Saturno

Vamos explicar o que é Saturno, sua localização no Sistema Solar e dimensões. Além disso, quais são as suas características, clima e composição geológica.

Saturno
Saturno foi observado pela primeira vez em 1610.

O que é Saturno?

Saturno é um planeta do Sistema Solar, o terceiro mais distante do Sol e o segundo maior. É um dos pontos mais brilhantes no céu noturno, devido principalmente à reflexão da luz solar em sua atmosfera e em seus anéis. A sua visibilidade e brilho aparente fazem dele um dos objetos mais notáveis para os observadores do céu desde a Antiguidade.

Antes da invenção do telescópio, os astrônomos observavam os movimentos dos planetas a olho nu. Saturno chamava a atenção porque parecia se mover mais lentamente em comparação com outros objetos no céu.

Galileu Galilei foi o primeiro a observar Saturno através de um telescópio em 1610, mas suas observações eram confusas e não pode compreender a natureza dos anéis. Foi Christiaan Huygens, em 1659, quem observou o planeta com maior clareza e conseguiu descrever um anel fino que se via ao redor dele, mas que não o tocava em nenhum ponto.

Saturno caracteriza-se por ser composto principalmente por gases e não ter uma superfície sólida. Os gases mais abundantes são o hidrogênio e o hélio. Acredita-se que o planeta possa ter um núcleo sólido, mas é apenas uma hipótese.

O clima de Saturno é muito frio. Por sua distância em relação ao sol, a temperatura de sua atmosfera é de -176 °C aproximadamente.

Saturno recebe esse nome de um dos deuses da mitologia romana. Saturno era considerado o deus da colheita e da agricultura. Como é o planeta que ao longo do ano se pode observar durante mais tempo no firmamento, os romanos decidiram nomeá-lo desse modo em honra a um de seus deuses mais importantes.

Características de Saturno

As principais características de Saturno são:

Tem um diâmetro de 120 660quilômetros, o que faz dele o segundo maior planeta do Sistema Solar.

  • Fica a 448 milhões de quilômetros do Sol.
  • Sua temperatura média é de -176 °C.
  • Tem uma composição principalmente gasosa.
  • Está rodeado por um sistema de dez anéis.
  • Tem mais de 80 satélites naturais.
  • Foi explorado em quatro ocasiões ao longo dos anos.

Localização e dimensões de Saturno

A órbita de Saturno está atrás da órbita de Júpiter, a 1448 milhões de quilômetros do Sol, além do Cinturão de Asteroides que divide o Sistema Solar. Uma volta completa ao redor do Sol leva 29 anos e 167 dias terrestres. Devido à sua composição gasosa, a sua rotação é muito difícil de calcular, mas se acredita que é muito rápida e pode levar cerca de 10 horas e 33 minutos.

Saturno tem 120 660 quilômetros de diâmetro. Apesar do seu enorme tamanho, a densidade é inferior à da água, o que o torna o planeta menos denso que se conhece. Isto significa que, se o pusesse sobre uma superfície de água, Saturno flutuaria.

Composição de Saturno

Saturno, como todos os outros planetas que compõem o Sistema Solar, tem uma origem incerta. Os cientistas estimam que se formou pelo resfriamento e condensação da matéria restante da nuvem gasosa da qual nasceu o Sol. No entanto, ao contrário dos planetas rochosos ou interiores, Saturno manteve a sua composição quase totalmente gasosa.

A informação sobre a estrutura interna de Saturno é obtida principalmente através de observações e modelos teóricos. Acredita-se que no centro há um núcleo sólido composto principalmente de rocha e metal, com um diâmetro estimado de cerca de 25 mil quilômetros.

Embora não tenha uma superfície sólida, a observação dos sistemas de anéis e luas de Saturno oferece informação valiosa sobre a sua geologia. Os anéis são formados por gelo e rocha, que vão desde pequenas partículas de pó até grandes objetos rochosos.

As luas de Saturno também mostram uma variedade de características geológicas que incluem crateras e montanhas, e podem ser evidência da atividade geológica de Saturno no passado e no presente.

Atmosfera de Saturno

A atmosfera de Saturno é maioritariamente composta de hidrogênio (96%) e apenas 3% de hélio e outros elementos. Estima-se que, no seu interior, o hidrogênio se encontra comprimido até se tornar líquido. Pelo contrário, na superfície do planeta podem ser encontradas nuvens de cristais de amoníaco ou de hidrossulfato de amoníaco. Esta composição lhe dá a cor entre amarelo e alaranjado, que aparece em diversas faixas semelhantes às de Júpiter.

A temperatura média em Saturno ronda os -176 °C. Em sua atmosfera, se desenvolvem tempestades de grande tamanho, que formam manchas brancas observáveis em sua superfície. Este fenômeno recebeu o nome de “Grande Mancha Branca” e foi observado pela primeira vez em 1867 pelo astrônomo americano Asaph Hall.

Anéis de Saturno

As partículas dos anéis de Saturno podem ter vários metros de diâmetro.

Saturno possui um sistema de dez anéis que rodeiam o planeta. Foram avistados pela primeira vez por Galileu Galilei em 1610. Trata-se de um sistema complexo composto principalmente por partículas de água gelada, material rochoso e pó. Estes anéis não formam uma camada contínua, mas são constituídos por inúmeras partículas que variam em tamanho, desde pequenos grãos até fragmentos maiores.

A extensão dos anéis é medida ao longo do equador de Saturno e vai de 6630 a 120 700 quilômetros aproximadamente. Os anéis de Saturno não são homogêneos, mas apresentam variações na densidade e estrutura ao longo da sua extensão.

Satélites de Saturno

Titan - luna - Saturno
Titã é o maior satélite de Saturno e o segundo do Sistema Solar.

Saturno apresenta mais de 80 corpos celestes que foram identificados e catalogados em órbita à sua volta. Entre as luas mais destacadas estão:

  • Titã. É a maior lua de Saturno. Com um diâmetro de aproximadamente 5150 quilômetros, é maior que o planeta Mercúrio. Foi descoberta em 1655.
  • Reia. Apresenta uma superfície composta principalmente por água e gelo, com um diâmetro de cerca de 1528 quilômetros. Foi descoberta em 1672.
  • Dione. Apresenta uma paisagem marcada por penhascos escarpados e planícies escuras, com um diâmetro aproximado de 1122 quilômetros. Sua superfície é composta principalmente de gelo. Foi descoberta em 1684.
  • Tétis. É conhecida por sua enorme cratera Odisseu, de 400 quilômetros de diâmetro, e seu grande cânion chamado Ithaca Chasma, de 2 mil quilômetros de comprimento. Tem um diâmetro aproximado de 1062 quilômetros. Foi descoberta em 1684.
  • Jápeto. Tem um diâmetro de 1436 quilômetros. Consiste principalmente de gelo. Foi descoberta em 1671.

Explorações em Saturno

Saturno
Em 2004, a sonda Cassini orbitou Saturno e se aproximou dos anéis.

Este planeta distante foi explorado pela humanidade em quatro ocasiões:

  • Pioneer 11. Esta sonda foi lançada em 1973. Sobrevoou Saturno em 1979, a uma distância de 20 mil quilômetros de suas nuvens superiores.
  • Voyager 1. Esta sonda foi lançada em 1977 junto com a Voyager 2. Aproximou-se a 124 200 quilômetros de Saturno e a menos de 6500 quilômetros de Titã, seu principal satélite.
  • Voyager 2. Esta sonda foi lançada em 1977 e aproximou-se de Saturno em 1982.
  • Cassini. Esta sonda foi lançada em 1997 e chegou a Saturno em 2004. Orbitou o planeta durante treze anos e aproximou-se de seus anéis. Sua missão terminou em 2017.

Curiosidades de Saturno

Em 2004, a sonda Cassini orbitou Saturno e aproximou-se dos anéis.

Saturno apresenta algumas peculiaridades, incluindo:

  • Anéis. Saturno é conhecido por seu complexo sistema de anéis, compostos por partículas de gelo, poeira e rochas.
  • A lua gigante. A maior lua de Saturno, Titã, é a segunda maior do Sistema Solar.
  • O hexágono no polo norte. No pólo norte de Saturno há um misterioso hexágono, um padrão geométrico único. A formação e persistência deste fenômeno é ainda objeto de estudo científico.
  • Rotação rápida. Apesar de ser um gigante gasoso, Saturno tem uma rotação rápida. Um dia em Saturno dura aproximadamente 10 horas e 33 minutos em termos terrestres.
  • A baixa densidade. Apesar do seu tamanho imenso, Saturno tem uma densidade anormalmente baixa. Se pudesse estar em um oceano suficientemente grande, flutuaria devido à sua baixa densidade.

Continue com:

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Saturno. Enciclopédia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/saturno/. Acesso em: 11 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 20 maio, 2024
Data de publicação: 20 maio, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)