Análise SWOT (ou FOFA)

Vamos explicar o que é a análise SWOT, suas variáveis e características. Além disso, sua importância, exemplos e o que é a análise CAME.

análisis FODA
A análise SWOT permite conhecer o estado de situação de uma organização no mercado.

O que é a análise SWOT?

A análise SWOT (ou FOFA ) é uma técnica que permite conhecer o estado de situação de uma organização, produto, serviço ou projeto em um contexto ou mercado determinado. Seu nome é uma sigla em inglês formada pela primeira letra das seguintes palavras: StrengthsWeaknesseOpportunities e Threats.

O objetivo da análise SWOT é fornecer dados para a tomada de decisões e elaborar um plano estratégico de negócios. Os dados surgem a partir da análise, tanto das vantagens competitivas e das debilidades da organização, como das oportunidades e ameaças do mercado que podem impactar no negócio.

  • Por exemplo: Uma empresa que vai lançar um novo produto precisa primeiro realizar uma análise SWOT para saber quais são as qualidades que deve ter esse produto para se destacar da concorrência.

Em português, a análise SWOT também se chama FOFA devido à tradução das palavras que formam a sigla: Fortalezas, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças.

PONTOS IMPORTANTES

  • A análise SWOT é uma ferramenta que permite estudar uma situação de negócio.
  • Pode ser utilizada para analisar o desempenho de uma organização, de um produto ou de um serviço.
  • Permite obter dados sobre as fortalezas, as oportunidades, as ameaças e as debilidades de um negócio para otimizar a tomada de decisões.

Características da análise SWOT

A análise SWOT compreende quatro fatores principais que compõem a sigla do seu nome e que se agrupam em dois tipos de variáveis: internas e externas à organização.

VARIÁVEIS INTERNAS DA ORGANIZAÇÃO

Fortalezas. Correspondem às variáveis internas e positivas que estão relacionadas com os atributos, vantagens diferenciais e todas as qualidades que tem o elemento a analisar (que pode ser um serviço, um negócio, um produto) e que o destaca dos concorrentes.

Para conhecer as fortalezas devemos responder às seguintes perguntas:

  • Quais vantagens oferece em relação à concorrência direta?
  • Quais benefícios traz para os consumidores?
  • Minimiza o seu impacto ambiental e é sustentável?

Fraquezas. Correspondem às variáveis internas e negativas que estão relacionadas com as deficiências e aspectos que devem melhorar o elemento a analisar (produto, serviço, negócio) para ser rentável, competitivo e sustentável no mercado.

Para conhecer as fraquezas devemos responder às seguintes perguntas:

  • Porque os clientes escolhem os concorrentes em vez de escolherem a nossa proposta?
  • Satisfaz as expectativas dos clientes?
  • Analisa o impacto que sua atividade gera no meio ambiente?

VARIÁVEIS FORA DA ORGANIZAÇÃO

Oportunidades. Correspondem às variáveis externas e positivas que estão relacionadas com o momento ou circunstância do ambiente em que o nosso negócio se desenvolve e que pode significar um benefício para a organização. Por exemplo: Uma nova legislação que facilita a exportação do meu produto para vender no exterior.

Para conhecer as oportunidades devemos responder às seguintes perguntas:

  • Qual é a modificação que podemos fazer em nosso negócio para que satisfaça uma necessidade extra, além daquela para a que foi criada?
  • Quais são as necessidades demandadas no mercado atual e como responde nosso negócio a essas demandas?
  • Quais são as limitações que os concorrentes têm para se expandir? Podemos superar alguma dessas limitações?

Ameaças. Correspondem às variáveis externas e negativas que estão relacionadas com os problemas e as novidades do ambiente em que se desenvolve o nosso negócio. Compreende a situação do mercado e dos concorrentes diretos, que pode afetar em maior ou menor medida a nossa atividade.

Para conhecer as ameaças devemos responder às seguintes perguntas:

  • As leis locais sobre comercialização e manufatura nos prejudicam?
  • Podemos afrontar o aumento dos preços das matérias-primas?
  • Como nos afetam as novas legislações?
  • Surgiram novos concorrentes que oferecem algo diferente?

Exemplo de análise SWOT

Uma proposta para realizar a análise SWOT de um negócio é anotar em forma de lista e em colunas as variáveis internas e externas conforme correspondam com as fortalezas, oportunidades, fraquezas e ameaças, além de somar as respectivas sugestões ante cada análise. Dessa maneira, podemos detectar se predominam as vantagens ou desvantagens e quais ações são possíveis para cada instância.

A seguir está o exemplo de uma empresa que fabrica uma linha de sabonetes para o cuidado da pele e quer realizar uma análise SWOT de seu produto:

FORTALEZAS

Qual é a nossa vantagem diferencial no mercado? A qualidade das matérias-primas que são naturais e 100% puro vegetal.

Dica: Manter a qualidade e processos de trabalho.

OPORTUNIDADES

Qual é a principal necessidade para os consumidores deste tipo de produtos? Utilizar uma embalagem segura e que não gere desperdícios, algo que no mundo do marketing se conhece como zero waste, expressão em inglês que significa “resíduo zero”.

Dica: Manter a nossa embalagem reutilizável de tecido de algodão orgânico feita por funcionários de organizações que trabalham de forma digna.

FRAQUEZAS

Qual é a nossa principal desvantagem? O reduzido alcance de logística para comercializar nossos produtos em todo o país e no exterior.

Dica: Estabelecer acordos com cadeias e pontos de venda de negócios que não se relacionem de forma direta com nosso ramo, mas que compartilhem os mesmos valores. Por exemplo: armazéns que vendem produtos alimentares a granel e que comercializam frequentemente produtos industrializados que promovem o comércio justo e uma alimentação saudável.

AMEAÇAS

Qual é a nossa principal ameaça? As novas regulamentações, emitidas pela entidade reguladora e fiscalizadora estatal, exigem mais instâncias de análise e monitoramento para a conservação e a logística dos produtos de cosmética, o que representa elevados custos para realizar os testes, trâmites e formulários.

Dicas: Avançar o mais rapidamente possível com um serviço de assessoria para realizar o trâmite solicitado pela entidade reguladora e obter um certificado de “autorização pendente” e poder continuar comercializando os lotes já produzidos. Além disso, aumentar moderadamente os preços dos próximos lotes de produtos para afrontar estes gastos.

Importância da análise SWOT

análisis FODA
A análise SWOT permite que a empresa realize um planejamento estratégico bem-sucedido.

A análise SWOT é uma técnica que permite estudar certos fatores internos e externos da organização para compreender o estado de situação do negócio no mercado.

É importante realizar uma análise SWOT, tanto para o início de um negócio ou lançamento de um produto, como durante o seu desenvolvimento, porque permite orientar a organização para realizar um planejamento estratégico bem-sucedido, após identificar suas fortalezas e suas fraquezas.

Nos negócios nem sempre se dão as condições ideais de comercialização, de investimento necessário ou de regras de mercado. Por isso, é importante tomar decisões estratégicas com base em dados concretos e reais, e não apenas apreciações pessoais. A análise SWOT é um dos vários métodos de estudo de mercado que permite obter dados concretos.

Análise CAME

A análise CAME é outra técnica de análise que permite avançar depois de ter realizado uma análise SWOT, ou seja, é o próximo passo e a realização propriamente dita do processo. O nome do método é uma sigla formada pelas primeiras letras das seguintes palavras: Corrigir, Afrontar, Manter e Explorar e correspondem às palavras da sigla SWOT.

  • Corrigir as fraquezas. São propostas ações que contribuam para modificar ou diminuir as deficiências e aspectos negativos do negócio.
    Por exemplo: os sabonetes ainda não são comercializados em grande escala em todo o território nacional e é necessário estabelecer acordos com outras cadeias e lojas.
  • Afrontar as ameaças. São propostas ações que permitam superar ou evitar conflitos.
    Por exemplo: Ampliar a variedade de produtos para não depender apenas de uma linha cotada de artigos que pode deixar de ser competitiva devido à grande quantidade de concorrentes no mercado.
  • Manter as fortalezas. São propostas ações que mantêm as qualidades do negócio no tempo e que representam uma vantagem diferencial.
    Por exemplo: Usar sempre a mesma qualidade das matérias-primas e seu processo de manufatura. Os sabonetes são muito eficazes, não provocam alergias e tanto a sua produção como o seu consumo são sustentáveis e não têm impacto negativo no ambiente.
  • Explorar as oportunidades. São propostas ações de melhoria contínua que buscam otimizar as fortalezas e detectar novas vantagens produtivas para o negócio.
    Por exemplo: Cada vez mais consumidores escolhem produtos naturais devido à divulgação de informações sobre os aspectos negativos dos sabonetes convencionais produzidos com uma grande quantidade de produtos químicos que podem ser prejudiciais para a saúde.

Referências

  • Raeburn, A. (2021). Análisis FODA: qué es y cómo usarlo (con ejemplos), de: Asana
  • Schooley, S. (2022). SWOT analysis: What it is and when to use is, de: BusinessNewsDaily
  • Ramírez Rojas, J. L. (2009). Procedimiento para la elaboración de un análisis FODA como una herramienta de planeación estratégica en las empresas. Universidad Veracruzana, México, de: UV

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

DE AZKUE, Inés. Análise SWOT (ou FOFA). Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/analise-swot-ou-fofa/. Acesso em: 13 abril, 2024.

Sobre o autor

Autor: Inés de Azkue

Licenciada em Publicidade (Universidad de Morón)

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 19 julho, 2023
Data de publicação: 28 junho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)