Paleolítico

Vamos explicar o que é o Paleolítico e quais são as etapas deste período. Além disso, suas características gerais e desenvolvimento social alcançado.

paleolítico
Durante o Paleolítico surgiu a arte rupestre.

O que é paleolítico?

O termo paleolítico vem do grego e significa “pedra antiga”. Refere-se à etapa inicial da Idade da Pedra, à qual se seguiram o Mesolítico e o Neolítico, momento em que acaba este período.

O Paleolítico começou com a aparição do homem há cerca de 2,5 milhões de anos e se estendeu até os 10 mil anos a.C. Foi a etapa mais prolongada da Idade da Pedra e se caracterizou pelo uso de ferramentas muito rudimentares (como a pedra esculpida), o controle do fogo e a prática da caça, pesca e da colheita.

As ferramentas de pedra foram os primeiros artefatos culturais que os historiadores empregaram para reconstruir a vida dos seres humanos durante o Paleolítico. Além disso, foram encontrados vestígios de pinturas rupestres nas cavernas com cenas de colheita de frutos e de práticas de caça realizadas em grupos.

Características do Paleolítico

As principais características são:

  • Começou há 2,5 milhões de anos e terminou há 10 mil anos a.C.
  • Os grupos sociais da época eram nômades e costumavam se mobilizar em comunidades pequenas.
  • As principais atividades de subsistência eram a colheita de frutos e a caça.
  • Durante esta fase, o fogo foi descoberto e controlado.
  • Os seres humanos se refugiavam em cabanas precárias e cavernas (daí o nome “cavernícolas” que também receberam os humanos deste período).
  • Foram fabricadas as primeiras ferramentas rudimentares, feitas com pedras partidas. Logo se incluíram outros materiais, como a madeira e o osso.
  • Praticava-se a pesca, desenvolvida pelo homem de Neandertal.
  • A arte surgiu como evidência de desenvolvimento cultural.
  • Desenvolveu-se uma linguagem primitiva que permitiu a formação de estruturas sociais mais complexas.

Etapas do Paleolítico

O grande evento do Paleolítico inferior foi a descoberta e controle do fogo.

O período do Paleolítico divide-se em três etapas:

  • Paleolítico inferior. Começou há 2,5 milhões de anos e terminou há 250 mil anos. Os humanos eram nômades e se refugiavam em cavernas para se protegerem do frio e dos animais selvagens. O grande evento deste período foi a descoberta e controle do fogo.
  • Paleolítico médio. Começou há 250 mil anos e terminou há 30 mil a.C. Os humanos, em contínua evolução, alcançaram a fase de homem de Neandertal, que se caracterizou por sua sofisticada inteligência e por melhorar as armas que utilizavam para a caça.
  • Paleolítico superior. É a terceira etapa, que abrangeu de 30 mil até 10 mil anos a.C. Neste período se encontra a maior quantidade de evidências do desenvolvimento artístico da época, como as pinturas rupestres e pequenas esculturas de argila ou osso. A evolução do humano atingiu a fase de homem de Cro-magnon, com uma maior capacidade de se comunicar.

Desenvolvimento social no Paleolítico

Paleolítico - Edad de Piedra
No Paleolítico, foram fabricadas e aperfeiçoadas ferramentas.

O período Paleolítico foi caracterizado por:

  • As populações eram nômades e costumavam se mobilizar em pequenas tribos ou grupos pequenos.
  • As atividades principais eram a colheita de frutos e a caça.
  • A descoberta do fogo ocorreu durante o Paleolítico Inferior.
  • O homem se refugiava em cabanas precárias e cavernas (daí a origem do nome “cavernícolas” que também receberam os humanos deste período).
  • Foram fabricadas as primeiras ferramentas rudimentares, feitas com pedras partidas. Logo melhoraram e incluíram materiais como a madeira e o osso.
  • A arte surge como evidência do desenvolvimento cultural.
  • Praticava-se a pesca, desenvolvida pelo homem de Neandertal (durante o Paleolítico inferior).
  • A linguagem primitiva permitiu o desenvolvimento de estruturas sociais.

Desenvolvimento social no Paleolítico

No Paleolítico, os humanos desenvolveram a divisão de tarefas.

Durante a última etapa do Paleolítico, os humanos desenvolveram a capacidade de se comunicar, o que lhes permitiu se organizar em populações com maior número de integrantes. Por isso, tiveram que começar a implementar a divisão de papéis e funções dentro do grupo familiar.

Nesta divisão de tarefas, os homens saíam para caçar e se ocupavam de proteger as mulheres e as crianças. Por sua vez, as mulheres cuidavam das crianças, da colheita de frutos e do trabalho das peles dos animais para usá-las como abrigo e na construção de habitações.

Economia do Paleolítico

As atividades econômicas nas primeiras etapas do Paleolítico estavam dominadas pela colheita de vegetais e frutas para a alimentação. Os Australopithecus e os Homo habilis eram, em sua maioria, seres herbívoros ou onívoros, que dependiam de recursos vegetais para seu sustento diário. No início do Paleolítico, a caça era uma atividade econômica pouco desenvolvida.

À medida que os primeiros hominídeos evoluíram e as suas ferramentas melhoraram, a caça se tornou mais importante na economia das sociedades paleolíticas. Com o aparecimento do Homo erectus, a caça se tornou uma atividade econômica muito importante, pois já tinha a anatomia e as ferramentas necessárias para caçar animais maiores e processar a carne de forma eficiente.

Durante todo o período, a atividade econômica foi predadora. Isto significa que, uma vez esgotados os recursos de um território, os grupos humanos se deslocavam para outras zonas, na busca de novos alimentos.

Tecnologia do Paleolítico

Nas etapas iniciais do Paleolítico, as ferramentas eram rudimentares e feitas principalmente de pedra. Com os Homo habilis, apareceram ferramentas de pedra mais elaboradas que incluíam machados de mão e percutores. Estes projetos melhorados lhes permitiram realizar uma variedade de tarefas, como cortar carne e trabalhar madeira e ossos.

Além disso, estas ferramentas eram utilizadas não só para tarefas quotidianas, mas também a utilizavam como armas para a caça e a defesa. Assim, as novas tecnologias facilitaram a obtenção de recursos naturais e a fabricação de objetos essenciais para a vida cotidiana.

À medida que o tempo passou, a evolução dos hominídeos permitiu implementar outras melhorias na fabricação de ferramentas, como pontas de setas e lanças, que foram utilizadas na caça aos animais maiores.

Crenças do Paleolítico

A partir do estudo do Paleolítico, surgiram diversas teorias em torno do comportamento religioso e espiritual dos primeiros seres humanos. Pensa-se que os habitantes deste período poderiam ter desenvolvido práticas sofisticadas relacionadas com os defuntos e com as cerimônias funerárias.

Isto resulta da descoberta de evidências que sugerem que os mortos foram enterrados para protegê-los dos animais de rapina. Além disso, às vezes, restos humanos foram encontrados com o que poderiam ser oferendas (restos de animais e de estatuetas de arte que eles mesmos elaboravam).

Estes achados permitem supor que as primeiras civilizações humanas consideravam muito importante honrar e cuidar dos mortos, e inclusive algumas teorias também sugerem que acreditavam na vida depois da morte.

Continue com:

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Paleolítico. Enciclopedia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/paleolitico/. Acesso em: 19 abril, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 21 fevereiro, 2024
Data de publicação: 21 fevereiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)