Conto de terror

Vamos explicar o que é um conto de terror, os elementos que utiliza e como é estruturado. Além disso, as suas características, tipos e exemplos.

Os contos de terror estão muitas vezes ligados às tradições de uma região.

O que é um conto de terror?

Um conto de terror ou uma história de terror é uma narrativa que procura provocar no leitor sentimentos de medo, suspense e angústia que crescem à medida que a história avança. O final da história de terror revela normalmente a verdade que foi escondida ao longo da narrativa, muitas vezes com um final terrorífico relacionado.

O conto de terror é um dos muitos subgêneros em que se pode classificar a narrativa curta, que se manteve ao longo do tempo e que sobreviveu às mudanças na cultura e na literatura. Além disso, conseguiu colonizar outras formas de representação narrativa, como o teatro e, principalmente, o cinema com os filmes de terror.

Os contos de terror caracterizam-se por descreverem situações, personagens ou lugares inapropriados ou fantásticos, mas como se fossem naturais à história. Por exemplo: uma personagem que tem três olhos, quatro braços e asas, mas tem atitudes de um ser humano, vai trabalhar todos os dias no escritório e, quando os transportes públicos se atrasam em um engarrafamento, usa as suas asas para chegar dentro do horário no trabalho.

História do conto de terror

As raízes do conto de terror se encontram na narrativa tradicional, no imaginário das culturas, na mitologia grega (A Odisseia, A Ilíada) ou mesmo na Bíblia. É possível remontar às origens dos contos de terror desde a Antiguidade, durante a Idade Média e o Renascimento.

O conto de terror teve o seu apogeu durante o século XVIII, especialmente na tradição literária anglo-saxônica, que seria a inspiração de escritores do estilo gótico, como William Polidori e Mary Shelley, no século XIX. Outros autores importantes do período que cultivaram o gênero foram Edgar Allan Poe e Washington Irving, especialmente Poe, que era considerado um mestre no assunto.

Outros autores de destaque foram Bram Stoker (com contos como "As areias de Cooken", apesar de ter se tornado famoso com o romance Drácula) e H. P. Lovecraft, autor de uma série de contos sinistros, narrativas sobre terrores antigos escondidos nas profundezas da terra.

Elementos do conto de terror

cuento de terror
Seres sobrenaturais como os vampiros podem ser personagens de contos de terror.

Entre os principais elementos de uma história de terror estão os seguintes:

  • As personagens. São as entidades que realizam as ações e levam a trama adiante. Podem ser personagens reais ou imaginárias e fantásticas que fazem sentido na história. Por exemplo: Se uma história relata a aparição de um fantasma, é provável que o fantasma também seja uma das personagens da história.
  • O narrador. É a voz que conta a história e pode ser o próprio protagonista, uma testemunha ou simplesmente uma voz que não faz parte da história. Podem ser ricas em detalhes ou silenciar elementos que serão revelados posteriormente, a fim de gerar tensão ou expectativa (isso é chamado de elipse narrativa).
  • O tempo. É a velocidade com que ocorre a ação da história de terror, geralmente se baseia no suspense, por meio de descrição meticulosa ou detalhes esparsos que convidam à imaginação do leitor (também chamado de “suspense psicológico”).
  • A ambientação. É o lugar ou local em que a história se passa ou os diferentes cenários em que ocorrem as ações dos personagens.

Características do conto de terror

Miedo fantasma muerte
As personagens misteriosas e fantásticas são características desse gênero.

As personagens do conto de terror

Em um conto de terror, as personagens podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Convencionais. Aquelas que pertencem ao mundo do racional, do confiável, quer pertençam ou não ao lado do protagonista.
  • Sinistras ou misteriosas. Aquelas que são ambíguas perante o enredo e o olhar do narrador, escondendo as suas motivações, convidando a um ambiente de expectativa, angústia ou desconfiança.
  • Monstruosas. Aquelas que geralmente são da ordem do fantástico, do sinistro, do aterrorizante ou do perturbador, sejam monstros literais (criaturas fantásticas) ou pessoas que praticam ações monstruosas e que geralmente desempenham o papel de antagonistas.

Estrutura do conto de terror

É semelhante à narrativa em geral: início, complicação ou desenvolvimento e desenlace. A particularidade da estrutura do conto de terror é que tem a ver com a distribuição dos acontecimentos, pois tanto pode terminar no momento de maior tensão e carecer de um desenlace concreto, como também pode apresentar um final em que todos os mistérios são desvendados.

Motivos recorrentes

Em um conto de terror alguns temas costumam ser recorrentes, entre os principais estão os seguintes:

  • Fantasmas, vampiros, monstros ou outras criaturas sobrenaturais.
  • Assassinato, roubo, violação ou situações traumáticas ou angustiantes.
  • Elementos mágicos, sobrenaturais, demoníacos ou religiosos.
  • Enredos de vingança, justiça, retaliação ou descoberta de tesouros e mensagens ocultas.

Tipos de contos de terror

cuento de terror - creepy pasta
Os contos de terror que utilizam metáforas psicológicas apelam à imaginação do leitor.

Em geral, os principais contos de terror podem ser dos seguintes tipos:

  • Contos de terror com alegoria moral. A situação de medo, suspense ou angústia conduz a uma moral, ensinamento ou conclusão moral de algum tipo, funcionando como uma fábula ou um conto tradicional.
  • Contos de terror com metáfora psicológica. A situação aterrorizante é, na verdade, uma alegoria de um conteúdo psicológico ou emocional que gera desconforto no protagonista, que pode ou não sofrer de uma doença mental.
  • Contos de terror fantástico. As leis do universo são quebradas para que surjam monstros, criaturas ou fenômenos aterrorizantes e inexplicáveis.
  • Histórias de terror urbano. Desenrolam-se na dinâmica da cidade: crimes, perseguições, vida anônima, entre muitas outras áreas do cotidiano urbano.

Exemplos de contos de terror

Alguns dos mais famosos exemplos de histórias de terror são:

  • “O Gato Preto” e “O Coração Delator” de Edgar Allan Poe.
  • “O Horla” e “A Noite”, de Guy de Maupassant.
  • The Merry Corner” e “The Spectral Rent”, de Henry James.
  • “O Horror de Dunwich” e “A Cor que Caiu do Céu”, de H. P. Lovecraft.
  • The Willows” e “The Wendigo”, de Algernon Blackwood.
  • “A Pata do Macaco”, de W. W. Jacobs.
  • “O Espectro”, “O Travesseiro de Penas” de Horacio Quiroga.

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

ETECÉ, Equipo editorial. Conto de terror. Enciclopedia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/conto-de-terror/. Acesso em: 19 abril, 2024.

Sobre o autor

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur)

Data da última edição: 30 março, 2024
Data de publicação: 21 fevereiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)