Romance

Vamos explicar o que é o romance e como é a sua estrutura. Além disso, como ele se classifica, exemplos e os principais autores.

Os romances normalmente têm um enredo complexo e extenso, com várias personagens.

O que é o romance?

O romance é um gênero literário, um subgênero da narrativa, ao lado do conto e da crônica. Consiste em uma narrativa geralmente longa, de natureza mais ou menos ficcional, geralmente contada em capítulos ou segmentos, nos quais a voz de um narrador sempre intervém.

Os romances normalmente têm um enredo complexo e extenso, no qual há digressões ou reviravoltas, e em que geralmente há várias personagens e até mesmo vários pontos de vista a partir dos quais a história é contada.

Origem do romance

O romance tem sua origem direta no gênero épico, que começou na Antiguidade e que costumava narrar as aventuras de heróis clássicos, como na Odisseia de Homero. Durante a Idade Média europeia, as obras literárias se caracterizavam por contar as aventuras fictícias de cavaleiros errantes, inspiradas nos confrontos armados da época.

A obra Dom Quixote de la Mancha, do espanhol Miguel de Cervantes e publicada em 1605, é considerada um dos primeiros romances no sentido moderno, por ter sido escrita em prosa, pelo número de personagens e pela variação entre as diferentes histórias, enquadradas em um enredo principal de maior amplitude.

Diferença e semelhanças entre o romance e o conto

novela
Há uma diferença espaço-temporal entre o conto e o romance.

O conto e o romance são semelhantes no sentido de que ambos podem narrar uma história fictícia ou real. Contudo, possuem diferenças importantes, que são detalhadas a seguir:

  • O romance costuma ser mais longo e pode abranger um livro ou vários volumes, enquanto o conto é mais curto e conciso, podendo abranger uma ou poucas páginas.
  • O romance geralmente apresenta um tema com certo nível de complexidade no desenvolvimento do enredo, enquanto o conto geralmente apresenta uma narrativa mais simples e de fácil interpretação ou desvelamento.
  • O romance é estruturado de forma semelhante ao conto, com uma introdução, um desenvolvimento e um desfecho. Porém, o romance difere do conto porque pode ter uma reviravolta espaço-temporal ou intercalar a história com outras histórias paralelas.

Estrutura do romance

É comum que o corpo de um romance seja dividido em entradas ou capítulos. Além disso, pode haver outro tipo de divisão, chamada de partes, que agrupa vários capítulos e geralmente é numerada ou intitulada. Em ambos os casos, são formas de segmentar a história de maneira ordenada.

Um romance pode ter muitas estruturas narrativas diferentes, pois é o reino da liberdade narrativa. Por exemplo, pode ser dividido em capítulos ou, ao contrário, pode ser uma narrativa contínua, sem separadores ao longo da narrativa.

Elementos do romance

Os principais elementos de um romance são:

  • Personagens. São as que desenvolvem as ações e cujas vidas (ou momentos delas) são contadas no romance. Podem ou não também ser quem narra o romance.
  • Narrador. Pode haver um ou mais narradores em um romance, e são eles que contam a história, sejam eles testemunhas, protagonistas ou vozes não envolvidas nos eventos.
  • Diálogo. São as transcrições do que as personagens dizem, sem que o narrador intervenha para contá-las.

Classificação do romance

O romance é um gênero que abrange várias categorias, entre as quais se destacam as seguintes:

  • Romances de aventura. Contam do início ao fim uma viagem, uma trajetória de vida ou um episódio emocionante na vida de uma personagem, que ao voltar para casa não é mais a mesma do início.
  • Romance de ficção científica. Exploram o possível impacto da ciência e da tecnologia na vida dos seres humanos, geralmente em um futuro imaginário.
  • Romance policial. Envolvem a solução de um crime, de modo que as personagens protagonistas tendem a ser policiais, detetives ou jornalistas. Possuem um subgênero conhecido como policial noir, no qual as protagonistas não são mais cumpridoras da lei durante a história, mas fazem parte de um mundo mais sórdido no qual é difícil separar criminosos e policiais.
  • Romance romântico. Centram-se nas aventuras ou desventuras amorosas, apaixonadas ou eróticas das personagens.
  • Romance de cavalaria. Focam-se na vida de um cavaleiro errante medieval e detalham suas aventuras contra criaturas monstruosas ou exércitos inimigos.
  • Romance de terror. Contêm relatos aterrorizantes, sinistros ou misteriosos envolvendo monstros e entidades sobrenaturais, causando medo no leitor.
  • Romance fantástico. Apresentam um mundo possível, construído inteiramente a partir da imaginação do autor, com suas próprias regras particulares, criaturas e história próprias, diferentes do mundo real.
  • Romance realista. Ambientam-se em na realidade próxima ao autor, sem atributos mágicos ou sobrenaturais, e a reproduzem com bastante precisão.
  • Romance psicológico. Entram na mente de suas personagens: reflexões, sentimentos e mundo interior, e a partir daí narram os eventos que ocorrem.
  • Romance filosófico. Apresentam inúmeras reflexões existenciais ou transcendentais, é contado com uma história que as incentiva ou enquadra.
  • Romance epistolar. Contam suas histórias por meio da reprodução de cartas fictícias ou imaginárias, registros em diários, e-mails e outras formas de correspondência entre as personagens.

Romance contemporâneo

O romance contemporâneo é aquele que foi escrito a partir do século XX. Sua origem está em várias revoluções na forma como a literatura é escrita, como resultado dos movimentos de vanguarda.

Reflete as tensões da época e geralmente assume a tarefa de narrar a partir de fragmentos ou discursos descontínuos (diferentemente do romance clássico ou tradicional, que é linear e direto). Em alguns casos, utiliza alegorias elaboradas que empregam discursos científicos ou outros.

Romancistas reconhecidos

Alguns dos mais destacados romancistas na língua portuguesa e seus romances são:

  • Joaquim Machado de Assis (brasileiro, 1839–1908), autor de Dom Casmurro
  • José Maria Eça de Queirós (portugués, 1845–1900), autor de Os Maias
  • Clarice Lispector (brasileira, 1920–1977), autora de A Hora da Estrela
  • Mário de Andrade (brasileiro, 1893–1945), autor Macunaíma
  • Jorge Amado (brasileiro, 1912–2001), autor de Gabriela, Cravo e Canela
  • José Saramago (portugués, 1922–2010), autor de Ensaio sobre a Cegueira

Alguns romancistas conhecidos ao longo da história da língua espanhola são:

  • Miguel de Cervantes (espanhol, 1547–1616).
  • Gabriel García Márquez (colombiano, 1927–2014).
  • Mario Vargas Llosa (peruano, 1936–).
  • Juan Goytisolo (espanhol, 1931–2017).
  • Carlos Fuentes (mexicano, 1928-2012).
  • Fernando Vallejo (colombiano, 1942–).
  • Rómulo Gallegos (venezuelano, 1884–1969).
  • Juan Carlos Onetti (uruguaio, 1909–1994).

Exemplos de romance

Alguns exemplos de romances célebres são:

  • Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski.
  • Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos.
  • Madame Bovary, de Gustave Flaubert.
  • Dona Bárbara, de Rómulo Gallegos.
  • O Processo, de Franz Kafka.
  • Cem Años de Solidão, de Gabriel García Márquez.
  • Rayuela (O Jogo da Amarelinha), de Julio Cortázar.
  • O limoeiro real, de Juan José Saer.
  • Por Quem os Sinos Dobram, de Ernest Hemingway.

Referências

Como citar?

Citar a fonte original da qual extraímos as informações serve para dar crédito aos respectivos autores e evitar cometer plágio. Além disso, permite que os leitores acessem as fontes originais que foram utilizadas em um texto para verificar ou ampliar as informações, caso necessitem.

Para citar de forma adequada, recomendamos o uso das normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que é uma entidade privada, sem fins lucrativos, usada pelas principais instituições acadêmicas e de pesquisa no Brasil para padronizar as produções técnicas.

ETECÉ, Equipo editorial. Romance. Enciclopédia Humanidades, 2024. Disponível em: https://humanidades.com/br/romance/. Acesso em: 9 julho, 2024.

Sobre o autor

Data da última edição: 1 março, 2024
Data de publicação: 29 fevereiro, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)