duas partes: geo, que significa Terra, e logos, que significa razão ou estudo, ou seja, trata-se do estudo da Terra. Há muitos debates sobre quem foi o primeiro cientista a usar este termo. Alguns afirmam que foi o naturalista italiano Ulisse Aldrovandi, outros dizem que foi o geólogo e meteorologista suíço Jean André Deluc, outros ainda o geólogo suíço Horace-Bénédict de Saussure, e também há os que dizem que foi o médico alemão Abraham Gottlob Werner.

Características da geologia

Algumas das principais características são:

  • Estuda a composição e a história geológica do planeta.
  • Divide-se em dois grandes ramos: a geologia física e a geologia histórica.
  • Divide a história do planeta em grandes períodos chamados de eras geológicas.
  • É o tronco comum de muitas outras ciências que derivam dela, tais como a paleontologia, a estratigrafia e a mineralogia.
  • Alimenta-se de disciplinas como a biologia, a física e a química.
  • Contribui com conhecimentos para identificar e prevenir riscos sísmicos e vulcânicos.

História da geologia

As perguntas sobre a origem, história e composição da Terra acompanham os seres humanos há milhares de anos. Antes do aparecimento da geologia como ciência, estas questões tentavam ser respondidas por filósofos, matemáticos e religiosos.

Durante os séculos XVII e XVIII, expandiu-se na Europa a doutrina do catastrofismo. Os catastrofistas acreditavam que as paisagens da Terra tinham sido criadas por grandes catástrofes súbitas. Foi apenas entre o final do século XVII e o início do século XVIII que a geologia foi constituída como uma ciência moderna.

James Hutton foi um médico escocês que, no final do século XVII, publicou a Teoria da Terra, uma obra considerada fundamental para a geologia. Nela, afirma que as leis físicas, químicas e biológicas que atuam na atualidade são as mesmas que o fizeram no passado. Além disso, procura demonstrar que os tempos de formação da Terra são muito lentos e que devem ser medidos em uma escala diferente dos tempos humanos.

Embora Hutton e outros cientistas da época pudessem determinar que os tempos geológicos eram muito longos, não tinham os métodos necessários para determinar com precisão a idade da Terra. Foi apenas no século XIX, com os métodos de datação relativa, que foi possível começar a precisar a idade e os momentos geológicos mais importantes da história do planeta.

Os métodos de datação relativa são técnicas que ajudam a determinar a ordem em que os eventos geológicos ocorreram. Eles são úteis para entender a sequência de eventos na história sem a necessidade de definir datas exatas.

O que estuda a geologia?

A geologia possui dois grandes ramos de conhecimento: a geologia física e a geologia histórica.

  • Geologia física. Dedica-se a estudar os processos e materiais que conformam a Terra. Seu principal objetivo é compreender como os processos geológicos funcionam e como interagem com os diferentes componentes do planeta. Entre os aspectos que abrange, incluem-se a mineralogia (estudo dos minerais); a petrologia (estudo das rochas); a geomorfologia (estudo da forma e da estrutura da superfície terrestre) e a sismologia (estudo dos terremotos).
  • Geologia histórica. Dedica-se a estudar a evolução da Terra ao longo do tempo geológico. Através da análise de estratos rochosos e fósseis, procura reconstruir a história do planeta e explicar como ela mudou ao longo de milhões de anos. Entre os aspectos que abrange, incluem-se a estratigrafia (estudo das camadas das rochas e da sua formação), a paleontologia (estudo dos fósseis), a cronoestratigrafia (estudo da subdivisão e da correlação do tempo geológico) e a paleoclimatologia (estudo do clima ao longo da história da Terra).

Ramos da geologia

Geología
A petrologia se dedica ao estudo da formação das rochas.

Como todas as ciências, a geologia tem um número importante de campos ou disciplinas centradas em aspectos específicos do conhecimento geológico. Algumas das mais importantes são:

  • Mineralogia. Dedica-se ao estudo dos minerais que se formaram durante a história geológica do planeta.
  • Petrologia. Dedica-se ao estudo da formação dos diferentes tipos de rochas.
  • Sedimentologia. Pesquisa depósitos de matéria orgânica e outras formas de sedimentos ao longo dos períodos geológicos.
  • Paleontologia. Foca-se no estudo dos fósseis para explicar as formas de vida no passado geológico da Terra.
  • Geologia estrutural. Interessa-se pela forma como as rochas e as camadas da Terra estão estruturadas, dispostas e deformadas. É fundamental para o estudo do risco sísmico.
  • Geologia econômica. Dedica-se ao estudo dos recursos minerais com uma perspectiva comercial. Centra-se na exploração, identificação, localização e extração dos recursos mineiros.
  • Geoquímica. Foca-se na composição química dos elementos que compõem o interior e a superfície da Terra.

Com que outras ciências a geologia se relaciona?

A paleontologia recorre à biologia para estudar restos fósseis.

Por sua natureza interdisciplinar, a geologia se relaciona com múltiplas ciências que proporcionam seu saber para o conhecimento da Terra. Algumas delas são as seguintes:

  • Biologia. A paleontologia, que é um ramo da geologia, relaciona-se com a biologia porque estuda os fósseis e a evolução dos seres vivos ao longo do tempo geológico. Além disso, as alterações geológicas podem influenciar a formação de habitats e a interação entre os seres vivos e o seu ambiente geológico.
  • Química. A geologia utiliza princípios da química para compreender a composição da Terra e os processos químicos que ocorrem no seu interior.
  • Física. A geologia utiliza princípios da física para estudar processos e fenômenos como terremotos, erupções vulcânicas e campos magnéticos. A sismologia, por exemplo, baseia-se na física das ondas sísmicas.
  • Matemática. A geologia utiliza ferramentas matemáticas para modelar e analisar dados geológicos, para interpretar dados sísmicos e geodésicos, e para calcular taxas de erosão, degradação e outros processos geológicos.

O tempo geológico

É conhecida como tempo geológico a história da formação do planeta, desde suas origens até hoje. Para isso, estabelece-se uma escala de medição do tempo organizada em extensos períodos denominados eras geológicas. As eras geológicas compreendem períodos de tempo extremamente longos em comparação com os tempos humanos.

Existem nove eras geológicas, ao longo das quais teve início o processo de formação e transformação da Terra, bem como o surgimento da vida, sua complexidade e sua diversificação em todo o planeta. As eras geológicas são:

  • Paleoarqueano
  • Mesoarqueano
  • Neoarquiano
  • Paleoproterozoico
  • Mesoproterozoico
  • Neoproterozoico
  • Paleozoico
  • Mesozoico
  • Cenozoico

O que um geólogo faz?

Geología - geólogo
Muitos geólogos trabalham em empresas mineiras ou de extração de hidrocarbonetos.

A mineração, a indústria dos hidrocarbonetos, os projetos hidrelétricos ou de engenharia civil (construção de rodovias e túneis, entre outros) requerem a participação de um geólogo. Os conhecimentos da dinâmica do interior da Terra é fundamental nos projetos que devem realizar perfurações e trabalhos embaixo do solo.

Além disso, o trabalho dos geólogos também é muito importante para alertar e prevenir riscos geológicos. Assim, suas tarefas são muito procuradas em organizações e empresas que se dedicam à prevenção de terremotos, tsunamis e erupções vulcânicas.

Por outro lado, a geologia fornece informação útil à astronomia, dado que o estudo da composição da Terra permite formular hipóteses sobre a composição de outros planetas.

Referências

  • Facultad de Ciencias Naturales y Museo (Universidad Nacional de La Plata). (s.f.). Licenciatura en Geología. https://www.fcnym.unlp.edu.ar/
  • Indeed. (2023). Conoce las ramas de la geología. https://www.indeed.com/
  • Tarbuck, E. y Lutgens, F. (2005). Ciencias de la Tierra. Una introducción a la geología física. Pearson Educación.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Geologia. Enciclopedia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/geologia/. Acesso em: 19 abril, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 18 março, 2024
Data de publicação: 18 fevereiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)