Aridoamérica

Vamos explicar o que é a Aridoamérica e quais foram as culturas que a habitaram. Além disso, suas atividades econômicas, relevo, clima, flora e fauna.

O conceito de Aridoamérica foi proposto pelo antropólogo americano Paul Kirchhoff.

O que é a Aridoamérica?

Chama-se Aridoamérica a uma grande região que corresponde aos territórios atuais do norte do México e do sudoeste dos Estados Unidos.

Essa região abrange quase todo o território dos estados mexicanos de Tamaulipas e Nuevo León, a região norte de San Luis de Potosí, Zacatecas, Durango e toda Coahuila. Também compreende a Baixa Califórnia e a Baixa Califórnia do Sul, uma grande parte de Chihuahua, partes de Sonora, Hidalgo, Guanajuato, Querétaro, Jalisco, Sinaloa e Aguascalientes.

Nos Estados Unidos, abrange os estados da Califórnia, Nevada, Utah, Novo México e partes do Texas e do Arizona.

O conceito de Aridoamérica foi proposto pelo antropólogo Paul Kirchhoff em 1943 para definir essa região climática e cultural caracterizada por um clima muito seco e pela prática de atividades econômicas e sociais adaptadas a essa aridez.

Clima, flora e fauna da Aridoamérica

aridoamerica fauna
O carneiro-selvagem é um dos poucos adaptados à região.

A Aridoamérica é caracterizada por extensas planícies áridas localizadas no meio de duas grandes elevações: as cordilheiras no leste e no oeste da Sierra Madre.

A vida nas montanhas influenciou a cultura dos povos nativos da região, cuja maioria vivia em cavernas e desenvolveu muitas ferramentas de pedra.

O clima da Aridoamérica é caracterizado pela escassez de chuvas, com registros de precipitação anual de menos de 400 milímetros por ano. Quanto às temperaturas, são altas durante a maior parte do ano, com as máximas no verão que registram 45 °C. No entanto, devido à grande amplitude térmica, as temperaturas noturnas podem cair até 0 °C.

No que diz respeito à flora, os organismos existentes estão condicionados à aridez, por isso predomina a vegetação xerófita, que se adapta à falta de chuvas. As plantas com raízes muito profundas e capazes de armazenar água em seus tecidos, como cactos, arbustos xerófitos sazonais e yuccas são numerosas.

Por sua vez, a fauna também está adaptada à aridez. Predominam os répteis, alguns mamíferos (como raposas e coiotes) e uma grande variedade de insetos (como aranhas e besouros).

Os rios da Aridoamérica são caracterizados por seu baixo fluxo. Contudo, foram e são importantes para as comunidades da região porque fornecem água para consumo humano e agricultura. Os mais importantes são o rio Colorado e o rio Grande, que servem como limite natural entre os Estados Unidos e o México em algumas partes de seu curso.

Atividades econômicas da Aridoamérica

A beleza paisagística dos desertos da região atrai turistas do mundo inteiro.

As difíceis condições de vida no deserto condicionam as atividades produtivas das pessoas que habitaram e ainda habitam essa região.

As culturas primitivas eram principalmente nômades, moviam-se pelo deserto em busca do escasso alimento que havia. A caça e a coleta eram suas principais atividades econômicas. Acredita-se também que eles tenham procurado desenvolver alguma forma de agricultura, principalmente nos períodos de chuvas.

As principais atividades econômicas atuais são:

  • Agricultura e pecuária. Cultiva-se o milho e o feijão, pois são resistentes à aridez, assim como cria-se animais como cabras e ovelhas, pois se adaptam à baixa pluviosidade .
  • Produção de energia. Existem locais de extração de petróleo e gás. Além disso, por conta de suas características naturais, é uma região altamente explorada para a produção de energias renováveis, como a solar e a eólica.
  • Mineração. Minerais como cobre, prata e ouro são extraídos das serras e montanhas da região.
  • Turismo. Os sítios arqueológicos e a beleza paisagística dos desertos atraem turistas que vêm à região para conhecer a sua cultura e as suas paisagens.
  • Comércio de artesanato. O comércio de artesanato criado pelas comunidades indígenas é uma importante fonte de emprego para a região.

Culturas da Aridoamérica

A região montanhosa da Sierra Madre Ocidental foi o lar de diversos povos originários da Aridoamérica.

A Aridoamérica era habitada por diferentes povos pré-colombianos, como os acaxee, caxcán, cochimí, cucapá, guachichil, guamaré, guaycura, guarijo, huichol, kumiai, mogollón, opata, hohokam, pai pai, pericú, tarahumara, tecuexe, tepecanos, yaqui e zacatecos.

Essas culturas foram agrupadas em duas sub-regiões culturais na Aridoamérica:

  • Sierra de Tamaulipas. Essa região, localizada no nordeste do México, foi o local de importantes descobertas arqueológicas, como alguns dos primeiros registros de agricultura no continente americano. Suas áreas mais populosas foram Cañón del Diablo, Cueva del Diablo, Cueva de Nogales e Cueva de la Perra.
  • Deserto de Chihuahua. Uma região que abrange os estados mexicanos de Chihuahua, Coahuila, Durango e Nuevo León. É o maior deserto da América do Norte, com uma extensão de mais de 300 mil quilômetros quadrados.

Povos originários da Aridoamérica

aridoamerica pueblos pinturas rupestres
As pinturas rupestres são alguns dos legados culturais deixados pelos povos originários da Aridoamérica.

A maioria das culturas aridomericanas era nômade e não se estabeleceu em um só lugar, por isso há poucas evidências de sua organização econômica e social.

Contudo, algumas pinturas rupestres e legados de sua cultura e trabalho persistem até hoje, tais como ferramentas para arar a terra (de povos sedentários), armas para caçar animais (de povos nômades), cerâmica e depósitos funerários (tumbas).

Oasisamérica

A Oasisamérica é uma região aridoamericana, caracterizada por uma maior disponibilidade de recursos hídricos nesse ambiente árido.

Difere da Aridoamérica pelo fato de que, entre 500 a.C. e 1500 d.C., a população que habitava essa área conseguiu usar as técnicas agrícolas mesoamericanas e também os rios Gila e Assunção para superar o nomadismo e adotar o sedentarismo como modo de vida e produção de alimentos.

Seus assentamentos se expandiram para a região dos atuais Arizona, Novo México e Califórnia, nos Estados Unidos, e Sonora e Chihuahua, no México.

As culturas oasisamericanas foram diversas e organizadas em três grandes regiões culturais: Anasazi, Mogollón e Hohokam. Em alguns casos, essas culturas desenvolveram moradias de barro e agricultura permanente.

Referências

  • Arqueología mexicana (s.f). Oasisamérica. ArqueologiaMexicana
  • Gil, A. (2022). El mapa de los climas de América del Norte. ElOrdenMundial
  • Semarnat (s.f). Atlas digital geográfico de México. Secretaría de Medio Ambiente y Recursos Naturales. Semarnat
  • UNAM (s.f). Aridoamérica. Universidad Nacional Autónoma de México. PortalAcademico

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

SPOSOB, Gustavo. Aridoamérica. Enciclopédia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/aridoamerica/. Acesso em: 7 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Gustavo Sposob

Professor de Geografia do ensino médio e superior (UBA).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 25 março, 2024
Data de publicação: 14 julho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)