Polo Norte

Vamos explicar o que é o Polo Norte, suas características e seus tipos. Além disso, seu clima, flora e fauna, e ainda o que é uma aurora boreal e muito mais.

Polo Norte
O Polo Norte é um dos pontos geográficos no Ártico do hemisfério norte.

O que é o Polo Norte?

O Polo Norte é o ponto geográfico mais setentrional da Terra, ou seja, o lugar mais ao norte do planeta. Lá, convergem todos os meridianos e todas as direções apontam para o sul. Está situado sobre o oceano Ártico, a 90° de latitude norte.

Ao contrário do Polo Sul, situado no continente antártico, o Polo Norte não se encontra em nenhuma superfície continental, mas é composto por enormes blocos de gelo flutuando sobre as águas do oceano Ártico. Entre os dois polos, pode-se traçar uma linha imaginária, que é o eixo de rotação do planeta.

A região que circunda o Polo Norte é caracterizada por um clima polar glacial com temperaturas abaixo de zero graus todos os meses do ano e precipitações muito escassas, que geralmente não excedem os 200 milímetros durante o ano.

As primeiras pessoas a chegar ao Polo Norte foram o engenheiro italiano Umberto Nobile, o explorador norueguês Roald Amundsen e o explorador americano Lincoln Ellsworth, com outras treze pessoas. Partiram de Roma a bordo de um dirigível e, em 12 de maio de 1926, depois de vários dias de viagem, conseguiram sobrevoar o Polo Norte.

A palavra ártico deriva do termo grego arktos, que significa “urso”. Esta denominação se refere às constelações da Ursa Maior e da Ursa Menor, situadas no céu da área do Polo Norte e da região ártica.

Características do Polo Norte

Entre as principais características, destacam-se as seguintes:

  • É formado por enormes calotas de gelo sobre o oceano Ártico, ou seja, que não possui massa de terra continental.
  • É uma área que faz fronteira com a Rússia, Noruega, Dinamarca, Canadá e o estado do Alasca, nos Estados Unidos.
  • Tem um clima polar glacial, com temperaturas muito baixas durante todo o ano.
  • Tem pouquíssima flora e fauna, e tanto os animais como as plantas devem desenvolver adaptações para sobreviver ao ambiente.
  • É uma região onde se podem observar auroras boreais.
  • Existem a noite polar (um período em que o sol não nasce em nenhum momento do dia) e o dia polar (um período em que a luz solar está sempre presente).
  • Entre os povos que vivem nas zonas continentais próximas, estão os inuítes, os sámi, os chukchis, os nenets e os aleútes.

Polo Norte geográfico e Polo Norte magnético

Polo Norte - North Pole
O Polo Norte geográfico coincide com o ponto de rotação da Terra do hemisfério norte.

Ao falar do Polo Norte, pode-se estar aludindo a duas referências diferentes:

  • O Polo Norte geográfico. É o ponto geográfico da superfície da Terra que coincide com o vértice norte do eixo imaginário de rotação do planeta. No extremo oposto, está o Polo Sul.
  • O Polo Norte magnético. É a localização no sentido norte que marca a bússola e que cada ano sofre deslocamentos de 40 ou 50 quilômetros. Isto porque parte do núcleo da Terra não é sólido e isso influencia o campo magnético que gera.

Clima do Polo Norte

O clima do Polo Norte é o polar glacial. Nesta região, as temperaturas no inverno oscilam entre -46 ºC e -26 ºC, enquanto no verão se aproximam dos 0 ºC, mas quase nunca passam desta temperatura.

As precipitações são muito escassas, raramente superiores a 200 milímetros por ano, e ocorrem sempre sob a forma de neve. Outra característica do clima polar glacial são os ventos intensos, que contribuem para diminuir notavelmente a sensação térmica.

Chama-se “dia polar” o fenômeno que se caracteriza pela presença da luz solar durante as 24 horas do dia. Isto acontece porque, estando no extremo do planeta, o Polo Norte fica sempre de frente para o sol durante o verão, apesar da rotação da Terra. No Polo Sul, na mesma época, tem lugar a “noite polar”, na qual não aparece a luz solar em nenhum momento do dia. Este fenômeno se inverte nos dois polos ao mudar as estações.

População do Polo Norte

Os inuítes são habitantes nativos que vivem no norte da América.

Como não está localizado sobre uma superfície continental, o Polo Norte está desabitado. No entanto, nas zonas continentais próximas foram estabelecidas pequenas comunidades indígenas, entre as quais se destacam:

  • Os inuítes. São um grupo de povos indígenas que vivem principalmente no Canadá, Groenlândia, Alasca (Estados Unidos) e partes da Sibéria (Rússia). São conhecidos pela sua capacidade de se adaptarem às duras condições do Ártico e desenvolveram uma cultura baseada na caça, na pesca e na colheita. Tradicionalmente, vivem em casas feitas de blocos de gelo e neve chamados iglus. Estima-se que cerca de 170 mil pessoas compõem esta cidade.
  • Os sámi. São um povo indígena que ocupa partes do norte da Noruega, Suécia, Finlândia e península de Kola (Rússia). São conhecidos pelo seu modo de vida tradicional, baseado na criação de renas, na pesca e na caça. Estima-se que cerca de 82 mil pessoas compõem este povoado.
  • Os chukchis. São um grupo étnico que vive na região de Chukotka, no extremo nordeste da Sibéria (Rússia). Estas terras foram habitadas durante milhares de anos e tradicionalmente dedicadas à caça, pesca e à criação de renas. Estima-se que cerca de 10 mil pessoas compõem este povoado.
  • Os nenets. São um grupo de pastores de renas que vivem na península de Iamal, no noroeste da Sibéria (Rússia). Sua forma de vida gira em torno da criação de renas, que fornece alimentos, roupas e abrigo. Sua cultura é caracterizada pela estreita relação com a natureza e a habilidade de se mover através de vastas extensões de tundra. Estima-se que cerca de 40 mil pessoas compõem este povoado.
  • Os aleútes. São um grupo indígena que historicamente viveu nas ilhas Aleutas e Pribilof, que se estende do sudoeste do Alasca até o leste do mar de Bering. Tradicionalmente, os aleútes caçavam mamíferos marinhos e pescavam, e a sua cultura está estreitamente ligada ao ambiente marinho. Estima-se que cerca de 18 mil pessoas compõem este povoado.

O Conselho do Ártico é um fórum de cooperação intergovernamental que reúne Estados e povos originários da região do Ártico. Propõe-se realizar políticas de conservação do meio natural, de cuidado com o ambiente e os ecossistemas. Os Estados participantes são os Estados Unidos, o Canadá, a Islândia, a Dinamarca, a Finlândia, a Noruega, a Suécia e a Rússia.

Flora do Polo Norte

flora del polo norte
A vegetação do Polo Norte é característica do bioma da tundra.

A flora da região polar ártica é pouco variada e se estende pelas zonas litorâneas das massas continentais que circundam os blocos de gelo. As plantas destas regiões estão adaptadas às condições climáticas extremas. Geralmente crescem perto das rochas para se protegerem dos ventos, desenvolvem estruturas subterrâneas para armazenar nutrientes e podem realizar a fotossíntese com pouquíssima luz solar.

Alguns exemplos da flora que pode ser encontrada no Polo Norte são os líquenes que crescem sobre as rochas e as algas que se agarram às formações de gelo.

Fauna do Polo Norte

fauna del polo norte
O urso polar vive no Polo Norte, mas não no Polo Sul.

A fauna do Polo Norte está formada por animais capazes de suportar baixas temperaturas e duras condições climáticas. Suas principais adaptações são o isolamento térmico (com densos pelos e espessas camadas de gordura que lhes permitem se manter quentes), a hibernação (a capacidade de entrar em sono prolongado para reduzir ao mínimo o gasto de energia) e a migração (para escapar dos frios mais intensos e conseguir alimentos).

Entre os principais exemplos de animais árticos, destacam-se o urso polar (que habita apenas no Polo Norte), a morsa, a foca, a baleia da Gronelândia, o boi, a beluga, a raposa-do-ártico e diversas aves, como o charran ártico ou o ganso branco.

As auroras boreais

A aurora boreal é um dos fenômenos atmosféricos do Polo Norte.

A aurora é um fenômeno atmosférico que se produz nas regiões polares devido à interação entre a energia do campo magnético da Terra, a intensidade dos ventos solares e os gases atmosféricos. No Polo Norte, chama-se aurora boreal, enquanto no Polo Sul se chama aurora austral.

A aurora boreal se produz na camada externa da atmosfera, na qual se encontram partículas energéticas que são atraídas pelo campo magnético da Terra e que, com os gases atmosféricos, produzem uma luz de cores que oscila entre tons de verde, azul, amarelo, roxo e vermelho. Geralmente ocorre no final do outono, no inverno e no início da primavera do hemisfério norte.

Turistas de todo o mundo se aproximam das regiões próximas ao Polo Norte para poder observar as auroras boreais. É uma grande atração no norte do Canadá, na Islândia e no norte da Europa, em países como a Noruega, a Finlândia e a Suécia.

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Polo Norte. Enciclopedia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/polo-norte/. Acesso em: 20 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 12 janeiro, 2024
Data de publicação: 12 janeiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)