Cultura organizacional

Vamos explicar o que é a cultura organizacional e suas vantagens. Além disso, qual é a sua importância e muito mais.

A cultura organizacional é a identidade da empresa.

O que é a cultura organizacional?

A cultura organizacional é o conjunto de normas, ideologias, políticas e valores que regem uma instituição e que lhe dão uma identidade. O conjunto de conhecimentos em relação à organização é transmitido a todos os empregados no desempenho cotidiano, através dos comportamentos da gestão administrativa.

Não se deve confundir cultura com clima organizacional. A forma como os funcionários percebem a organização e a sua cultura é condicionada por pensamentos, emoções e motivações individuais. Ou seja, a maneira de como as pessoas encaram a cultura da empresa determina o clima da organização.

Por exemplo: Diante de uma situação de crise na empresa se gerou um clima de especulação e buchicho entre os empregados. O diretor convocou uma reunião de todas as equipes para informar sobre a situação, esclarecer dúvidas e transmitir tranquilidade. Após a reunião, os rumores acabaram e o clima entre os funcionários melhorou.

O modo de agir do diretor é condicionado pela cultura da organização. A convocação para transmitir tranquilidade evidencia que a cultura da empresa prioriza cuidar de seus recursos humanos e manter a harmonia entre os empregados. Se o diretor não desse qualquer resposta às preocupações do pessoal, demonstraria pouca transparência e apatia por parte da empresa.

PONTOS IMPORTANTES

  • A cultura organizacional (conjunto de políticas e princípios) não é a mesma coisa que o clima organizacional (maneira em que os empregados percebem a cultura da empresa).
  • A cultura organizacional varia de acordo com cada empresa e dá uma identidade particular.
  • A forma como a empresa se relaciona com os seus empregados é determinada pela sua cultura.

Como se origina a cultura organizacional?

A cultura organizacional surge com a criação da empresa, isto é, a partir da aliança dos primeiros parceiros e sócios e demais pessoas que se somam para alcançar objetivos comuns.

O papel dos fundadores e a comissão diretiva de uma empresa é fundamental para definir a cultura de uma organização. Seus valores, atitudes, seus objetivos e motivações influenciam a identidade que terá o modelo de negócios.

À medida que a empresa começa e desenvolve sua atividade, pode melhorar alguns processos, aprender e tomar novas decisões que lhe permitam otimizar sua estrutura e, por fim, sua identidade. Por isso, a cultura organizacional pode mudar durante os primeiros anos de atividade da empresa, até que consiga consolidar-se ou decida formalizar a sua estrutura. 

Para que serve estabelecer uma cultura organizacional?

Uma das principais vantagens de uma empresa que planeja e direciona sua cultura organizacional para que seja positiva é que terá mais possibilidades de superar as situações de conflito ou de crise.

A cultura organizacional se transmite aos empregados através de múltiplas maneiras, como o tratamento da direção com os trabalhadores, os processos internos para realizar as tarefas, o tipo de comunicação interna, o trato com os clientes, entre outros comportamentos quotidianos.

A forma como a gestão empresarial interage com os trabalhadores e com o ambiente em que opera é determinante para a produtividade e a motivação dos trabalhadores. Se os empregados se sentem representados ou identificados com grande parte da cultura organizacional, sua motivação para trabalhar será maior.

Elementos da cultura organizacional

Alguns elementos que fazem parte da cultura organizacional são os seguintes:

  • Os valores. São todos os atributos, habilidades, conhecimentos e habilidades que a liderança promove para que cada líder de equipe se sinta identificado e transmita ao resto dos funcionários.
  • O regulamento interno. São as normas e os requisitos que implementa a gestão empresarial com o objetivo de garantir a boa convivência entre os empregados, preservar uma imagem corporativa e determinar a realização das tarefas.
  • A estrutura. É o tipo de diretiva e sua maneira de implementar as decisões. Pode ser hierárquica (ou linear), quando os empregados só devem acatar as ordens da direção; ou democrática (ou horizontal), quando a opinião dos empregados é levada em consideração para a tomada de decisões.
  • As rotinas e práticas. São as práticas típicas e próprias de uma organização, que se mantêm como parte de seus costumes. Podem ser processos de trabalho, ações ou benefícios para os empregados. Por exemplo: Toda sexta-feira a empresa organiza um café da manhã para todos os funcionários, junto com práticas de ioga para quem quiser participar.
  • A história desde sua origem. São as histórias que a empresa preserva com orgulho e resultam um distintivo ou vantagem diferencial em relação a outras empresas do mercado e que reforçam a sua identidade. Por exemplo: O reconhecimento ao sócio-fundador que 20 anos atrás começou o modelo de negócios e conseguiu fazê-lo crescer até atingir a estrutura atual com mais de 200 empregados.

Importância da cultura organizacional

A cultura organizacional é um conjunto de princípios, normas e formas de atuar de uma empresa, e é o que determina o tipo de relação que estabelece com seus empregados e os seus clientes.

A forma como as pessoas encaram a empresa determina o clima organizacional. Alguns fatores que intervêm na percepção das pessoas a excedem, como a ideologia, os sentimentos e a maneira de pensar. Outros fatores podem ser moderados pela empresa, como políticas internas, condições de trabalho, recursos e a comunicação transparente e constante. 

A cultura organizacional condiciona o desempenho da empresa, por isso é de suma importância para a gerência e é sua responsabilidade compreendê-la e transmiti-la a todos os empregados. Uma empresa que reconhece sua identidade e consegue transmiti-la a seus integrantes para que a apliquem em seu trabalho terá criado a base para levar à ação seu modelo de negócios.

Referências

  • Wong, K. (2020). Organizational culture: definition, importance and development, de: Achievers  
  • Robbins, S. P., & Judge, T. A. (2009). Fundamentos del comportamiento organizacional. 13ra. Edición. Pearson. México.
  • Kotler, P., Armstrong, G., Saunders, J., & Wong, V. (2012). Principles of marketing. 2da. Edición europea. Prentice Hall Europe
  • Katie, T. H. (2022). Internal marketing, de: TechTarget

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

DE AZKUE, Inés. Cultura organizacional. Enciclopedia Humanidades, 2023. Disponível em: https://humanidades.com/br/cultura-organizacional/. Acesso em: 29 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Inés de Azkue

Licenciada em Publicidade (Universidad de Morón)

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ)

Data da última edição: 5 setembro, 2023
Data de publicação: 15 julho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)